Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Ter Nov 01, 2011 9:30 pm

Um dos temas mais difundidos e debatidos na cena ocultista atual (ao menos a cena ocultista virtual). A fama do sistema vem não apenas das entidades presentes na lista que acompanha a descrição do sistema,mas também pelas tentadoras promessas feitas nas descrições das mesmas.
Dinheiro fácil,sexo,o amor da sua vida,a morte de um inimigo. Afinal,qual ser humano não sucumbe a tantos prazeres concedidos de formas simples e rápidas?
Infelizmente o sistema tem sido praticado por diversas pessoas indignas atualmente. Preguiçosos,mentirosos ou simplesmente ignorantes demais para ler um simples livro lotam até transbordar as páginas da internet pedindo explicações toscas que elas mesmas poderiam obter se realizassem uma rápida pesquisa sobre o assunto em um livro relacionado.

A Árs Goétia ("Arte de Uivar") é um sistema mágiko de Evocação de entidades diversas,que coloca o magista em um suposto comando total sobre as mesmas,deixando-as sob sua Vontade.
Até aí,parece tudo muito fácil e tranquilo.
O sistema envolve o uso de uma gama de objetos físicos e conjurações,cada um representando um diferente e importante aspecto do ritual em si,que não pode ser omitido para o sucesso ou ao menos para a diminuição da chance de falhas.

Origem do Sistema:
Ninguém sabe ao certo de onde o sistema goético surgiu. Alguns dizem que ele foi entregue pelos Anjos para o rei bíblico Salomão. Mas fontes mais coerentes dizem que tal grimório foi escrito na Idade Média,por um magista que desenvolveu o sistema e registrou alguns de seus contatos com entidades capazes de atendê-lo por ele. Para popularizar o sistema sem ter problemas com a Inquisição católica,o autor original teria nomeado o grimório de CHAVE DE SALOMÃO,esquivando-se da fama de demonólatra e popularizando o livro com o nome de um personagem histórico (prática comum na idade média). Aproximadamente como o autor do Corvo Negro (que será analisado em outro tópico) fez ao atribuí-lo ao fictício personagem Fausto.

Sobre as entidades:
Um ponto importante e muito confundido sobre a chave de salomão. Apesar do que dizem por aí,existem muito mais do que 72 dêmonios na goétia. Os famigerados 72 foram apenas os catalogados com o tempo pelos escritores e re-escritores do tomo. Uma gama absurda de entidades pode ser convocada com o sistema. Desde elementais,a entidades planetárias,Anjos (Theurgia Goétia,onde o sistema é alterado),e os demônios.
Talvez o número escolhido (72) tenha sido em relação ao SHEMANPHORASH de fato. Mas não é por isso que as entidades estão lá. Elas são tampouco "arquétipos mentais do mago",uma vez que a existência delas independe da nossa.
Os espíritos registrados no primeiro tomo do Lemegeton são deidades mistas de várias culturas,do Egito e África até oriente médio,babilônicas,entre outras.Todos tornados dêmonios pelo catolicismo durante a ascenção da Igreja. Acho que nao há coincidências aí.
Apenas tenham em mente quando decidirem clamar pela vinda de uma destas entidades que o fato dela ter sido um Deus adorado por um povo antigo não a torna pacífica e sociável. Lembrem-se que postar um maldito agradecimento na internet não vai agraciar uma entidade a qual provavelmente tinha enormes derramamentos de sangue como paga a milênios atrás.
Difícil saber de onde as pessoas tem idéias assim... mas isso deixemo-as ver com o tempo.

Sobre os tomos:
Enquanto a Ars Goétia e a Theurgia são largamente difundidos,a Clavícula Salomonis e as outras partes da Obra são raramente lidos e compreendidos. Mas são ainda assim de importância crucial um para o outro. Entender todo o livro é necessário para praticar a goétia de forma eficaz. A clavícula de salomão registra passo a passo os instrumentos necessários para rituais evocatórios,incluindo os perfumes,incensos,consagrações,purificações e um circulo diferente do relacionado a evocações demoníacas. Este último seria proprio para lidar com determinada frequência de entidades possivelmente agressivas,contendo em si os nomes de Anjos,Sephiras e nomes de Deus,bem como toda uma simbologia que torna o magista,naquele momento,o centro de seu microcosmo. Vide o Alpha e o ômega presentes sob seus pés.

Os livros foram inspirados principalmente na cultura Judaica. O alfabeto hebreu e muitas das entidades listadas explicitam isso,bem como as evocações e invocações de IHWH (Deus,Jeová). Portanto,se você não crê em Deus faz-se necessária uma série de adaptações para o seu deus. Do triângulo até as vestimentas sofrem alterações. A maioria dessas modificações são de pouca confiança a meu ver,mas há quem goste. No fim,se a entidade não destruir você de alguma forma ou enlouquecê-lo é porque está tudo indo bem.

Saindo do Cìrculo:
Então você tem um dêmonio preso a um triângulo,enquanto você está protegido por uma tonelada de proteções em um círculo. Você ordena,ele não tem opções e obedece. Se demora ou recusa-se,você o coage por medo,dor ou negociação a fazê-lo.
A realidade dos magistas e divulgadores da goétia parece linda. Só parece.
A maioria se esquece que ao sair do círculo,do local selado e protegido a entidade pode ter armado um belo golpe para eles. E é justamente nessas horas em que as ofensas proferidas aos espíritos são cobradas,e a dor devolvida. E é nesta hora que,se você deseja de fato ser um evocador de entidades,deve se proteger mais. Todo tempo em que se está fora do círculo evocatório.
E isso,são raros os que fazem,pois são raros os que de fato evocam utilizando-se da Goétia...

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Ter Nov 01, 2011 10:01 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Ter Nov 01, 2011 10:13 pm

Magista evocando demônios (a descrição bate com a de Belial em alguns pontos). Imagem de um manuscrito de Brunetto Latini (1425)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Magista evocando um demônio que ajuda a achar riquezas. Protegido por um círculo e dotado de uma espada. Um andarilho curioso espiona a cena ao canto. Uma representação clássica da Goétia e de evocações demoníacas feita por Willian de Deguilleville´s em 1330.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

realidade,

Mensagem  Convidad em Qua Nov 02, 2011 8:46 am

A Goétia, embora não tenha uma história definida, possui tamém uma ligação com o nome "goes", dado a feiticeiros gregos que podiam invocar daemons (bons e maus), e que praticavam a tão famigerada necromancia.

O conceito de daemon, oi Daimon, nada mais era do que entidades de inúmeras classes, incluindo Deuses domésticos e familiares, bem como de lugares e origens específicas.

Tanto, que a origem de "mago" vem de uma corruptela do Magis persa (mais para um astrólogo) e de Goes (mais para feiticeiro e invocadores), "Magoes" seria a palavra original para mago.

Vale ressaltar que essa "separação" que fazemos atualmente, de classificar e separar a tudo, como num catálogo, é uma mania mais recente, pois o sincretismo e troca de experiências sempre foram a base para todo o conhecimento, portanto, acredito que "descartar" se baseando nas máscaras atuais é simplesmente um desperdício de conhecimento oculto.

Sobre a "proteção", devemos lembrar que salomão (ou quem escreveu o material) era "temente a deus" e, se não fosse, escreveu por necessidade da época de tal forma a não retirar ou abusar da das autoridades da época, seja por medo ou precaução.

Eu mesmo trabalho sem triângulo e sem banimento.
Mas no meu caso, tenho consciência de "quem estou chamando" e "do que estou fazendo".
Não faço simplesmente qualquer coisa sem saber a origem.
Tenho boas relações com os Demônios (Daemons) e não necessito de me proteger contra aquele que estou convidando a vir me encontrar em algum lugar.
Acho na verdade, sem lógica.

Mas cada sistema é cada sistema, e cada pessoa é cada pessoa, e o que conta para cada um são os resultados que se tem, baseados na própria experiência e na observação.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

acredito

Mensagem  Convidad em Qua Nov 02, 2011 8:50 am

que os demônios não atendam a qualquer um.

Acredito que quem possua "a marca", acaba indo para o lado com mais facilidade, e aqueles que não a possuam, não serão atendidas, ou são limitados a chegar apenas a vôos baixos.

Enfim, muita criança chama, bradando invocações sem entender e mexendo a "faquinha" no ar, e nada acontece.

Outros, possuem a capacidade de invocar sem nenhuma dificuldade, sem usar mil aparatos e infinitos detalhes.

Porém, nesse caso, não existem generalizações.

abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  MAGGOBRANCO em Qua Nov 02, 2011 11:19 pm

Bastante interessante esse tema das Clavículas!!! Mas convém uma boa interpretação delas antes de pô-las em prática, pois a seriedade desses rituais é grande!!! Muito bom!!!

_________________
"As plantas que mais dão flores são as que mais tem os galhos arrancados..."


Maggobranco
avatar
MAGGOBRANCO
Moderador

Dragão Mensagens : 323
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 76
Localização : Dream's Valley

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Dirge em Sex Nov 04, 2011 1:27 pm

Quer dizer q alguns Daemons da Goetia n são originalmente os ''anjos caidos''?

_________________
''Aquele que é corajoso e paciente o suficiente para exergar, na escuridão, toda a sua vida, será o primeiro a encontrar um raio de Luz.'' Metrô 2033 (livro)

''As respostas para os maiores misterios da humanidade estão dentro de cada ser vivente.''
avatar
Dirge
Moderador

Rato Mensagens : 358
Data de inscrição : 03/11/2011
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Sex Nov 04, 2011 7:02 pm

ygoryy escreveu:Quer dizer q alguns Daemons da Goetia n são originalmente os ''anjos caidos''?

Não. Não são "anjos caídos". Sâo deidades,em grande maioria sumérias,tornadas "demoníacas" pelo catolicismo. São entidades poderosas e perigosas,de fato. Mas não tão fantasiosas quanto a maioria dos ocultistas as pinta.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Exato

Mensagem  Convidad em Dom Nov 06, 2011 5:48 pm

"Não. Não são "anjos caídos". Sâo deidades,em grande maioria sumérias,tornadas "demoníacas" pelo catolicismo. São entidades poderosas e perigosas,de fato. Mas não tão fantasiosas quanto a maioria dos ocultistas as pinta."

Exato.

Uma curiosidade por exemplo, são as semelhanças entre Deuses antigos e Anjos Caídos, por exemplo, como as similaridades de alguns atributos entre Shamash, Vênus, Mitra, Lúcifer e Lumiel.

Acredito que se deva ter uma mente realmente aberta e longe o máximo possível de "pré conceitos" contra alguns preceitos católicos (princpalmente os não ortodoxos). Ah! mas por quê?
simples: dentro do Catolicismo, vemos uma grande herança da Bruxaria e de inúmeras culturas. Em seus mitos, vemos novas "roupagens" e é aí que esses "anjos caídos" entram também, como novas roupagens para Deuses antigos, dizendo que eles nos passaram conhecimentos proibidos e que esses conhecimentos iriam nos destruir, como os que Azazel nos ensinou, assim como a linhagem de Caim que se revela através 'da marca'.

Deuses antigos foram "demonizados", e se transformaram no mal, ou naquilo que se corrompeu durante a história.

Se compararmos o Deus cristão, o egoísta e possessivo a uma ilusão, a um Deus menor, cego e egoísta; se olharmos à ele como o Demiurgo, veremos então que tudo que lhe foge o controle, tudo que não é dele e tudo que desafia e destrói suas ilusões, naturalmente seria tachado de mal, afim de afastar da verdade todos que se contentarem com a mentira.

Mais a frente vou escrever uns artigos que quero para um projeto que tenho, e vou compartilhar aqui no forum Smile

A própria igreja se transformou ao longo do tempo e antes da febre das bruxas e do inferno, as coisas não tinham tantos limites e especificações: deuses andavam com outros deuses e seus povos compartilhavam de tudo, inclusive da fé de seus vizinhos, como sempre foi.

Mas isso dá mais e mais tópicos.
Quando tiver mais tempo, vou escrever sobre e postar para conversarmos trocando conceitos e visões uns com os outros.

abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Seg Nov 21, 2011 7:23 pm

Discordo em parte. Certas entidades de fato se afeiçoam por determinados indivíduos por razões que nem sempre entendemos,sendo mais acessíveis para eles. Mas todos podem chegar a evocar e ser atendidos por uma entidade se mantiverem-se na mesma frequência que ela,estando no mesmo nível dela energeticamente ou arriscando-se a criar um elo com a mesma,onde ambos poderiam se comunicar... o que poderia ser bem arriscado ou desagradável.


Shamash Lykaion escreveu:que os demônios não atendam a qualquer um.

Acredito que quem possua "a marca", acaba indo para o lado com mais facilidade, e aqueles que não a possuam, não serão atendidas, ou são limitados a chegar apenas a vôos baixos.

Enfim, muita criança chama, bradando invocações sem entender e mexendo a "faquinha" no ar, e nada acontece.

Outros, possuem a capacidade de invocar sem nenhuma dificuldade, sem usar mil aparatos e infinitos detalhes.

Porém, nesse caso, não existem generalizações.

abs

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  ghost em Dom Nov 27, 2011 7:21 pm

Shamash Lykaion seria possível você me dar algumas orientações sobre goétia? comecei a estudar sobre goétia a pouco tempo, mas achei muitas controvérsias sobre o assunto, queria a orientação de alguém experiente...

ghost
Novato
Novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 25/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Shamash Lykaion

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Seg Nov 28, 2011 12:19 am

Está correto em dizer que cada um é cada um,mas há coisas que não pode-se ignorar. Alguns pensamentos aqui estão em desordem. É provavel que quem escreveu o material fosse de fato temente a Deus,ou que tenha posto apenas pela inquisição. Mas dizem as lendas (inclusive no testamento de salomão - introdutório nas Clavículas e que narra a história do suposto Salomão,na verdade o autor da obra e sua relação com os espíritos) o mesmo foi auxiliado por Deus e seus Anjos para aprender a arte,pois ele era digno. Lenda ou não,ele tinha quem o protegesse. "Costas quentes".
Não é o nosso caso aqui. E falo genericamente.
Ninguém tem fé verdadeira em IHWH a ponto de lidar com tais forças sem precisar de proteção. Somos humanos passiveis de dúvidas e inumeros outros pontos fracos.

Agora a parte mais complicada.

Muitos dizem que trabalham sem círculo de proteção,sem triângulo da arte,sem até os próprios sigilos das entidades...
Pois eu vos digo que omitir elementos de qualquer ritual é um erro,a menos que se tenha domínio total sobre as forças envolvidas,o que definitivamente não é o caso da goétia.
Você diz que possui "boa relação" com os espíritos citados por Salomão,chamados de "Demonios"... a maioria deles são espíritos antigos,poderosos e arredios. É absurdamente complicado ter uma boa relação com vários deles,principalmente ao mesmo tempo. Exige pesquisa,trabalho árduo,as vezes meses ou anos tentando para conseguir um contato com uma entidade...

Os banimentos são parte principal de qualquer ritual. São cruciais. Não servem apenas para "expulsar entidades" mas para balancear o próprio mago,bem como livrar-se de pensamentos,energias e entidades que podem interferir de forma contrária ao ritual.
O triângulo é outra parte absurdamente importante da goétia. Ele é o símbolo de contenção que impede que você "dance" na mão da entidade,fazendo o que ELA quer,tendo pensamentos dela e achando que são seus. É o que impede que tudo vá pelos ares em caso de acidentes.

Aínda em evocações de entidades "boas" proteções são necessárias. Quando se abre uma porta para o astral,nunca se sabe o que pode vir dela. Sempre pode haver companhia com o ser chamado... muitas vezes nada agradável.

Sobre a "proteção", devemos lembrar que salomão (ou quem escreveu o material) era "temente a deus" e, se não fosse, escreveu por necessidade da época de tal forma a não retirar ou abusar da das autoridades da época, seja por medo ou precaução.

Eu mesmo trabalho sem triângulo e sem banimento.
Mas no meu caso, tenho consciência de "quem estou chamando" e "do que estou fazendo".
Não faço simplesmente qualquer coisa sem saber a origem.
Tenho boas relações com os Demônios (Daemons) e não necessito de me proteger contra aquele que estou convidando a vir me encontrar em algum lugar.
Acho na verdade, sem lógica.

Mas cada sistema é cada sistema, e cada pessoa é cada pessoa, e o que conta para cada um são os resultados que se tem, baseados na própria experiência e na observação.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Oi Chertograd

Mensagem  Convidad em Qua Nov 30, 2011 6:09 pm

Discordo em parte.


Fique à vontade Smile


Certas entidades de fato se afeiçoam por determinados indivíduos por razões que nem sempre entendemos,sendo mais acessíveis para eles.


Sim, às vezes até mesmo a iniciativa é da própria entidade, seja por interesse momentâneo ou a longo prazo, ou ainda, por motivos de afeição, linhagem, sangue, espírito ou quem sabe atributos que se enxergam no mapa natal...ou ainda pela devoção a alguma outra entidade que "desperta" interesse em outra...cada caso é um caso e concordo com isso.


Mas todos podem chegar a evocar e ser atendidos por uma entidade se mantiverem-se na mesma frequência que ela,estando no mesmo nível dela energeticamente(...)


Bem, nessa parte, eu acredito que exista também o quesito 'talento', assim como para outras artes, como por exemplo música e pintura: você sabe que todo mundo pode ser muito técnico com insistência e até mesmo pintar quadros bem feitos ou tocar músicas exatamente como são nas partituras. MAS, não é qualquer um que compõe, ou que possui virtude ou talento para ambas as artes. É claro, que unindo um com o outro, fica perfeito. Mas normalmente, quem não possui talento, jeito, ou como acredito, "o sangue", pode chegar a algum lugar, mas normalmente muito limitado e com muito custo. Isso quando chega.

Ha como o cara ser científico ao fazer invocações, mas na hora H, quando precisar liberar poder pessoal e mostrar o "fogo que corre nas veias", não teria o que mostrar, ainda mais se não estiver no "gabarito ritualístico".


(...)ou arriscando-se a criar um elo com a mesma,onde ambos poderiam se comunicar... o que poderia ser bem arriscado ou desagradável.

Bem, aí temos 2 pontos: é um via de mão dupla.
Você pode acessar a entidade quando precisar ou quiser, e ela pode fazer o mesmo.
Não ha como ser de apenas um lado.
Aí se você tem contato com um Deus de poderes necromânticos, por exemplo, e tiver trabalhando com os mortos e conseguindo suas vantagens, alguns mortos também entrariam em contato contigo, assim como esse Deus.

Aí não ha o que temer. É o lance da escolha (tirando os casos em que você não tem muita rs) e da maturidade para aceitar aquilo que se escolheu, com todas as flores e espinhos que tiverem.
É como segurar uma rosa: é linda, perfumada, sedosa, representa inúmeros símbolos místicos e literários, mas se não segurar com cuidado, você fura suas mãos e seus dedos.

Quanto ao "risco", vai de cada um. Pra mim ter contato com um demônio de forma simples é uma boa pedida, desde que eu saiba quem é o cara e o trate da mesma forma. Sei que a qualquer momento posso receber "alguma coisa", seja avisos, pedidos ou propostas, da mesma forma que posso fazer com eles.

Isso também tem a ver com a forma que você vive e vê as coisas: ha aqueles que vêem tudo de uma forma mais "separada", mais cerimonial, e outros, como eu, que enxergam os antigos Deuses, incluindo anjos e demônios, como meus ancestrais, portanto, como um descendente dos Deuses, minha visão do mundo a minha volta se torna mais 'próxima' do que 'separada'.

PS: só deixando claro que esse 'junto' e 'separado' não quer dizer melhor ou pior, e sim, apenas formas diferentes dentro da concepção de cada um.
Smile

abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Novato,

Mensagem  Convidad em Qua Nov 30, 2011 6:12 pm

Shamash Lykaion seria possível você me dar algumas orientações sobre goétia? comecei a estudar sobre goétia a pouco tempo, mas achei muitas controvérsias sobre o assunto, queria a orientação de alguém experiente...

Dê um pulo no site que fiz para Bune e dá uma olhada:
www.wix.com/goetia/bune

O que fazer com o conteúdo, você decide.
Wink
abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Convidad em Qua Nov 30, 2011 7:01 pm

Está correto em dizer que cada um é cada um,mas há coisas que não pode-se ignorar. Alguns pensamentos aqui estão em desordem. É provavel que quem escreveu o material fosse de fato temente a Deus,ou que tenha posto apenas pela inquisição.

É uma boa possibilidade.

Mas dizem as lendas (inclusive no testamento de salomão - introdutório nas Clavículas e que narra a história do suposto Salomão,na verdade o autor da obra e sua relação com os espíritos) o mesmo foi auxiliado por Deus e seus Anjos para aprender a arte,pois ele era digno. Lenda ou não,ele tinha quem o protegesse. "Costas quentes".
Não é o nosso caso aqui. E falo genericamente.


Levando por essa lógica, é um bom ponto. Mas quer ver algo interessante?
Bruxaria/magia em todas as sociedades sempre foram presentes, mas o que definia o que era "bom" e "ruim" era se o que você fazia era permitido pelos Deuses locais ou se era alguma coisa "estrangeira". Até hoje é visto assim, por exemplo, uma novena, que nada mais é do que um tipo de feitiço aceito, com sua simbologia que até mesmo é desconhecido de quem as pratica. A novena é permitida, porque segundo a maioria, é permitido pelo Deus daquela religião, e seus resultados se chamam "milagres". Agora, se eu fizer o mesmo tipo de feitiço, orando todos os dias para ter um pedido alcançado, mas não for para uma entidade de uma religião vigente, isso se torna feitiço, bruxaria e toda a sorte de marginalização.
Isso vem desde os Babilônicos, sumérios, egípcios, gregos, romanos e de todas as sociedades.

A única diferença entre milagre e magia, é a permissão, assim como Teurgia e Goecia: um vc trabalha com seres "superiores" (religião vigente), e no outro, você trabalha com poderes "inferiores" (os estrangeiros, de outros povos, que foram demonizados).

Visto desse ponto de vista, com uma inquisição paranóica, não havia muita escolha, seja por crença ou por disfarce. Isso, porque a astrologia tradicional era uma ciência largamente praticada e estudada e, tolerada pela igreja por séculos, senão, até isso seria complicado.

Mas isso são idéias que compartilho de minha crença e estudos, assim como você também expos as suas.

Ninguém tem fé verdadeira em IHWH a ponto de lidar com tais forças sem precisar de proteção. Somos humanos passiveis de dúvidas e inumeros outros pontos fracos.

Como eu disse, isso também tem a ver com o tipo de visão de mundo e, principalmente, de vida. Isso deve ser VIVIDO e não somente entendido como uma simples IDEIA. Por isso funciona pra mim.

Agora a parte mais complicada.

Muitos dizem que trabalham sem círculo de proteção,sem triângulo da arte,sem até os próprios sigilos das entidades...
Pois eu vos digo que omitir elementos de qualquer ritual é um erro,a menos que se tenha domínio total sobre as forças envolvidas,o que definitivamente não é o caso da goétia.

Bem, eu trabalho com círculo, mas não de proteção contra 'os caras'. Meu círculo é uma abertura entre mundos e os poderes de cima e de baixo, facilitando a comunicação e a manifestação tanto do meu poder quanto de quem estou chamando.

Comecei usando triângulo, mudando os nomes do mesmo, e quando eu tirei do ritual, tive uma surpresa no que diz respeito a manifestação do poder, algo que pude lidar e aproveitar melhor ainda.

Mas os Sigilos não. Esses eu acredito que devam ser mantidos, pois são símbolos de poder que apenas se fortalecem com o passar dos séculos, e descartar isso seria descartar uma chave de acesso. É o mesmo que querer abrir uma porta sem chave. Até dá em certos casos, mas nunca de uma forma boa.

Você diz que possui "boa relação" com os espíritos citados por Salomão,chamados de "Demonios"... a maioria deles são espíritos antigos,poderosos e arredios. É absurdamente complicado ter uma boa relação com vários deles,principalmente ao mesmo tempo. Exige pesquisa,trabalho árduo,as vezes meses ou anos tentando para conseguir um contato com uma entidade...


Sim. Não possuo boas relações ou "negócios" com 72 espíritos. aliás, não conheço todos ainda rs
Principalmente, porque não teria como ter 72 acordos, 72 invocações simultâneas e principalmente, lidar com todas as energias, entender todos os simbolos e mensagens, tofdos os sonhos e etc...sem contar nos pagamentos que dariam um monte de problemas. Fora se hpouvesse erro em pedir alguma coisa (sem especificar e acabar sendo leviano), o que poderia ocorrer com tantas invocações.

Meu contato na Goécia, primeiramente, foi de uma entidade que veio falar comigo através de sonhos, e depois disso, tive q estudar e principalmente testar tudo o que tinha de acordo com o que eu já conhecia e praticava. Aos poucos as coisas se encaixaram e acabei tirando alguns elementos e colocando outros. Tudo devidamente observado, testado e anotado.
Sem dizer que mais de uma entidade, ao longo das minhas práticas e estudos, vieram pelos meus sonhos fazer contato, me dizendo coisas q não estão nos grimórios, mas que se acha quando se pesquisa sobre Deuses, como a Astaroth, que me deu um nome diferente para chamá-la e me ofereceu sua ajuda (não de graça, mas bem vantajoso pra mim e acredito q para Ela também rs)

Agora, "ao mesmo tempo" dá para se manter alguns (digo 2 ou 3, estourando 4 como limite) desde que tudo ocorra bem, pois se aparecer algum problema, o melhor seria se resolver com 'aquele' primeiro antes de chamar outro.
E só começar um novo "negócio" ou "relação" com outro, quando você resolver todos os negócios que você tem em aberto com os demais, por inúmeras questões.


Os banimentos são parte principal de qualquer ritual. São cruciais. Não servem apenas para "expulsar entidades" mas para balancear o próprio mago,bem como livrar-se de pensamentos,energias e entidades que podem interferir de forma contrária ao ritual.

Aí Cherto, depende de que sistema. Quando se fala de sistemas cerimoniais e mais 'separados', acredito que seja algo necessário a quem pratica, afim de colocar "cada coisa no seu lugar" de acordo com as crenças do grupo.

Para quem trabalha com um tipo de Bruxaria mais 'junto' ou 'próximo', os banimentos não ocorrem, assim como os círculos de proteção para com as entidades. As vezes se traça círculo como ponto de encontro e poder, como o faço e, quando acaba, não se fecha e nem se manda de volta, deixando o poder invocado aonde você invocou.
Muitos ritos, inclusive, nem se abre círculo algum.
Outros, você usa proteção, dependendo do que vai fazer.
Outros, mesmo com perigo, você não traça e da de cara com coisas perigosas, mas nesse ultimo caso, normalmente a idéia é 'dar de cara'.
Tudo depende da ligação. E como acredito que esses demônios goéticos são Deuses antigos, e que eu sou um descendente dos mesmos, o contato se faz a partir dessa premissa, assim como meu respeito à Eles.
MAS, por exemplo, sei que existem alguns mais complicados, como Andras, que só vou invocar quando precisar e, principalmente, quando eu souber melhor 'quem é Ele'. Assim como existem certas divindades e espíritos que entendo o perigo de se invocar, trocentas vezes mais complicadas do que a goécia.
Mas como eu disse, isso é uma visão de quem pratica coisas mais "juntas".


O triângulo é outra parte absurdamente importante da goétia. Ele é o símbolo de contenção que impede que você "dance" na mão da entidade,fazendo o que ELA quer,tendo pensamentos dela e achando que são seus. É o que impede que tudo vá pelos ares em caso de acidentes.


Eu entendo a lógica do suposto salomão com todos os detalhes de proteções e exigências, inclusive da de ser alguém puro e temente a deus. (o que vamos confessar, é algo raríssimo hoje em dia rs).
O Triângulo serve como prisão. Uma limitação.
Eu usava como ponto focal. Mas da mesma forma o efeito era o mesmo, eu sentia poder e pronto.
Quando eu o tirei, aí sim, senti muito poder, e consegui ''conversar'' com mais facilidade e vi que não era necessário no que diz respeito às minhas crenças.

A visão apresentada é a de demônios avarentos, mentirosos, indignos, que se você não tomar cuidado, eles almoçam você. Ok. visto desse ponto, ai daquele que esquecer o anel com os nomes mágicos e sagrados para apontar ao Demônio! E ai daquele que sair do círculo depois de tudo feito e achar q ta resolvido, porque acredito que um "te pego na saída" seria algo meio óbvio, mas isso é pensamento meu.

Essas idéias Cherto, são usadas se baseando que uma invocação é uma "operação delicada", mais para um cálculo matemático, algo técnico. Trato mais como uma etimologia do que como uma operação geométrica minhas invocações.
Provavelmente fazemos coisas parecidíssimas, mas sob crenças e pontos de vistas diferentes em certos aspectos, se for o caso.


Aínda em evocações de entidades "boas" proteções são necessárias. Quando se abre uma porta para o astral,nunca se sabe o que pode vir dela. Sempre pode haver companhia com o ser chamado... muitas vezes nada agradável.

Então. A diferença é que o "inesperado" faz parte do que realizo. E se por um acaso eu invoco (somente como exemplo) Hécate, sei que pode vir seus cães sedentos ou seus espíritos acompanhando-a, e cabe a mim fazer uma boa oferenda para Ela e para seus Cães, ou ainda, quem sabe, para os mortos que a acompanha.

Tudo é uma questão de prática, crença e de consciência do que se faz, pois não adianta, por exemplo, novamente, achar que Hécate vai vir 'de boa' porque ela gosta de mim, e dizer que isso é o que eu acredito.
Deve-se conhecer aquilo que faz, para não ter suspresas realmente desagradáveis.
Smile

abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Dirge em Qua Nov 30, 2011 8:37 pm

Estou gostando da discussão... rsrsrsrsr

_________________
''Aquele que é corajoso e paciente o suficiente para exergar, na escuridão, toda a sua vida, será o primeiro a encontrar um raio de Luz.'' Metrô 2033 (livro)

''As respostas para os maiores misterios da humanidade estão dentro de cada ser vivente.''
avatar
Dirge
Moderador

Rato Mensagens : 358
Data de inscrição : 03/11/2011
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

...

Mensagem  Convidad em Sex Dez 02, 2011 1:46 am

O que vem a ser o circulo magico? O que vem a ser o triangulo? Enfim o que vem a ser Goétia?

São duvidas que são sanadas através da própria Arte. Muitos se esquecem que Goétia não é apenas para fazer trocas de figurinhas, aonde o "mago" barganha com os daemons, em troca de pedidos toscos na sua maioria materialista e ou bizarrices amorosas. Goétia, é uma fonte inesgotável de conhecimentos mas cabe o "Mago" conseguir aprender e dominar estes, oque a acontece quase sempre é que os "magos" acabam por se perder em meio a tanta alterações em sua vida(digo alterações nos três planos o mental, astral e por ultimo material). Com o passar do tempo e as medidas correta os contatos acabam por se tornar mais densos.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Convidad em Sab Dez 03, 2011 8:19 am

É bem por aí.

O "Sistema" (estranho não?) é tratado exatamente dessa forma: sistema.
Mas é muito além disso para os que enxergam de outra forma.
É como compreender que tanto o cristo e Lúcifer recebem o título de Estrela-da-manhã. Não preciso ser católico para compreender a questão, e nem colocar esse cristo nos meus ritos e mesmo assim, chamar Lúcifer, Vênus ou Shamash de Estrela-da-manhã.
O Poder está à nossa volta, às vezes, bem debaixo do nosso nariz.

E sim, goécia é uma porta para inúmeras coisas: ha muitos Deuses e raízes por detrás do óbvio; ha muito poder e mistérios, assim como segredos divinos e guardados pelos espíritos.
Alguns se perdem na superfície, outros, quem sabe, enlouquecem em níveis mais profundos. Mas qual caminho não tem seus riscos e tentações?
É a velha história do peregrino no caminho das fadas...

A goécia tem sido uma ferramenta impressionante de poder e de crescimento, acredito, que deveria ser assim.

abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Assim,

Mensagem  Convidad em Sab Dez 03, 2011 8:34 am

Pra quem enxerga de uma forma mais "proxima" (não sei se ficou claro a idéia) os Deuses e os poderes do mundo; pra quem se sente mais parte de tudo ao invés de alguém "de fora" que "acessa" algo "diferente" ou "além"; para quem identifica o poder por detrás de uma novena ou de um feitiço; pra quem vê Demônios e Anjos como parte da mesma coisa; tudo tende a ter uma visão mais além, mais profunda do que uma separação por "sistemas".

Mas tudo isso com estudo, cautela e, principalmente, com vivências, pois esse último é o que vai validar se suas idéias são úteis ou se são apenas lixo, pois Bruxaria e magia sem resultados são somente fantasias inúteis.

O mérito vem para aqueles que se arriscaram e ousaram. Se der certo, haverá mais material, conceitos e formas que serão melhores pra uns e estudadas por outros. Se der errado, a própria pessoa vai descartá-la depois de um tempo.

abs

(Também estou gostando da discussão Smile )

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Seg Dez 05, 2011 3:39 pm

Bruxaria/magia em todas as sociedades sempre foram presentes, mas o que definia o que era "bom" e "ruim" era se o que você fazia era permitido pelos Deuses locais ou se era alguma coisa "estrangeira".

Quando me referi a ter proteção de determinada deidade,não me referi a conceitos de "bem" e "mal". Me referi a forma de adoração a deuses que foi modificada. Um deus que recebia sacrifícios e possuía toda vida de seu sacerdote a sua inteira disposição não vai conceder os mesmos privilégios a um magista só porque o mesmo acha que um agradecimento vale tanto quanto um sacrifício de sangue. Hoje em dia as pessoas não possuem mais a devoção que antigamente. Quanto mais ciência o homem desenvolve mais a sua fé atrofia.

Bem, eu trabalho com círculo, mas não de proteção contra 'os caras'. Meu círculo é uma abertura entre mundos e os poderes de cima e de baixo, facilitando a comunicação e a manifestação tanto do meu poder quanto de quem estou chamando.

Comecei usando triângulo, mudando os nomes do mesmo, e quando eu tirei do ritual, tive uma surpresa no que diz respeito a manifestação do poder, algo que pude lidar e aproveitar melhor ainda.

Mas os Sigilos não. Esses eu acredito que devam ser mantidos, pois são símbolos de poder que apenas se fortalecem com o passar dos séculos, e descartar isso seria descartar uma chave de acesso. É o mesmo que querer abrir uma porta sem chave. Até dá em certos casos, mas nunca de uma forma boa.

Se você trabalha sem círculo de proteção e sem o triângulo que são elementos do sistema goético,automaticamente você não trabalha com goétia. Você usa seus próprios métodos. Como eu já disse 1000000000000000000000000 de vezes por aqui,não são as entidades que são a goétia. É o tipo de forma que se chama elas. Não existe essa coisa de "goéticos". Esqueçam isso é besteira!
Sem a proteção de um círculo,o que ocorrerá é que a energia liberada por determinadas entidades (não importa se para você são deuses - lembre-se Chernobog também é um Deus. Evoque-o sem proteção e me conte depois...) pode afetar sua vida em inúmeros aspectos. Entidades menores podem vampirizar você ou até mesmo influenciar no ritual,tendo em vista que você não faz banimento (portanto não equilibra as próprias energias,não limpa o ambiente antes e nem depois...).

Para mim não existe isso de "bruxaria tradicional"/ "ritual mais aproximado" quando se lida com GOETIA. A goétia é uma PORTA. Com as chaves corretas você abre uma porta para uma divindade,e se protege do que pode sair de lá indesejavelmente.
Se você faz as coisas a "moda boi" ou porque "uma entidade te falou em sonho" (na verdade essa é a maior jogada manipulatória da história das entidades. Faça eles se sentirem importantes e depois puxem o tapete) você VAI eventualmente escorregar. E não vai ser bonito.

Astaroth ser chamado por aí de Astarte,deusa da beleza e tudo mais não o torna menos agressivo,possessivo,ciumento e exigente. Não importa com qual aparencia eles se apresentem.

No fim das contas eu deixo aqui meus avisos a quem quer praticar a goétia. Se não querem enlouquecer,tornarem-se violentos,terem problemas na saúde ou em diversos aspectos de suas vidas,façam tudo direito em cada mínimo detalhe. As entidades,sejam as 72 listadas ali,sejam os anjos da Theurgia,ou quaisquer outras entidades tem em si um potencial para tornarem-se perigosas seja por sua natureza ou seja se ofendidas de alguma forma. Então prestem atenção. No ocultismo não há segunda chance caso um experimento dê errado. Cada ritual pode ser seu ultimo ritual. Este é outro ponto que MUITOS ocultistas se esquecem.
Não existe "testar com a cara e a coragem" ou brincadeira no ocultismo. Essas coisas podem realmente foder sua vida ou matar você.

É só um aviso. Cabe a cada um ouvi-lo ou não. E eu não poderei fazer nada pelos que ignorarem e chorarem depois...


_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Ter Dez 06, 2011 3:48 pm

ygoryy escreveu:Estou gostando da discussão... rsrsrsrsr

Ora,o fórum não é apenas um amontoado de conhecimento parado. Ele também é para discussões. Então,quanto mais "acalorado" o debate melhor. São de discussões assim que saem as melhores informações. Então parabenizo o membro por expor aqui seus pontos de vista,suas teorias são sempre bem vindas. Concorde eu com elas ou não.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Convidad em Ter Dez 06, 2011 5:10 pm

Uma duvida que gira entorno das manifestações das entidade na sua apresentação...


Muitos discutem a origem destas Entidades, dizem fazer parte da psique do Mago, deuses antigos, anjos caidos...enfim outros tantos. Mas o que sempre tenho observado são as diversas descrições que existem por ai dos daemons durante evocações. Lembro ainda que muitas não passa nem perto das descrições contidas nos livros, algumas vão totalmente contrario as descrições.

comigo mesmo.: "...Uma criança, cabisbaixa, franzina e olhar triste." Confesso que quando ele me apareceu assim, me veio a duvida se realmente era o ser evocado que estava presente, mas que fora comprovada mais tarde que se tratava "dele" mesmo.

Acredito que não deva descartar totalmente a hipótese de que a psique seja um fator importante na manifestação/origem da entidade...


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Dirge em Ter Dez 06, 2011 5:18 pm

Plano Astral = ''Mundo Plástico'', ou seja, ele assume a forma de seus desejos e as vezes dos seus medos...

_________________
''Aquele que é corajoso e paciente o suficiente para exergar, na escuridão, toda a sua vida, será o primeiro a encontrar um raio de Luz.'' Metrô 2033 (livro)

''As respostas para os maiores misterios da humanidade estão dentro de cada ser vivente.''
avatar
Dirge
Moderador

Rato Mensagens : 358
Data de inscrição : 03/11/2011
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Ter Dez 06, 2011 9:11 pm

Andre escreveu:Uma duvida que gira entorno das manifestações das entidade na sua apresentação...


Muitos discutem a origem destas Entidades, dizem fazer parte da psique do Mago, deuses antigos, anjos caidos...enfim outros tantos. Mas o que sempre tenho observado são as diversas descrições que existem por ai dos daemons durante evocações. Lembro ainda que muitas não passa nem perto das descrições contidas nos livros, algumas vão totalmente contrario as descrições.

comigo mesmo.: "...Uma criança, cabisbaixa, franzina e olhar triste." Confesso que quando ele me apareceu assim, me veio a duvida se realmente era o ser evocado que estava presente, mas que fora comprovada mais tarde que se tratava "dele" mesmo.

Acredito que não deva descartar totalmente a hipótese de que a psique seja um fator importante na manifestação/origem da entidade...


Como o Ygoryy mencionou no post anterior, as entidades utilizam muito dos medos ou prazeres do magista para se manifestarem. A "visão" astral bem condicionada pode fazer com que o magista visualize claramente as entidades em sua cabeça. Esta contemplação nem sempre pode ser agradável.
As descrições contidas no Lemegeton são as aparencias vistas pelo magista que escreveu o livro. Como entidades são energia,elas podem se moldar e se alterar para serem vistas desde como uma linda mulher nua até como o mais grotesco dos monstros,a sua vontade. Tudo a ver com a frequencia energética do ritual.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

oi

Mensagem  Convidad em Qua Dez 07, 2011 9:10 am

Eu não li esse tópico ainda, mas vi que tem muitas coisas novas.
Assim que der, entro e respondo a tudo Smile
abs

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Goétia,Clavículas de Salomão e Lemegeton

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum