Franz Bardon

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Franz Bardon

Mensagem  J13K$#N em Dom Maio 11, 2014 8:58 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Texto de Júnio Rodrigues

Franz Bardon nasceu em 1909, na antiga Tchecoslováquia. Era o mais velho de uma família de 13 filhos. Seu pai, Viktor Bardon, era um homem que possuía um desenvolvimento espiritual em estágio avançado, porém não era um Iniciado. Todos os dias, ele orava fervorosamente para que pudesse encontrar um Mestre legítimo.  Assim, a Divina Providência, atendendo às suas preces, permitiu que o espírito de um Grande Iniciado encarnasse no corpo de seu filho mais velho, Franz. Esse espírito seria a última encarnação de uma Inteligência que já habitou corpos de Iniciados, como Apolônio de Tiana (o grande Mago grego, contemporâneo de Jesus Cristo); Lao – Tse, o sábio chinês fundador do Taoísmo; e Michel de Nostradamus.

Ao atingir a idade adulta, Franz Bardon, utilizando o nome mágico de Frabato, passou a ganhar a vida como mágico de palco e ilusionista. Segundo sua principal biógrafa, discípula e amiga íntima Sra. Otti Votavova, ele era um “estouro”! Porém secretamente, era um Mestre das Artes Ocultas, tornando-se muito conhecido nos Círculos Iniciáticos alemães durante as décadas de 1920/1930.

Com o surgimento de Adolf Hitler e o Nazismo, diversos grupos como a O.T.O., e a Franco – Maçonaria foram proibidos, e alguns de seus membros presos. Sociedades Ocultas são consideradas uma ameaça aos Regimes Totalitários, porque mostram, através de seus ensinamentos, a forma de se alcançar uma liberdade impossível de ser reprimida. O próprio Hitler teria pertencido ao legendário “FOGC”,  ou “Loja 99”, de Magia Negra, e, alguns de seus oficiais seriam membros da “Fraternidade de Thule” (“Thule Order”),  que era o instrumento externo de uma Ordem de Magia Negra Tibetana.

Por negligência de um dos discípulos de Bardon (que não tinha destruído a correspondência, como Bardon tinha ordenado), Franz Bardon e seus discípulos foram presos pelos Nazistas, entre 1941/1942. Adolf Hitler ofereceu a Bardon altos cargos no Terceiro Reich, com a condição que ajudar a Alemanha a vencer a guerra através de seus conhecimentos mágicos. Como Bardon recusou-se a ajudar, os Nazistas o torturaram cruelmente. Entre as formas de tortura, incluía-se operação cirúrgica sem o uso de anestesia. È conhecida a história de que enquanto Bardon e seus discípulos estavam sendo chicoteados, um dos discípulos descontrolou-se e proferiu um encantamento cabalístico para imobilizar os torturadores. Porém, depois de algum tempo, o efeito do encantamento passou, e o discípulo foi vingativamente executado com rajadas de metralhadora.

Após recuperar a liberdade, Bardon recomeçou o trabalho oculto e passou a curar pessoas. Podia curar câncer até o 2º grau, sem cirurgias, com a própria medicina feita de plantas e fórmulas alquímicas. Por isso, os doutores da medicina oficial ficaram muito invejosos porque não obtiveram sucesso através de seus tratamentos químicos e nucleares. Bardon descobriu também, através de seus poderes mágicos, que Hitler havia fugido para outro país, e sofreu diversas cirurgias plásticas para não ser reconhecido.

Devido ao seu trabalho de cura natural, Bardon passou a ter problemas com o governo de seu país. A ideologia comunista então vigente na Tchecoslováquia pós-guerra perseguia todos os livre-pensadores, judeus, ciganos, maçons e qualquer um que se interessasse por assuntos ocultistas ou esotéricos. Com a publicação de seus livros, no final da década de 1950, diversas  pessoas vieram da Alemanha para visitar-lhe. Os doutores aproveitaram essa ocasião para acusar Bardon de ser um espião do Oeste, ocasionando novamente sua prisão.

Assim, Franz Bardon faleceu em 10 de julho de 1958, no hospital de um presídio militar tcheco.

Suas Obras

As obras de Franz Bardon constituem um Sistema Mágico completo e perfeito, totalmente científico e racional. Suas obras dão especial ênfase à prática, visando à obtenção de resultados tangíveis, além de serem claras, completas e sérias, retratando assim um Mestre honesto e competente. Seu Sistema é isento de isento de ideologias ou conceitos religiosos, sendo adequado a todos os estudiosos, pois pouco importa sua tendência filosófica ou mística.

Magia Prática - O Caminho do Adepto - (Título original em inglês: “Initiation into Hermetics”) - Lançado no Brasil pela Editora Ground, infelizmente é a única obra de Bardon disponível em português. Um verdadeiro clássico do Ocultismo, esse livro é divido em uma parte teórica e uma parte prática. A parte teórica explica sobre os quatro elementos, os fluidos elétrico e magnético da natureza, e outras coisas. Já a parte prática é subdividida em dez graus, de acordo com a evolução do “adepto”, e cada grau contém instruções para desenvolver o espírito, a mente e o corpo. Trata-se de um Sistema de Magia completo. O método é lento, se você quiser faze-lo com perfeição, porém extremamente eficiente.

Prática de Magia Evocatória - Nesta obra, a segunda da trilogia, Bardon explica passo-a-passo os mistérios da Evocação Mágica. Explica como um Mago Branco evoca entidades positivas, como anjos e espíritos das esferas planetárias de nosso Sistema Solar, e como Magos Negros evocam entidades malévolas. O leitor irá aprender o significado do círculo mágico, do triângulo mágico, da vara mágica, vestimenta e outras ferramentas. Além disso, Bardon fornece nessa obra centenas de selos de anjos, gênios e espíritos dos elementos, que podem ensinar ao Mago todos os tipos de assuntos conhecidos universalmente, como alquimia, astronomia, adivinhação, etc., e ainda podem ajudar em todos os tipos de situações pessoais ou profissionais.

A Chave da Verdadeira Kabbalah - Neste último livro da trilogia, Bardon ensina o mistério do misticismo das letras e números da Verdadeira Kabbalah (aqui, no caso, não se trata da Kabbalah Judaica, e sim da Kabbalah Hermética). Como obter o mais alto nível de realização mágica através do conhecimento dos sons cores, números e vibrações expressadas pela Kabbalah, e, assim, como criar palavras e sentenças que produzem efeitos no mundo físico, tal como os milagres descritos na Bíblia e outros livros sagrados.

Frabato, O Mago - Embora escrito na forma de um livro de ficção, na verdade trata-se de uma autobiografia de Franz Bardon. Nessa obra, o Mago Frabato, (na verdade o próprio Bardon) conta sua história na Alemanha da década de 1930, fala de sua batalha com Magos Negros, revela as forças ocultas que causaram a ascensão do Terceiro Reich, e nos conta ainda o começo da missão espiritual que culminaria com a criação da trilogia de livros sobre Hermetismo.
avatar
J13K$#N
Seguidor da Via

Mensagens : 316
Data de inscrição : 09/12/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares
» ICAR

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum