Onmyōdō

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Onmyōdō

Mensagem  Lucrécia em Qui Jan 05, 2012 9:49 pm

"Ah fala sério! Esse assunto já está batido! Tudo mundo sabe o que é Onmyōdō, vários sites já postaram sobre o assunto é muito interessante mas não tem muito o que acrescentar."
É ai que mora o erro. Infelizmente muito do material que se encontra na internet não é confiável além de ser absurdamente inventivo, mantras com fonemas inexistentes na língua japonesa, mudras e mantras com significados totalmente alterados ou inventados ou copiados de desenhos animados (não que os desenhos não tenham sua parcela de verdades, mas o pessoal esquece que nem tudo foi tirado da cultura japonesa, afinal o mangaká também é gente e pode muito bem inventar ou gostar de ler literatura russa, indiana, chinesa, hebraica e por ai vai...). Mas tudo bem, vamos esclarecer de uma vez por todas famigerado Onmyōdō.

Bom pra começar essa prática na verdade é uma mistura grande de conceitos e elementos de varias religiões e vertentes filosóficas como o Budismo, Taoísmo, Xintoísmo e até um pouquinho de Confucionismo. O Onmyōdō começou apenas como uma arte divinatória um bocado parecida com a Astrologia Ocidental, só que com elementos do Feng Shui e um pouquinho mais de fanatismo.
Nos séculos V e VI o Japão passava por maus bocados por conta do clima que não estava ajudando muito nas lavouras quando quase que por milagre surgiam os Onmyoji com a solução dos seus problemas. Através de calculos muito parecidos com os que os egípcios faziam, eles conseguiam prever quando ia chover, os melhores locais para se plantar, onde poderia haver inundações e etc. Imagine você que um belo dia você está triste da vida pois sua fazenda está seca e chega um homem que jura que pode te dizer quando e onde vai chover para que você mude sua plantação de lugar e quando você contrata o homem ele REALMENTE FAZ O QUE PROMETE! Você como é um japonês muito superticioso e xintoista de carteirinha vai pensar na hora "É um enviado dos Deuses!". E assim o Japão passa a aceitar os Onmyoji e acreditar cegamente em tudo o que eles dizem, mesmo que não faça muito sentido ou te faça cometer gafes terríveis como veremos mais tarde.

História

O Japão passava por uma série de mudanças comportamentais e religiosas graças ao grande número de estudiosos chineses que resolviam passar umas férias naquele belo arquipélago cheio de vulcões e terremotos (talves por causa das águas termais, quem sabe?). Junto com as roupas de banho e os bronzeadores vinham também toneladas e toneladas de manuscritos com os princípios do yin e yang, Budismo, Confucionismo e o Taoismo, coisa pra deixar qualquer monge xinto descabelado de raiva.
Todos esses princípios foram somados a uma certa "moda" na época de se estudar os astros e suas influências na Terra, bem como os pontos cardeais, colaterais e cia. ltda.

Para quem não sabe, o pensamento dos monges xinto naquela época era exatamente o do pessoal da igreja católica na Idade das Trevas "você desagradou os Deuses, Deus quis, não era da vontade dos Deuses salvá-lo(la)". Quando você encontra uma saída para essas respostas irrita um monte de gente que, ao contrário da Igreja, não tinha o poder de te mandar para a fogueira. Vários dos novos ensinamentos vinham de cara com a tradição xintoísta, o que inclusive gerou um decreto na época que o nosso querido Rei Demônio Nobunaga Oda assinou feliz da vida ordenando o pilhamento de todos os templos de religiões que fossem consideradas "imorais" segundo os monges xinto (desde que eles concordassem que ele era filho de um Oni poderoso e que não contassem a ninguém sobre seu caso com seu jovem aprendiz...trágico).

Mas voltando ao Onmyōdō, os ensinamentos passados por esses sábios chineses que já tinham visto quase tudo daqueles lados do oriente somado a crendice xintoísta e ao próprio misticismo do japonês criou um sistema divinatório que mais tarde se tornaria uma febre entre a nobreza que vivia bem indecisa sobre decisões importantes a serem tomadas (como por exemplo a cor da tapeçaria imperial). Mais tarde, plagiando incorporando elementos do xintoísmo, os Onmyoji também começaram a trabalhar como "espanta fantasmas" uma vez que "suas" técnicas para apaziguar os espíritos eram muito eficazes.
Um detalhe interessante sobre os Omnyoji é o fato deles terem um tipo de "sindicato", isso mesmo! Os Onmyoji eram totalmente controlados pelo governo japonês, e para manter uma certa postura amistosa, todos os Onmyoji deviam ser XINTOÍSTAS, sendo totalmente proibida a prática do Onmyōdō por parte do clero budista.

Dadas as explicações de como surgiu essa salada mista e de como o governo se aproveitou de sacerdotes (por falta de melhor vocábulo) hereges que se vendiam por qualquer ninharia para difundir o Onmyōdō vamos aos ingredientes da salada em si.

Constiuição do Onmyōdō

Qualquer religião asiática que chineses entendessem na época. É verdade, em sua composição está um misto de várias filosofias e religiões chinesas, conceitos indianos e se duvidar você encontra até um pézinho no oriente médio além do próprio xintoísmo que não suportava ver sua crença misturada com "impurezas". Comecemos obviamente pelo começo.

Os principais elementos místicos do Onmyōdō são:

Katatagae: Ou o "mudar de direção", totalmente tirado do Feng Shui onde cada direção em uma hora específica e um dia específico pode te trazer sorte ou azar. Essa era a parte que a corte japonesa mais gostava, se o Onmyoji dissesse que você está num ponto que te trás azar, você deve ficar ali (seja aonde for) até a direção mudar. Ou seja, você ia ficar preso no laguinho de carpas do imperador morrendo de vontade de ir ao banheiro até a direção do sol mudar e você não ficar distribuindo má sorte por ai. CLARO que a corte usava disso para pregar peças de péssimo gosto em qualquer um que os desagradassem (e até entre eles mesmos).

Monoimi: Os famosos papeizinhos que a gente vê nos animes os monges jogando nos onis, espíritos malignos e etc. Você escrevia num papel já consagrado "Monoimi Fuda" (talismã monoimi) e a função que aquela coisa deveria exercer (sumir com a má sorte, conceder saúde, riqueza...essas coisas).

Henbai: E quem disse que só os ocidentais que usam pentagrama? Os chineses também usam e conseqüentemente o Onmyoji também. Ok, não é bem um pentagrama já que eles tem bem mais elementos e o uso é similar ao espelhinho legal que você compra para praticar Feng Shui na sua casa.

Isso é só o básico do Onmyōdō, depois de algum tempo foram incorporados vários elementos místicos de uma nova vertente Budista que surgia no Japão, o Budismo Esotérico e mais ainda pela mitologia Taoísta que emprestava várias cerimônias para seus Deuses para que os Onmyoji pudessem extorquir ajudar os trouxas necessitados.

Aberrações que se vê por ai e considerações finais

Ver anime é legal, faz bem pra quem quer aprender um pouco de japonês ou simplesmente passar o tempo, mas por favor... NÃO ACREDITEM EM TUDO O QUE ELES PASSAM!

O que se vê por ai hoje em dia no material sobre esse simples método DIVINATÓRIO é uma criatura com inúmeras cabeças e nenhuma delas funcionando muito bem. Fala-se sobre criação de Shikigamis que nem foram incorporados ao Onmyōdō e menos ainda podem ser criados ou ainda atacar alguém (mais informações sobre esses seres lá na seção de entidades), mantras com grafia e fonética totalmente errados e absurdos, invocações e evocações inexistentes, conceitos do xintoísmo que iam claramente contra a própria "filosofia" dos Onmyoji e por ai vai... fora que tem gente que diz que Onmyoji é outra vertente do Onmyōdō sendo que na verdade eles eram os sacerdotes.

Finalizando:

O Onmyōdō nada mais é que uma antiga arte de fazer gente boba e/ou desesperada acreditar que você é um santo, sendo que tudo o que você fazia era calcular algumas coisas, ser bem informado sobre grande parte das intrigas da alta sociedade e dos negócios e saber a hora e com quem falar. Ou seja F-U-R-A-D-A da grande.

FONTES: The vicissitudes of shinto - Fane Richard Ponsoby ; History of Japanese religion - Anesaki Masaharu ; Religious life of the Japanese - Anesaki Masaharu ; Religions in Japan - Bunce William K. ; Folk religion in Japan - Hori Ichiro ; Religion in Japanese history - Kitagawa M. Joseph ; Japanese esoteric buddhism - Sawa Takaaki

_________________
Mas, se ergues da justiça a clava forte,verás que um filho teu não foge a luta.Nem teme quem te adora, a própria morte, Terra adorada.
avatar
Lucrécia
Administrador
Administrador

Dragão Mensagens : 655
Data de inscrição : 30/10/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Phantom em Qui Jan 05, 2012 10:50 pm

Bem interessante seu tópico Lucrécia! Diria até que foi esclarecedor! Sempre me interessei por Onmyōdō, mas sempre encontrava o mesmo material em todos os lugares. xD
Parabéns^^

Phantom
Novato
Novato

Macaco Mensagens : 8
Data de inscrição : 10/11/2011
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Lucrécia em Dom Jan 08, 2012 8:57 pm

É...nem me fale nesse material.
Phantom escreveu:Bem interessante seu tópico Lucrécia! Diria até que foi esclarecedor! Sempre me interessei por Onmyōdō, mas sempre encontrava o mesmo material em todos os lugares. xD
Parabéns^^

_________________
Mas, se ergues da justiça a clava forte,verás que um filho teu não foge a luta.Nem teme quem te adora, a própria morte, Terra adorada.
avatar
Lucrécia
Administrador
Administrador

Dragão Mensagens : 655
Data de inscrição : 30/10/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Draven_ em Sex Jun 22, 2012 12:10 pm

Uma coisa que as pessoas aparentemente ignoram é que "onmyouji" é basicamente o equivalente japonês ao "mago" da Europa medieval e renascentista, e ao "sufi" do islão. Basicamente, é um indivíduo independente do sacerdócio, que usa de métodos similares para fazer o equivalente.

Hoje, o mesmo tipo de prática é realizado pelo que se chama "ocultista".
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Solua em Sex Jun 22, 2012 4:27 pm

Draven_ escreveu:Uma coisa que as pessoas aparentemente ignoram é que "onmyouji" é basicamente o equivalente japonês ao "mago" da Europa medieval e renascentista, e ao "sufi" do islão. Basicamente, é um indivíduo independente do sacerdócio, que usa de métodos similares para fazer o equivalente.

Hoje, o mesmo tipo de prática é realizado pelo que se chama "ocultista".


Caro draven vamos lembrar que o titulo onmyouji era dado aos magos que estavam sobre comando do governo no passado...enquanto isso o "equivalente" usado para definir magos em japones é "mahoutsukai" ....bom concluindo passar =]
avatar
Solua
Novato
Novato

Mensagens : 7
Data de inscrição : 18/06/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Lucrécia em Sex Jun 22, 2012 11:18 pm

Isso é verdade, o Onmyouji é bem diferente do mago pois além de ser pago e fazer serviços para a realeza, era a própria realeza que dava o título ao Onmyouji. Depois de um tempo começaram a surgir algumas "escolas iniciáticas" por assim dizer, todas bancadas pelo governo japonês. Ou seja, em tese o Onmyouji era o mago do governo.

O Mahotsukai (Maho = Magia Tsuku = Fazer) é o equivalente aos ocultistas atualmente. Esse era o mago da Europa Medieval por assim dizer. Bem ou mal o Omyouji tinha que passar por uma avaliação para ganhar o título e poder cobrar pelo que fazia.

Solua escreveu:
Draven_ escreveu:Uma coisa que as pessoas aparentemente ignoram é que "onmyouji" é basicamente o equivalente japonês ao "mago" da Europa medieval e renascentista, e ao "sufi" do islão. Basicamente, é um indivíduo independente do sacerdócio, que usa de métodos similares para fazer o equivalente.

Hoje, o mesmo tipo de prática é realizado pelo que se chama "ocultista".


Caro draven vamos lembrar que o titulo onmyouji era dado aos magos que estavam sobre comando do governo no passado...enquanto isso o "equivalente" usado para definir magos em japones é "mahoutsukai" ....bom concluindo passar =]

_________________
Mas, se ergues da justiça a clava forte,verás que um filho teu não foge a luta.Nem teme quem te adora, a própria morte, Terra adorada.
avatar
Lucrécia
Administrador
Administrador

Dragão Mensagens : 655
Data de inscrição : 30/10/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  edson eriberto em Sex Jun 22, 2012 11:54 pm

muito interresante
avatar
edson eriberto
Descobridor dos Caminhos
Descobridor dos Caminhos

Mensagens : 43
Data de inscrição : 06/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Solua em Sab Jun 23, 2012 12:48 am

Laughing lucrécia gostei muuuuuuiiiiito desse nome hauahuuhahuahua Rolling Eyes
avatar
Solua
Novato
Novato

Mensagens : 7
Data de inscrição : 18/06/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Draven_ em Sab Jun 23, 2012 9:23 am

Solua escreveu:
Draven_ escreveu:Uma coisa que as pessoas aparentemente ignoram é que "onmyouji" é basicamente o equivalente japonês ao "mago" da Europa medieval e renascentista, e ao "sufi" do islão. Basicamente, é um indivíduo independente do sacerdócio, que usa de métodos similares para fazer o equivalente.

Hoje, o mesmo tipo de prática é realizado pelo que se chama "ocultista".

Caro draven vamos lembrar que o titulo onmyouji era dado aos magos que estavam sobre comando do governo no passado...enquanto isso o "equivalente" usado para definir magos em japones é "mahoutsukai" ....bom concluindo passar =]

Hmmmm.... Não seriam períodos diferentes?

E o "mahoutsukai" não é mais parecido com o "feiticeiro", trabalhando com magia simpática? Em termos de método, o "mago" renascentista me parece muito mais similar ao onmyouji...

avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Draven_ em Sab Jun 23, 2012 9:28 am

Lucrécia escreveu:Isso é verdade, o Onmyouji é bem diferente do mago pois além de ser pago e fazer serviços para a realeza, era a própria realeza que dava o título ao Onmyouji. Depois de um tempo começaram a surgir algumas "escolas iniciáticas" por assim dizer, todas bancadas pelo governo japonês. Ou seja, em tese o Onmyouji era o mago do governo.

O Mahotsukai (Maho = Magia Tsuku = Fazer) é o equivalente aos ocultistas atualmente. Esse era o mago da Europa Medieval por assim dizer. Bem ou mal o Omyouji tinha que passar por uma avaliação para ganhar o título e poder cobrar pelo que fazia.

Compreendo. De fato, em minhas leituras sobre o onmyodo eu me foquei muito mais no método taoísta que na política do Período Heian. Grato.

Ah, como agradecimento, vou postar algumas coisas aqui sobre um tema que você adora: shikigami.
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Onmyōdō

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum