Musicas com Ocultistas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Musicas com Ocultistas

Mensagem  Lord Ansato em Dom Set 02, 2012 1:55 pm

Um tópico assim como o Pipoca Maldita, para postarmos e comentarmos músicas com significado ocultista, como não domino essa área de músicas, peço que o pessoal ajude postando também aqui o que conhecem !

Pra começar vou postar aqui algo sobre a arte de um Ícone da música brasileira e do ocultismo também:

O Mestre Raul Seixas.



“Prefiro ser, essa metamorfose ambulante
Do que Ter aquela velha opinião formada sobre tudo...”

Cantarolava Raul Seixas, o flautista do Novo Aeon, em 1973. E a partir de então seu canto passou a encantar cada vez maiores multidões, em sucessivas gerações. Do primeiro ao último disco, foram 22 anos de um trabalho poderoso, capaz de modificar e influenciar profundamente o destino de milhões de pessoas ao longo dos anos 70, 80 e 90.
Foi influenciado por um desejo dele que Paulo Coelho se transformou em escritor. Foi também cantando suas músicas que a, juventude carapintada, destronou Fernando Collor, num gesto de dignidade político-social inédita, em países do terceiro mundo.
Esta, é precisamente uma das perguntas que me intrigam até hoje:
“Até que ponto, ou em que circunstâncias, a obra de Raul Seixas deve ser, considerada um "trabalho de Magia"

Vejamos aqui alguns significados ocultos nas músicas do Raul:

O Que é o selo Imprimatur presente em alguns discos?

Trata-se de uma referência ao selo com a ordem de "imprima-se" que a ingreja católica antiga usava para ordenar a publicação e divulgação de documentos. O selo da Sociedade Alternativa traz em seu centro uma adaptação da Cruz Ansat egípcia (o Ankh, que representa entre outras as tiras das sandálias do peregrino que busca algo) com dois pequenos degraus que lhe dão forma de chave (representando também os degraus da iniciação).

O que significa Krig-Ha Bandolo!?

Trata-se do grito de Tarzan indicando que os inimigos estão chegando.

Sobre o que fala Gita?

Gita é baseada no Bhagavad-Gitã, parte do Mahabarata, que seria a "bíblia" da religião hindu de Krishna. No texto um guerreiro, Arjuna, interroga Krishna sobre o seu significado (de Krishna). Krishna responde com frases como: "Entre as estrelas sou a lua... entre os animais selvagens sou o leão... dos peixes eu sou o tubarão.... de todas as criações eu sou o início e também o fim e também o meio... das letras eu sou a letra A... eu sou a morte que tudo devora e o gerador de todas as coisas ainda por existir... sou o jogo de azar dos enganadores..." em que obviamente se basearam os versos de Gita.

O que é o Novo Aeon?

Um aeon é uma era, ou 2.148 anos, tempo necessário para que o eixo da terra complete uma volta completa (360 graus) em seu movimento de pião. A cada vez que isso ocorre geram-se mudanças na humanidade. O Novo Aeon é a nova era que está por vir, a Era de Aquário, que deverá ter início. Liricamente o Novo Aeon representa mudança (assim como o Velho Aeon representa o que está para ser superado).

Qual o significado de algumas outras letras?

As Aventuras de Raul Seixas na Cidade de Thor - Raul critica o status-quo e fala sobre a necessidade de fazer uma "aliança estratégica" com o sistema (o Monstro Sist) para poder enfrentá-lo. "Quando se quer entrar num buraco de rato de rato você tem que transar".

Trem das Sete - ver Novo Aeon explicada anteriormente.

Paranóia - Fala sobre masturbação e o medo de estar cometendo um pecado. "Minha mãe me disse a tempo atrás aonde você for Deus vai atrás... Deus vê sempre tudo o que você faz... Vacilava sempre a ficar nu lá no chuveiro com vergonha... com vergonha de saber que tinha alguém ali comigo vendo fazer tudo o que se faz dentro de um banheiro".

Love Is Magick - Aleister Crowley entitulava a sua magia de Magick para não ser confundida com a magia comum (magic).

O Carimbador Maluco - Parte do musical infantil Pluct Plact Zumm da Rede Globo e motivo de muitas críticas a Raul que teria se vendido ao sistema com uma música imbecil. Os mais inteligentes percebem a pesada crítica à burocracia do governo que teima em selar, registrar, carimbar, avaliar, rotular, adiando e atrapalhando todo tipo de atividade. É também uma referência ao texto do anarquista Proudon que diz "Ser governado é ser a cada operação... notado, registrado, recenseado, tarifado, selado, medido, cotado, avaliado, patenteado, autrizado, rotulado".

A Lei - É uma das referências mais claras a Aleister Crowley na obra de Raul. O Livro da Lei é a principal obra de Crowley e a maior parte da letra são trechos deste livro.

Cowboy Fora Da Lei - Sobre iconoclastia, e o peso da responsabilidade de ser um ícone, bem como os riscos de vida do mesmo."Mamãe não quero ser prefeito, pode ser que eu seja eleito, e alguém possa querer me assassinar...(...)..."Papai não quero provar nada, eu já servi a pátria amada, e todo mundo cobra minha luz...minha luz...ó coitado, foi tão cedo, deus me livre eu tenho medo, morrer dependurado numa cruz..."

Cambalache - Uma crítica óbvia, direta e revoltada à todos os males que assolam o mundo criados pelo ser humano desde longa data, além da falta de esperança no futuro. "Que mundo foi e será uma porcaria eu já sei, em 506, e em 2000 também, que sempre houve ladrões maquiavélicos safados, contentes e frustrados, valores, confusão..."

Paranóia II - Sobre o desespero e agonia o qual uma mulher pode levar um homem. Sobre o trecho "o que eu procuros você escondeu na barriga, não quer me entregar" pode ser uma referência a drogas que a esposa de Raul teria escondido dele.

Ouro de Tolo - Crítica severa à sociedade hipócrita, capitalista, materialista e cheia de si,a qual Raul fazia questão de ridicularizar. Nota-se grande semelhança com o estilo folk de Bob Dylan.

Medo da chuva - além de ser uma das mais belas e poéticas músicas de Raul, trata da escravidão que pode ser uma vida a dois quando se tem uma esposa possessiva e ditadora. "é pena, que vc pense que sou seu escravo...dizendo que sou seu marido e não posso partir..."

Quando Acabar o Maluco Sou Eu - sobre como o mundo pode considerar normal as pessoas se matarem, fazerm tramóias políticas, traírem a si mesmas, guerrearem, culminarem no apocalipse, aceitarem a censura e considerar insanidade ser simplesmente excêntrico e afrontar o sistema.

Poestem ai mais coisas sobre Raul também se souberem farao
avatar
Lord Ansato
Iniciado na Arte
Iniciado na Arte

Porco Mensagens : 46
Data de inscrição : 01/06/2012
Idade : 22

Voltar ao Topo Ir em baixo

Therion e o Ocultismo

Mensagem  E.V.A em Dom Set 02, 2012 4:39 pm






O Therion é uma banda de Metal Sinfônico formada na Suécia em 1987 pelo músico Christofer Johnsson, vocalista, compositor e membro da ordem Sueca chamada Ordo Draconis et Atri Adamantis, ou como é popularmente conhecida, Dragon Rouge. Porém a banda não se iniciou com o nome de Therion, quando ela foi criada era chamada de Blitzkrieg. Este foi o primeiro nome para o projeto da banda por Christofer Johnsson.

Nessa época ele não fazia parte da Dragon Rouge nem tinha alguma relação com Thomas Karlsson e as letras da música não faziam referências ao oculto ou algo relacionado, pois a banda tinha influências de Metallica e Slayer indo em direção a Venom e Motorhead.

Tempos depois foi que Christofer conheceu Thomas e o mesmo entrou para a Dragon Rouge, nesse tempo, a temática do Therion mudou muito, Thomas Karlsson se encarregou de compor as letras das músicas em diante e a temática do Therion focou no ocultismo em geral, LHP e Magia Draconiana em particular, especificamente no que diz respeito à Ordem Dragon Rouge.

Farei uma pequena análise em algumas das letras do Therion

Album Sitra Ahra:

01 - Sitra Ahra: Nem tem muito o que falar aqui, creio que todos sabem o significado de Sitra Ahra, mais vamos lá.

A música retrata A árvore da Morte o qual faz parte do sistema Qliphótico. O nome "Sitra Ahra" pode ser traduzido para o "Lado Sinistro" digamos assim, é o mundo primordial, o reino das trevas que precedem a luz da Criação, o reino de Shekinah. Simplificando Sitra Ahra é o reino do subconsciente no qual a sabedoria secreta vem à consciência do indivíduo que atingiu a iluminação do Eu Superior.

02 - Kings of Edom: Refere-se à estrela de 11 pontas que sempre aparece nos discos do Therion, que representa o reino qliphótico, os 11 reis que representam as 11 qliphoth da Árvore da Morte.



Album Gothic Kabbalah:

03 - The Perennial Sophia: Fala sobre a Sabedoria (Sophia, Skekinah, Shakti) e o poder feminino manifestados na Terra, em nosso mundo, e disponível aos verdadeiros buscadores.

Album Lemuria:

04 - An Arrow From the Sun: Refere-se a Abaris, o sacerdote de Apolo, e sua flecha dourada; está relacionado também a Sagitário.

Album Vovin:

05 - Wine of Aluqah: Fala sobre o sangue menstrual e à Magia Sexual.

Além destes há o Album chamada Secret of the Runes, em que todas as letras retratam dos mundos e deuses da mitologia Escandinava. Fora isso existem músicas deles que fazem referência a alguns livros de conhecidos Ocultistas como a música Nightside of Eden que é referente ao livro de mesmo nome do autor Kenneth Grant.
avatar
E.V.A
Novato
Novato

Porco Mensagens : 7
Data de inscrição : 02/09/2012
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Musicas com Ocultistas

Mensagem  Andarilho do Horizonte em Ter Set 04, 2012 3:35 pm

Só um breve comentários. Ótimo post, e eu piro no Secret of the Runes. xD
avatar
Andarilho do Horizonte
Magus

Mensagens : 217
Data de inscrição : 07/12/2011

http://www.reflexosdohorizonte.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Musicas com Ocultistas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum