Hodoo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hodoo

Mensagem  Lucrécia em Sab Jul 28, 2012 12:30 am


O Hodoo é um sistema mágico até hoje muito utilizado tanto pela religião vodunista quanto por bruxas, magistas e donas de casa do mundo todo. O sistema é simples, totalmente baseado em magia simpática, magia natural e abre brechas para o uso de entidades e até mesmo para evocações. Mas assim como a goétia, NÃO EXISTEM ENTIDADES DO HODOO e ao contrário da mesma, não existem dogmas, o que existe é a crença e a sabedoria popular sobre o uso de ervas, pedras e outros materiais naturais somados a vontade e as vezes a alguma entidade de devoção do praticante.
O Hodoo por sua versatilidade pode ser agregado a qualquer prática, seja ela o que for (cristã, shintoísta, budista, hindu, vodunista, pagã, demonólotra, etc.), usando as entidades e até certos elementos de cada religião, cultura e etc. O hodoo essêncialmente necessita de três partes além das propriedades espirituais: um elemento mineral, um elemental vegetal e um animal. Esses três elementos, assim como na bruxaria, são a base do sistema Hodoo e a "ativação" vem por meio de impressão energética do magista. Quando querendo envolver entidades, basta colocarmos a impressão energética da entidade em questão no feitiço.
A maioria dos pink wicca ou dos wiccanos posers mesmo costuma dizer que, além de bruxaria ser uma religião e não um sistema mágico, que o hodoo e a bruxaria não tem nada a ver um com o outro. Agora vamos aos pontos, bem ou mal a bruxaria (desde que temos conhecimento da mesma) não obedece padrões quanto a entidades e crenças (vemos a diferença de crença entre as Brujas e as Stregha) mas, sua base ainda está em elementos naturais, crenças com roupagem cultural diferente(cristianismo,demonolatria - Brujas cultuavam em sua maioria Belzebuth - paganismo, hinduismo e etc). Diferença? Talvez esteja no chapéu pontudo.
Mas voltando ao que interessa, o Hodoo - e a bruxaria - tem um pequeno problema. Uma fórmula só tem o efeito com os ingredientes que foram utilizados pela primeira vez. Num ritual, um ingrediente trocado muda completamente o efeito do feitiço, ainda que esse ingrediente seja "equivalente". Tradução: Espinho de cacto e espinho de coroa de cristo NÃO SÃO A MESMA COISA NO HODOO. Claro, se você inventar é outro papo... o Hodoo ainda dispõe dessa ferramenta, a criação de rituais próprios até mesmo baseados em outros já existentes.
A outra ferramenta do Hodoo é o uso de entidades diversar. Não importa se é anjo, daemon, elemental, Succubu, verme astral, planetário, Deuses, Monstros ou dragões, todos são espíritos e todos tem energia e é isso que o Hodoo aproveita, a energia da entidade e todos os seus epítetos.
Outra ferramenta brilhante usada no Hodoo é...o blefe. As vezes não se faz necessário fazer NADA além de pendurar um bonequinho na porta de uma pessoa crédula para que ela se afunde sozinha. Da mesma forma, o Hodoo tem alguns encantamento "com efeito espelho" quando não se sabe quem é que está mandando magia pra você. Essas costumam ser as mais engraçadas, pois elas atingem qualquer um que esteja com a maior carga energética ruim pra cima de você (ainda que seja sua mãe naquela hora de raiva).

Hoodoo é uma forma tradicional de magia popular afro-americana praticada nos Estados Unidos, também conhecida em inglês como conjure. É uma tradição mágica que se desenvolveu a partir do sincretismo de diversas culturas e tradições e magia. O hoodoo incorpora práticas das tradições africanas e ameríndias, assim como grimórios e diversas práticas de magia européias. Enquanto práticas populares como o hoodoo são fenômenos transculturais, o que é particularmente inovador nesta tradição é o seu "uso admiravelmente eficiente das figuras bíblicas", tanto nas suas práticas como na vida de seus praticantes.

-Contexto social:

Historicamente, a maioria dos praticantes de hoodoo são afro-americanos, porém existiram alguns brancos que foram root doctors* de destaque. Americanos de origem latina e indigenas tambem o praticam. Acredita-se que as origens do hoodoo estejam com os escravos africanos, especialmente no Sudeste americano, e, historicamente, sua existência foi documentada no Alabama, Arkansas, Flórida, Geórgia, Illinois, Louisiana, Mississippi, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Tennessee, e Virgínia. Hoje em dia os praticantes do hoodoo podem ser encontrados em todas as destinações finais da Grande Migração, incluindo as principais cidades da costa oeste e nordeste dos Estados Unidos. Ao contrário das religiões formais, o hoodoo não possui uma hierarquia estruturada. Também não apresenta uma teologia, clérigos e leigos estabelecidos, ou ordens de serviços litúrgicos próprias; em vez disso, os praticantes quase sempre são pessoas laicas dentro duma comunidade cristã, que têm algum tipo de conhecimento específico de magia e da tradição do hoodoo. Um tradicional curandeiro hoodoo costumava ser um indivíduo nômade, que viajava de cidade a cidade vendendo seus serviços, e por vezes abrindo uma loja nas comunidades. O hoodoo não é exclusivo unicamente para o especialista; diversos dos feitiços e práticas podem-se encaixar na categoria dos "remédios caseiros", e são muitíssimo conhecidos em determinados contextos afro-americanos ou da região sul daquele país. Tradicionalmente, este conhecimento popular era passado de pessoa a pessoa. Como muitas práticas hoodoo são passadas como remédios populares, que acabam sendo descritos de maneira mais ampla como "conhecimento comum", o hoodoo também é passado adiante através dos contato sócio-familiares. Com o aumento da taxa de alfabetização e da comunicação tecnológica entre as comunidades praticantes, o conhecimento do hoodoo pode ser transmitido por mais fontes, como livros e todo tipo de publicações e, hoje em dia, pela Internet.
(*root doctors: magicas ou trabalhos com raizes).

-Sistema:

A visão de mundo dominante no hoodoo costuma ser fortemente cristã. Historicamente existiu uma vertente ligada ao Velho Testamento no pensamento hoodoo; isto fica particularmente evidente no que diz respeito à providência divina, bem como seu papel na justiça retributiva. Por exemplo, embora existem idéias fortes a respeito do Bem contra o Mal, amaldiçoar alguém de maneira a causar a sua morte pode não ser considerado um ato maligno. Por exemplo, um praticante explicou o fato desta maneira:
"Não só a providência divina é um fator na prática do hoodoo, como o pensamento hoodoo compreende o próprio Deus como o arquetípico hoodoo doctor. O hoodoo teria se iniciado antes de tudo; seis dias de feitiços mágicos e poderosas palavras, e o mundo, com seus elementos, tanto em cima quanto em baixo, foi criado".
A partir desta perspectiva, figuras bíblicas costumam ser retratadas como hoodoo doctors, e a Bíblia passa a ser uma fonte de feitiços conjuratórios, e torna-se, ela própria, um talismã de proteção.

-Práticas:

A meta do hoodoo é de permitir às pessoas o acesso às forças sobrenaturais, de maneira a melhorar suas vidas cotidianas, e ganhar poder e força em diversas áreas dessas vidas, como a sorte, o dinheiro, o amor, a adivinhação, vingança, emprego e necromancia. Como em muitas outras religiões populares ou práticas médicas e mágicas, faz-se uso intenso de ervas, minerais e partes dos corpos de animais, dos objetos pessoais de um indivíduo, além de fluidos corpóreos, especialmente sangue menstrual, urina e sêmen. O contato com ancestrais ou outros espíritos dos mortos é uma prática importante dentro da tradição do conjuro, assim como a recitação de salmos e da Bíblia também é considerada como tendo efeitos mágicos. Devido à grande ênfase dada pelo hoodoo ao poder mágico do indivíduo, os seus princípios básicos de funcionamento geralmente são sentidos como possíveis de serem facilmente adaptados ao uso de acordo com os desejos, inclinações e hábitos de cada um.
Poções caseiras e encantos formam a base de boa parte do hoodoo rural, desde épocas antigas; porém já existem diversas companhias comercializando os componentes do hoodoo para praticantes urbanos e das áreas rurais. Geralmente estes produtos recebem o nome de mantimentos espirituais, e podem incluir ervas, raízes, minerais, velas, incenso, óleos, cristais de banho, sachês em pó e água-de-colônia. Diversos medicamentos registrados, cosméticos e itens de limpeza doméstica também têm como consumidores os praticantes do hoodoo, onde são utilizados duplamente, tanto de maneira convencional quanto como remédio espiritual.

_________________
Mas, se ergues da justiça a clava forte,verás que um filho teu não foge a luta.Nem teme quem te adora, a própria morte, Terra adorada.
avatar
Lucrécia
Administrador
Administrador

Dragão Mensagens : 655
Data de inscrição : 30/10/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hodoo

Mensagem  Richard Wizard em Sab Set 15, 2012 4:07 pm

Da hora! Muito bom, os aspectos mágicos e culturais. Também gostei da citação.

"Não só a providência divina é um fator na prática do hoodoo, como o pensamento hoodoo compreende o próprio Deus como o arquetípico hoodoo doctor. O hoodoo teria se iniciado antes de tudo; seis dias de feitiços mágicos e poderosas palavras, e o mundo, com seus elementos, tanto em cima quanto em baixo, foi criado".


: D
avatar
Richard Wizard
Moderador

Mensagens : 126
Data de inscrição : 16/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum