Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Qui Jan 19, 2012 5:11 pm

Estou dando início a este tópico mais para debater o sistema em si do que explicar tudo. Para quem quiser de fato aprender,a melhor forma é lendo o grimório em questão.
O Kingdon of Flames,o Reino das Chamas ou vulgarmente K.O.F. (Sem trocadilhos com King of Fighters),é um sistema de evocação semelhante a goétia criado por E.A. Koetting,um relativamente jovem autor de ocultismo.

O sistem em si constitui-se de um triângulo próprio a sua arte,um círculo com simbologias únicas,um sigilo especial de proteção,56 entidades dividadas entre Anjos,Demônios e Espíritos Neutros. Há também uma patética tentativa de banimento e um portal para "energização especial e preparação".

Até aí parece tudo muito bonito. Lindo. Finalmente,um sistema de evocação mais simples,mais fácil,mais acessível,sem muitos materiais além de coisas que vc pode achar na papelaria... perfeito?

Pois é... no Ocultismo,as vezes as coisas não devem ser simples ou de fácil ganho.

Começamos pelo começo. O KOF é um sistema relativamente atual. Apenas 10 anos de idade,engatinhando ainda se comparado a outros. Apenas 12 anos. Foi popularizado pela Ordem Ascensum Aetyrnalis,supostamente aperfeiçoado e traduzido por ela,que tinha como um dos membros,o próprio Koetting que forneceu o sistema (aliás,esse é um dos furos... mas já veremos isso).
Por aqui,ao menos na internet (até porque eu nunca conheci ao vivo nenhum ocultista antigo rato de livraria que tenha levado a sério o sistema),foi popularizado após uma tradução em uma comunidade do orkut.
A idéia dos membros do orkut que iniciaram a divulgação e tradução do livro parecia uma premissa simples. Já que a goétia não deu certo,então este sistema facinho vai ser perfeito.

Mas parece que ninguém leu ou prestou atenção no que lia antes de praticar. Já na introdução do livro começamos com a grande furada divulgada pelo autor em como surgiu o livro. Segundo Koetting,o tomo teria sido entregue a ele por 3 homens de preto,ao estilo MIB (Men in Black). Então,utilizando de seus conhecimentos mágicos ele teria traduzido os símbolos arcanos e a (pasmem!) línguagem alienígena do livro e levado o mesmo até a OAA,onde ele teria sido aperfeiçoado,testado,aprovado e divulgado.

Se fosse para inventar... inventasse algo mais convincente... rs.

Em resumo,o sistema em si não passa de uma goétia as avessas,onde presentes no triângulo estão os sigilos de todas as 3 gamas de entidades tratadas ao mesmo tempo,o círculo é cheio de traços que meu sobrinho de 10 anos faria mais bonito, a simbologia não tem nenhuma explicação. É assim porque os aliens fizeram assim. Como não podia faltar,o "sigilo do feiticeiro" para proteção tem um pentagrama... invertido. Seja lá o porque ele esteja invertido,pois não condiz com o próprio sistema,em parte alguma da ideologia do mesmo (se é que há alguma).

Mas a pérola mor deste grimório é o "idioma alien" presente no mesmo. O banimento consiste apenas de uma recitação em língua bizarra. SÓ. Com isto o magista estará "limpo de energias inconvenientes". Parece que quem elaborou tal coisa nunca teve de fato contato com "inconvenientes astrais".

Agora me pergunto,como um ocultista que se esforçava para tentar a Ars Goétia se limitou a tal coisa ao invés de prosseguir tentando?É eu também não sei...

O portal também parece desnecessário. Vc desenha ele no chão,deita lá,recita aquele idioma bizarro e sem nexo e sem explicações fonológicas (o que torna a pronúncia um tanto o quanto impossível) e depois levanta preparado para o ritual. Sem visualizações,meditações ou nada específico para se atingir um estado alterado de consciência mágika ou ao menos desligar-se do mundo físico por uns momentos.

As conjurações,consagrações e tudo o mais seguem a mesma linha da língua esquisita e desconhecida em todo universo (exceto pelos "aliens"). São orações curtas,rápidas e diretas,e sem significado certo. Ou seja você nem saberá se o que está falando existe,ou pior,é uma armação para ferrar você.

Ou seja,uma furada completa e arrasadora.

Mas para aqueles que leram e souberam filtrar a falta de explicações e becos sem saídas as cegas em que seriam colocados,há algo de fato útil neste grimório.

Os quadrados mágicos e as entidades de fato existem,são funcionais e úteis. Inclusive,sendo reconhecidos por outras entidades e ocultistas mais velhos com os quais tive contato. Os nomes e sigilos são reais e os planos (de onde surgiram as entidades) de fato existem. As descrições de aparência,segundo me foi relatado,também são confiáveis. Mas as descrições dos poderes das entidades foi um tanto o quanto exagerada. Tão exagerada que parecia mais que era uma competição contra a goétia,com citações como "protege de tudo e qualquer coisa","dá todo dinheiro que desejar","mata quem quiser","faz e acontece".

Não é bem assim.

Não digo que as entidades da Goétia são "melhores" ou "piores",mas de fato são deidades antigas e absurdamente poderosas. Dificilmente se achará algo de mesmo nível ou superior por aí,por mais que banalizem o sistema e as poucas entidades relacionadas ao mesmo.

Outro ponto são os "Anjos". Deixarei bem claro por aqui que Anjos não são seres presos a triângulos ou limitações e sua evocação é absurdamente difícil. Normalmente outra entidade se manifesta no lugar (provavelmente para aproveitar a atenção e desgaste ritualístico) e o magista pensa que é de fato um anjo... Então aqueles espíritos "angelicais" do KOF,por mais que sejam luminosos não são ANJOS propriamente ditos.

Por hora é apenas isso... se houver mais alguma consideração eu digo mais tarde. Comentários contra ou a favor são bem vindos. Afinal,nada contra quem aprecia tal sistema. Esta é uma opinião exclusiva do autor.










_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 97
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

O famigerado Reino das Chamas

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Sex Jan 20, 2012 9:17 pm

Pelo que tenho observado a "polemica" da vez é o KoF. O grimorio conhecido como Kingdom of Flames,ou Reino das Chamas em sua tradução. É um livro que tem como objetivo apresentar aos magistas um novo método de Evocação,juntamente a entidades antes desconhecidas ou raramente vistas.

Até aí tudo vai as mil maravilhas. O sistema é simples,não exige muito gasto material,não exige aparentemente muito tempo,não exige conhecimento pleno de linguas mortas (ou agonizantes rs),tudo parece muito facil.

Isso torna preocupante. Nada é facil de graça.

Não quis expor minha opinião antes sobre este grimoire na comu da Goétia - a Arte de Shlomo por questões pessoais,então decidi analisar o sistema aqui na ARS,sob o meu ponto de vista. Sintam-se livres a expressarem os seus depois,desde que com o devido respeito.

Vamos lá... uma breve análise.

O Portal

É uma idéia interessante. Antes de iniciar a evocação propriamente dita o magista entra em estado de sintonia com a entidade e seu plano através de uma meditação sobre um portal. É uma idéia muito boa,pode ajudar absurdamente na evocação.
Esta técnica é citada em outros grimorios como o Necromancers Handbook e o Gates of Dozak.

*

Quadrados mágicos

Gostei da forma q foram usados para traçar os sigilos dos entes correspondentes,no entanto eu tomaria cuidado com projeção para dentro deles. Quadrados mágicos sempre foram coisas complexas e perigosas. No KoF isso não é diferente.

*

Selo do Feiticeiro

Pra mim não passa de uma variação do pentagrama básico de proteção usado na Ars Goétia e em outros rituais. Nada novo nisso. Apenas que não condiz com a filosofia do sistema...

*

Círculo

Vejo aqui um dos grandes erros do grimorio. Na sede de simplificar ao máximo as coisas no maior estilo "Goétia de Bar" o circulo é simplificado absurdamente,sendo sintetizado a apenas 4 sigilos supostamente atribuidos aos 4 elementos. Sem explicações de como traça-lo energeticamente,com uma simbologia um tanto falha... eu não confiaria nisso como proteção.

Triangulo

O simbolo básico de constrição. Sem ele as energias se espalhariam pelo local. No entanto não entendi o pq de utilizar os simbolos das 3 esferas do KoF (espirito,demonio e anjo) m cada ponta do triangulo. Desnecessário,visto q influencias de uma podem prejudicar ritos da outra...
*
Banimento

Simplesmente o ato mais falho desse grimorio. Foi a unica parte onde tentei experiencia prática e sinceramente não vi resultados. Passem longe disso. Limpem o ambiente usando outro banimento qualquer,pois este não vai dar conta de entidades maiores.
*
Os Reinos das Chamas

Muito interessantes!A idéia dos planos é de fato boa. Me lembrou minhas experiencias com os Tattwas.
Se projetar,ainda que apenas mentalmente para o plano da entidade leva a evocação a outro nivel... isso pode ser usado de modos bem criativos pelo magista.
*
As Entidades

Sejam elas egrégoras,partes da psique humana ou realmente habitantes extraplanares,eles estão por aí. Bem como os Daemons goéticos. A eficácia deles no entanto depende mais do punho do proprio magista que da entidade evocada. Eles são a espada que nós dirigimos. Uma mão falha dará um golpe falho. Simples assim.
*
Consagração

Consagrar um objeto/quadrado usando Clarividencia?Acho pouco adequado. Recomendo que o magista crie sua propria ritualista pessoal de consagração. É sempre bom tornar seus obejtos funcionais,"ativando-os".
*
Conjuração

Nunca testei,não posso dizer se é ou não válida. No entanto a linguagem "Cacofonica" do KoF não me agrada simplesmente por não possuir bases,gramática,alfabeto,NADA além das imposições do autor com explicações vagas e lacunas gigantescas em branco.

Origem do grimorio

3 homens de preto?Alienígenas?Sorry,não mete essa que não vai colar. Puro marketing para um sistema desenvolvido por um magista pessoalmente. No fim das contas para se auto promover Koetting tentou imitar H.P Lovecraft. TENTOU.

Conclusão geral

O KoF é um bom material,se for filtrado. Determinadas coisas ali são 100% despreziveis/irrelevantes. Se atenham aos pontos que realmente interessam e aproveitem em suas evocações. Joguem o resto fora.
A tradução infiel e absurdamente resumida não ajuda. (Pelo amor dos Deuses,não desmerecendo o esforço do tradutor!)
Muito desse grimoire é mal explicado,na tradução e na versão original. Não recomendaria a magistas iniciantes e sim a quem possuisse um nivel médio no minimo.

Vi inumeras pessoas fracassadas da goétia verem no KoF uma oportunidade de obterem seus desejos.
Grande erro.
Quanto menos componentes fisicos o sistema exige,mais ele exige do proprio Mago em si.
Nada é tão facil como parece.

Para finalizar,meu conselho: Estudem o KOF,aprendam suas entidades,seus quadrados,mas evoquem de acordo com outro método aperfeiçoado. Nâo levem este livro ao pé da letra,só pela simplicidade. As consequencias podem ser desagradaveis.





_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 97
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

quer dizer

Mensagem  deletado em Sab Nov 03, 2012 9:42 pm

que esse é o famoso king of f...quero dizer, koF (não da p não dizer King of Fighters mentalmente quando bate o olho nisso) Smile

Eu vou me ater ao comentário do KoF apenas Smile

Então era disso que você havia falado logo quando entrei no forum pela primeira vez?

putz. sinistro hein?
se dissesse que foram 3 anjos que deram o grimório para ele, poderia ter pagado de John Dee "evoluído" rs

enfim, no mais,
Boa noite,
Abs.

deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Análise Crítica do Grimório: O Reino das Chamas

Mensagem  Cufnefer em Sab Dez 01, 2012 1:23 pm

Leitor, após uma conversa no xat achei interessante fazer esta análise para quem está esperando o fim do mundo, aproveitar não ler este livro.

A versão que tenho está traduzida em português e notificada que foi reduzida apenas para pontos importantes.

Acredito que a introdução já começou mal, e tentaram consertar e piorou: “Não se conhece a origem real desse grimório”(...) “E.A. Koetting (que no livro utiliza o pseudônimo Archaelus Baron) recebeu de 3 homens desconhecidos, em Outubro de 2000, o estranho texto repleto de simbolismo e contexto oculto.” Então esta introdução já afirma que a origem real não é essa relatada então por que mencioná-la?

E terei que ressaltar que Archaelus além de magista é um tradutor de línguas “alienígenas” (como afirmam posteriormente) nato pois, sem base de consulta conseguiu traduzir os textos e formar o livro, “Usou seu conhecimento mágicko para decifrar e produzir o manuscrito, transformando-o em um grimório para ser usado pelo membros da Ordo Ascensum Aetyrnalis. Após a eficácia do grimório ter sido aprovada dentro da O.A.A., decidiram coletivamente lancar o grimório publicamente, o que aconteceu em 2005 pela editora finlandesa Ixaxaar.

Para a tradução de qualquer língua, é necessário que seja sincronizado com o alfabeto fonético a fim de se saber as pronuncias das letras, sílabas e palavras. Ai você, caro Leitor, se depara com isso:

RANTKA MAA TAZU METANTU SASPARTU
ITZ TERTAL KELT AMTA FALTU
ERETISAL KALTAMU TELKA RETZRATU
ELKAZU FELTAMA PARTATU

Esse procedimento deve ser executado momentos antes do ritual de evocação, deita-se no portal, relaxa-se o corpo e a mente

Então você precisa entrar no portal para depois fazer uma evocação...

Os quadrados mágickos são compostos por números que equivalem letras hebraicas ou representações astrológicas balanceadas, com intuito de trazer a influência da esfera desejada. Porém os quadrados do texto entregue a Koetting mostrarão-se extremamente caóticos, sendo possível identificar diversas energias planetárias em uma só linha ou coluna.” Nenhuma surpresa aparente apenas letras em um quadrado (como aquelas de caça-palavras)

O selo do feiticeiro: “Pode ser gravado em metal ou madeira, bordado no robe, desenhado no corpo com hena ou mesmo tatuado, enfim, isso fica sob a criatividade do usuário.” Claro, criatividade...

Quanto ao simbolismo da figura [o selo]: o triângulo representa manifestação e também é usado para aprisionar seres e poderes sob a vontade do magista. O pentagrama invertido significa Baphomet que é um ícone do incontrolável e incompreesível, de forcas que não são compreendidas pelo senso humano, logo o pentagrama invertido dentro do triângulo respresenta que tais forças estão sob controle, aprisionadas e se revelarão de forma compreensiva.” Muito lógico, se Baphomet é um ícone do incontrolável porque um mero triângulo iria representar as forças sob controle?

Círculos Mágickos são escudos ritualísticos decorados de acordo com paradigmas do sistema de crenças do magista. Aqui o Círculo Mágicko é um círculo comum, com estranhos símbolos colocados nas quatro direções cardeais, simbolizando, claro, os elementos.” Nossa, claro, qualquer símbolo estranho disposto em quatro direções opostas são os elementos! Quanto “sugestividade” oh tradutor...

Banimento: “A única forma de banimento nesse sistema é um encantamento em idioma alienígena. O recitar dessas palavras funcionam como um exorcismo no ambiente, varrendo qualquer energia inconveniente ao ritual e silenciando qualquer ventania astral.” Mas é claro que sei ler em “alienês”, fluentemente...

Trecho dos os três homens sábios: “Escolhi um dos livros e ao abrir me deparei com páginas e letras de ouro, a escrita era em idioma desconhecido. Mesmo assim, me vi compreendendo as palavras e o contexto. O livro que escolhi servia como um guia para a descida ao submundo e tinha provavelmente mais de mil páginas.” Tradutor simultâneo de línguas desconhecidas?

Atron: “Ao redor de seu corpo há uma aurea azulada e com sua presença a atmosfera do ambiente torna-se pesada. E por isso, deve-se evitar diálogos longos com ele, caso contrário, sua presença pode causar asfixia e fraqueza.” É o ministério da saúde advertiu...

“E.A. Koetting dedica-se há vários anos ao estudo e prática de diversos ramos do ocultismo. Participa de várias ordens dando instruções práticas e encabeça a Ordo Ascensum Aetyrnalis.” Em suas entrevistas participou de “várias” mas apenas cita duas.

Entrevistas disponíveis em: http://www.myspace.com/archaelus/blog

Conclusão: Portanto assistindo consideráveis horas de Ben 10 e teorias dos antigos astronautas, de se auto-intitular “mensageiro”, é possível fazer de quaisquer rabiscos em um alfabeto de outro planeta. Não sei qual é a habilidade em tradução de enochiano ou hebraico mas parece que alguns procedimentos foram “emprestados” da Goétia e não sei se outras áreas do ocultismo o mesmo não se ‘baseou’. Talvez optou em dar esse “ar de mistério” para tentar disfarçar seus erros e de perpetuar seu título de “mestre” e não de mensageiro. Não recomendo o “O Reino das Chamas”.
avatar
Cufnefer
Descobridor dos Caminhos
Descobridor dos Caminhos

Cachorro Mensagens : 42
Data de inscrição : 26/08/2011
Idade : 23
Localização : São Caetano do Sul - SP

http://dyakuzy.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  Legiao em Sab Dez 01, 2012 1:46 pm

Parabéns pela análise!

Legiao
Novato
Novato

Galo Mensagens : 4
Data de inscrição : 25/03/2012
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  Cufnefer em Sab Dez 01, 2012 1:59 pm

Legiao escreveu:Parabéns pela análise!

Novamente agradeço você e ao Dan por me inspirarem a faz a análise
avatar
Cufnefer
Descobridor dos Caminhos
Descobridor dos Caminhos

Cachorro Mensagens : 42
Data de inscrição : 26/08/2011
Idade : 23
Localização : São Caetano do Sul - SP

http://dyakuzy.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  Ravana em Seg Maio 06, 2013 10:08 pm

KOF e a OAA são uma furada. Não me baseio em tentativas frustradas mas nas informações que tenho a respeito do E.A.Koeting. (que não é seu nome legal pois sei qual é o nome dele)
Se vocês procurarem por informações sobre ele vão descobrir que ele usava o pseudonimo Archaelus Baron. Talvez essa informação ainda esteja no site da editora dos livros dele. (ixaxaar.com)
Ele também já usou o pseudonimo Drill Sgt.333 quando escreveu um texto que está publicado em um livreto do Tempel ov Blood. (Altars of Hell/Discipline of the Gods/Apex of Eternity)
Ele foi membro do TOB, mas um neonato que falhou, desistiu e correu do TOB! Segundo palavras do próprio Czar Azag Kala, um dos fundadores e lider do TOB.
O TOB tem uma reputação de ser uma organização EXTREMAMENTE PERIGOSA! E o Koeting não aguentou e cagou na calça!
Então ele criou a sua própria organização e sistema.
avatar
Ravana
Novato
Novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 06/05/2013
Localização : Santa Catarina

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Qua Maio 08, 2013 6:50 pm

Ravana, ele não esconde muito o nome real dele. Normal no ocultismo utilizarem-se de pseudônimos.
Sobre o ToB, tudo que posso dizer é que não são todos que estão preparados pra encarar algo assim. Não mesmo. Isso não retira o mértito total dele, apenas mostra que ele não é nem DE LONGE tão bom quanto coroam ele aqui no Brasil. Nem de longe mesmo.

Segundo uma informação que eu tive, ele "surtou" depois de realizar um teste envolvendo meditar em uma caverna sozinho por alguns dias...

avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 97
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  L.M em Seg Ago 19, 2013 10:02 am

Alguém já trabalhou com alguma entidade do Kingdon of Flames? seria interessante compartilhar sua experiência aqui no fórum.

L.M
Novato
Novato

Mensagens : 4
Data de inscrição : 15/02/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  rubensneto em Ter Set 10, 2013 11:02 pm

Interessante... Vi os vídeos desse cara e fiquei tentado. Mas logo depois de ver os comentários dos companheiros do Via Sinistrae, vi que pelo jeito ele não é um mago tão bom assim.

Obrigado a todos. Very Happy

rubensneto
Novato
Novato

Mensagens : 8
Data de inscrição : 03/06/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os Reinos das Chamas (Kingdons of Flames)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum