Absinto,A Fada Verde

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Qui Jan 05, 2012 12:44 am



"In taberna quando sumus
Non curamus quid sit humus
Hoc est opus ut quæratur
Et impositor lotium)

(Benigna autem noctum
Tormenta quod si eris
Benigna autem noctum
Octa remus remigium"



"...E o terceiro Anjo soprou sua trombeta e uma grande estrela caiu do céu,
Ardendo como uma tocha sobre os mares,rios e fontes.
E o nome desta estrela era Absinto.
E um terço das águas do mundo viraram Absinto e muitos homens morreram,
porque se tornaram amargas..."
-Apocalipse.

***

Do Hebraico= Alosna; fel; amargura
Do Grego = Apsínthius = Ingerível,amargo
Da bíblia, Provérbios 5.4; Apocalipse 8.11.



É,eu estou tomando um copo desta delícia incomparavél agora. Pura com gelo até a borda do copo.
Então,nada melhor do que fazer um breve comentário sobre esta bebida mágica.

O Absinto,para quem não conhece (e deve conhecer logo...) é uma bebida destilada composta principalmente da erva alucinógena "Artemísia Absinthium" misturada com hortelã maturado,Anis e outras ervas aromáticas. O Absinto provoca alucinações,por isso o teor alcoolico não é relevante. É o absinto em si que provoca as "alucinações".
Vale lembrar que a erva é altamente benéfica ao corpo,utilizada em princípio como um remédio para estômago por um médico francês.

Na frança a bebida foi popularizada largamente,chegando a ser proibida no final do séc. XX por ser considerada uma droga (mais de 40% da França era dependente de Absinto,e havia um horário - das 17 as 19h conhecido como "Horas Verdes").
Mesmo com o preconceito a Fada Verde foi largamente utilizada por artistas (diz-se que Van Gohg cortou sua orelha sob efeito desta bebida) e ocultistas (Alester Crowley era um usuário mais que assumido e escreveu um texto chamado "The Green Goddess" sob o qual este artigo é inspirado).

Ao ser exportado para o Brasil o Absinto teve que ter seu teor alcoolico reduzido de 84% para 54% para obedecer as legislçaões do país. Apesar que,tratando-se do Absinto,isso não deve ser encarado como um problema (exceto para os posers de "bebo pra cacete"),visto que a graça da bebida não está em seu teor alcoolico altamente exagerado e sim no Absinto propriamente dito... Ou seja,com o alcool reduzido ele fica ainda melhor e mais propício a sentir-se o poder da planta.

Com o absinto muito forte em alcool a experiência torna-se uma corrida de resistência do ocultista contra o teor alcoolico. Tendo isso em vista nós tiramos vantagens do teor reduzido para aproveitar as plantas inseridas na bebida.

O componente da erva responsável pelas criações de Van Gogh,Oscar Wilde,Crowley,entre outros é denominado "Tujona" (C10H16O),composto químico líquido ,incolor, com aroma de menta. É encontrado em plantas diversas mas notavelmente no Absinto.

Claro,"responsável" quer dizer que ajudou. Ninguém será capaz de atos como o destas estrelas apenas enchendo a cara de uma bebida. Mas o Absinto pode de fato abrir determinadas portas da mente para coisas que não nos imaginamos capazes,mas na realidade somos.

Apesar de suas características boas,há algo ruim na planta. O consumo regular e exagerado de Absinto provoca altos danos nervosos,desordens psicológicas,alucinações,etc. Por isso,como toda bebida alcoolica,tenham MODERAÇÂO e controle no seu consumo. Bebam em boas ocasiões. Não façam como este que vos fala.

Nos EUA o absinto ainda é proibido,embora o Chartreuse,um licor feito com ervas semelhantes e muito mais forte,produzido por monges e padres desde a idade média é liberado. A diferença é a concentração da Tujona. 260 mg/kg no Absinto contra 10mg/kg no Chartreuse,no século passado. Hoje em dia eu honestamente não achei fontes seguras da concetração,mas deve ser relativamente mais alta ainda,para a proibição ser mantida.

Mas o que se esperar do Absinto?
Nada que se veja em filmes como Drácula (apesar da fala "A fada do Absinto quer sua alma..." ser memorável) ou outros em que a bebida apareça. Não é e nunca será como uma viagem de droga ou entorpecentes proibidos por lei (ao menos não atualmente,com a proporção de tujona reduzida).
Estado de total consciência antes de sentir a entorpecência do alcool (para aqueles que não chapam com vodka a cada dia),sensações estranhas,alucinações,corpo em camera lenta como se andasse na água,em meios ocultistas a abertura temporária do terceiro olho,visões esclarecedoras entre outros.

É o que leva os artistas e ocultistas a serem grandes admiradores do Absinto. A mescla do mundo real com o mundo verde produz resultados absurdamente inimagináveis. O resultado é único.

Inexplicavelmente único.

Mais tarde postarei mais sobre o Chartreuse e sobre o texto de Crowley que me baseou neste texto.

Mas antes de encerrar por hoje eu acrescento um pequeno relato.

Quando adolescente eu frequentava um bar denominado "Mundo das Fadas". Era um pé de chinelo (apesar do nome) da minha cidade. E naquele local eu as vezes pedia sozinho uma dose de Absinto e um maço de cigarros. E sentado naquela mesa enferrujada olhando pela janela eu observava a movimentação lá fora. E quando enjoava eu olhava pra fumaça do meu cigarro subindo pro teto descascado. Apenas sentava e olhava. Bêbado. E o cigarro queimava na minha mão a cada trago.

E aquela fumaça maldita dos pecados que eu cometia dizia o meu futuro melhor que qualquer carta de tarot,divinação ou "Scrying" feito até hoje. E foi uma das formas de rituais que eu desenvolvi depois que me tornei ocultista. Um cigarro e um copo de Absinto. E as respostas brotam na minha cabeça.
Ainda hoje a tática funciona... mas não tão bem quanto no "Mundo das Fadas". Estranhas concidências que não são mero acaso...

Bom,já estou filosofando. Melhor eu ir fazer outra coisa. Para finalizar digo apenas que o VIA SINISTRAE e sua moderação não são a favor do consumo de drogas ìlicitas (elas são proibidas por um BOM motivo) ou alucinógenos prejudiciais a saúde. Digo também que somos contra menores de idade bebendo e/ou fumando ou qualquer ato contra a legislação brasileira.

Mas se você é maior de idade,prove absinto!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!






_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrécia em Qui Jan 05, 2012 10:29 am

Depois quem aguenta o bebum sou eu... ¬¬ Ao menos ele fica sentimental e não agressivo hehe...
Nota mental: Nunca mais dar Absinto de presente de natal pra ele...

_________________
Mas, se ergues da justiça a clava forte,verás que um filho teu não foge a luta.Nem teme quem te adora, a própria morte, Terra adorada.
avatar
Lucrécia
Administrador
Administrador

Dragão Mensagens : 655
Data de inscrição : 30/10/2011
Idade : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Ter Jan 10, 2012 12:39 am

Lucrécia escreveu:Depois quem aguenta o bebum sou eu... ¬¬ Ao menos ele fica sentimental e não agressivo hehe...
Nota mental: Nunca mais dar Absinto de presente de natal pra ele...

Eu sou um bebado legal de se conversar. rsrsrsrs

A garrafa na foto é minha e ainda habita minha geladeira...

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Link com complemento logo acima.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Dirge em Ter Jan 10, 2012 7:08 am

rsrs. Todo bebado diz q é legal de se conversar rsrsr...

80% de álcool! Eu ja acho vodka pura bastante forte, imagina um veneno desses... Mad






_________________
''Aquele que é corajoso e paciente o suficiente para exergar, na escuridão, toda a sua vida, será o primeiro a encontrar um raio de Luz.'' Metrô 2033 (livro)

''As respostas para os maiores misterios da humanidade estão dentro de cada ser vivente.''
avatar
Dirge
Moderador

Rato Mensagens : 358
Data de inscrição : 03/11/2011
Idade : 21

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Sex Jan 13, 2012 8:44 pm

ygoryy escreveu:rsrs. Todo bebado diz q é legal de se conversar rsrsr...

80% de álcool! Eu ja acho vodka pura bastante forte, imagina um veneno desses... Mad

Só fico chato quando fico repetitivo.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Hydra em Qui Maio 24, 2012 8:52 pm

kkkkk aposto que essa garrafa ja ta vazia Very Happy
bem nao conhecia o absinto,ate que uma amiga minha espirita me falou dessa bebida >.> esses espiritas suahsauh
avatar
Hydra
Novato
Novato

Porco Mensagens : 1
Data de inscrição : 17/02/2012
Idade : 22
Localização : GYn

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  MAGGOBRANCO em Qui Maio 24, 2012 9:25 pm

Eu adorei a matéria sobre esse tema!!! Eu tenho a artemísia em minha casa, destilei as folhas e tenho um "absinto genérico sem álcool" na geladeira... pro estômago fez bem ehehehehhehe!!! Eu nao bebo bebida alcoólica, mas que ainda vou produzir absinto legítimo, a, isso eu vou mesmo!!!

_________________
"As plantas que mais dão flores são as que mais tem os galhos arrancados..."


Maggobranco
avatar
MAGGOBRANCO
Moderador

Dragão Mensagens : 323
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 76
Localização : Dream's Valley

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Sex Maio 25, 2012 3:24 am

Maggobranco, me chame pra provar! hehehehehehell!

E sim Hydra, a garrafa obviamente secou no dia da foto...

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  MAGGOBRANCO em Sex Maio 25, 2012 11:26 am

Só que o meu é padrao "AA"... Alcoólicos anônimos ehehehehehhehe!!! Nao deixei as folhas murcharem e fermentarem levemente, como é comum para produzir bebidas destiladas... Mas eu até guardo um pouquinho pra vocês quando vocês me visitarem... depois do almoço com uma comida boa e pesada, é uma maravilha!!!

_________________
"As plantas que mais dão flores são as que mais tem os galhos arrancados..."


Maggobranco
avatar
MAGGOBRANCO
Moderador

Dragão Mensagens : 323
Data de inscrição : 31/10/2011
Idade : 76
Localização : Dream's Valley

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Andarilho do Horizonte em Sab Maio 26, 2012 11:57 am

Alguém aí se dispõe a mandar uma receita de hidromel que funcione? rs
avatar
Andarilho do Horizonte
Magus

Mensagens : 217
Data de inscrição : 07/12/2011

http://www.reflexosdohorizonte.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

A história do absinto é cercada de mitos

Mensagem  MORSE em Dom Nov 18, 2012 11:50 pm

Prefiro inicialmente esclarecer que, não quero contrariar o conteúdo já dito neste tópico e, sim passar parte de meu conhecimento sobre o assunto.

A história do absinto é cercada de mitos e mistérios.

O Absinto é uma bebida destilada de cor verde claro que, em sua receita original, é feita com aniz, erva doce e losna. Entretanto há diversas receitas que utilizam outras ervas e até mesmo flores na receita. Ele foi criado para fins médicos, como remédio na Suíça no final do século XVI. Foi muito popular na França nesta mesma época e chegou a ser inclusive proibida, por produzir um suposto efeito alucinógeno, que gerou fama e um apelido à bebida: a fada verde. Há uma história de um homem que teria matado toda a sua família na Suíça em 1905 por estar sob o efeito do absinto, e este fato teria gerado a primeira série de restrições à bebida. Além dele o poeta Oscar Wilde, afirmou ter visto tulipas crescerem na sua perna enquanto bebia.
No entanto, tal efeito nunca foi confirmado, o princípio ativo que leva toda a culpa pela fama de alucinógeno do absinto se chama thujone, e é um componente da losna. Em doses muito altas, o thujone pode ser tóxico, mas a proporção deste composto no absinto nunca foi alta o suficiente para fazer algum mal, e mesmo que fosse nunca foi comprovado que este princípio pode causar alucinações. Outro fator que contribuiu para esta fama foi o alto teor alcoólico do absinto, que pode variar de 40% a 85%.
Victor Sansone Brum, colecionador e apreciador da bebida conta que existem diversos países produtores, segundo ele, os absintos franceses são os mais vendidos no mundo, enquanto os suíços são mais sofisticados. O mais forte do mundo é feito na Inglaterra, o famoso Hapsburg Dark, com 89% de concentração alcoólica. A graduação alcoólica varia de acordo com o tipo do Absinto, que pode ser ordinaire, demi-fine, fine, supérieure e Suisse (da menor para a maior qualidade), variando de 45% a 89,9%. Para o historiador Ernani Weber, o absinto foi a bebida do século XIX, diversos intelectuais e pensadores tais como Van Gogh, Claude Monet e Oscar Wilde eram apreciadores assíduos da bebida. A história do absinto começa em 1792, quando o médico e monarquista francês Pierre Ordinaire, exilado na Suíça, utilizou a planta Artemisia absinthium para fabricar uma poção digestiva. Poucos anos depois, ele adicionou álcool à fórmula para potencializar seus efeitos. Teve sua maior popularidade durante o final do século XIX, na época mais boêmia de Paris, quando o absinto era parte inseparável da vida artística e inspirou muitas pinturas e obras literárias.
No Brasil, o absinto ainda não possui uma demanda muito grande, no entanto com o passar do tempo e o aumento do número de apreciadores vai deixando para trás o preconceito de ser considerado alucinógeno. A bebida foi proibida em 1908 e liberada novamente só em 2000, devido aos esforços do empresário paulista Lalo Zanine. Antes da liberação no país o consumo só era permitido em Portugal, República Checa e Reino Unido. Atualmente só é proibida nos EUA, Noruega e Cingapura. Hoje no Brasil é permitido o absinto com gradação de até 53,5%. FONTE:http://www.overmundo.com.br/banco/a-historia-do-absinto-e-cercada-de-mitos

SOBRE|PERFIL|COLUNISTAS|ANUNCIE|CONTATO

ENTREVISTAS|RECEITAS|CAFEÍNA|IN FRUIT WE TRUST|MIXOLOGIA|FMSE#|BARES E RESTAURANTES|LITERATURA DE BARDia do Orgasmo | Orgasm CocktailFMSE #1 - Cerveja sabor melancia The Four Season Cocktail Book - Literatura de Bar
12 COMENTÁRIOS Em: Destaque, Rafael Mariachi Tags: absinto, ouzo, pablo picasso, pastis, tujona, van gogh 04/04/12
Quem já bebeu Absinto com certeza pensou nos efeitos que essa bebida causou na história. E quem não bebeu com certeza já ouviu falar, mas deve ter ficado com medo do resultado! O que importa é que o Absinto é uma das bebidas mais conhecidas no mundo e não é de hoje. Conheçam um pouco mais da sua história:
07 | ORIGEM
A erva absinto (artemisia absinthium) já era usada no século XV na Grécia Antiga como medicamento e é bem provável que a palavra venha do grego “apsinthion” que significa intragável. Naquela época grandes médicos, filósofos e matemáticos recomendavam a erva embebida em vinho, mas cada um utilizava a bebida para um tratamento diferente. Talvez esse seja o motivo para a bebida ficar conhecida alguns séculos depois como “o remédio para todas as doenças”. Existia também, no auge do Império Romano, uma tradição antes das corridas de bigas, que era beber uma dose de absinto antes das corridas para lembrar os competidores que a vitória também tinha o seu lado amargo. Mas somente em 1792, a bebida que conhecemos deixou de ser apenas uma receita caseira e se tornou um medicamento oficial nas mãos de um grande médico francês chamado Pierre Ordinaire depois de provar uma receita caseira das irmãs Henriod. Dr. Ordinaire teria criado seu elixir com absinto, anis, hissopo, melissa, coentro e outras ervas locais. A receita fez tanto sucesso que 5 anos depois um homem chamado Major Dubied comprou a receita do médico e começou a produzi-la em larga escala com o seu genro Henri-Louis Pernod na Suíça.
06 |AS CARACTERÍSTICAS DO ABSINTO ATRAVÉS DO TEMPO
Como eu disse anteriormente, no início o elixir era amargo como um bitter. Dr. Pierre Ordinaire se encarregou da mescla de ervas como erva-doce e o extrato do anis para suavizar o amargor e fazendo da bebida um sucesso. A bebida ficou muito ligada a França por se tornar popular entre os soldados franceses que conheceram a bebida em missões no norte da África e trouxeram a novidade para os cafés de Paris. Ela era classificada de três formas: Absinthe Suisse cuja graduação alcoólica variava de 68-72%, Demi-fine de 50-68% e Ordinaire que variava entre 45-50%.
O Absinto é um destilado e não um licor como muita gente define. Ele geralmente é verde, coloração obtida através da clorofila das ervas. Na Suíça são produzidas algumas variedades mais claras. Hoje em dia existe cerca de 50 marcas de absinto original produzidos principalmente na França, Suíça, Espanha e República Tcheca.
05 | A TAL DA TUJONA
Tujona pra quem não sabe é uma substância psicoativa parecida com o THC e é encontrada em várias ervas e vegetais, mas com mais intensidade nas folhas de absinto. Esta substância altera a percepção sensorial, ativando a região criativa do cérebro. Porém causa também alucinações, hiperatividade, tremores e fraqueza muscular. Mas o mais importante para nós é saber que a quantidade de tujona que sobrevive a destilação é insignificante para causar sérios problemas. Sim, o absinto muda sua percepção devido a mistura de tujona com o álcool. Porém amigos bebedores de absinto fiquem calmos. Mais fácil vocês visistarem o hospital mais próximo com coma alcoólico do que ficarem malucões de tujona. Portanto meus caros, bebam com moderação!
04 | OS GRANDES BEBEDORES DE ABSINTO
No século 19 em Paris, vários artistas marcaram suas trajetórias ligadas ao absinto. Arthur Rimbaud, até então adolescente, era um prodígio da poesia que usava o absinto para “guiá-lo pelo caminho, mas jamais ser o motorista” já que utilizava a bebida em doses suficientes para clarear a mente e não exagerava no consumo. Ao contrário dele, Paul Marie Verlaine, um dos maiores nomes da poesia francesa ameaçou a família sob efeito do álcool e depois abandonou mulher e filho pra viver ao lado de Rimbaud. Em um dia de fúria (lê-se bebedeira de absinto) atirou no pulso do amigo por ter perdido a preferência de seus poemas para os textos do jovem Rimbaud. Vincent Van Gogh, após ser ignorado pelo amigo Paul Gauguin, tomou um porre de absinto, ameaçou Paul com uma navalha e cortou um pedaço da sua orelha direita, embrulhou em um lenço e deu de presente a uma prostituta amiga sua, Rachel. Por anos teve surtos psicóticos e ataques epiléticos. Morreu com o diagnóstico de epilepsia do lobo temporal, causado pelo alto consumo do absinto. Pablo Picasso pintou “O Bebedor de Absinto”. Fora eles temos ainda como grandes apreciadores do elixir: Oscar Wilde, Aleister Crowley, Charles Baudelaire e Ernest Heminghway entre outros. Falando em Heminghway, eis a questão: O que esse cara não bebia?
03 | A PROIBIÇÃO DO ABSINTO
Desde que foi criado, o absinto é perseguido como uma ameaça social que torna as pessoas loucas e com tendências a criminalidade. Várias ações foram criadas no início do século XX para deter a bebida e finalmente, em 1915 a bebida foi proibida na França. Nessa época houve a popularização do Pastis e do Ouzo, licores de anis sem absinto. Porém a proibição era apenas para o consumo e não para a produção. Então os produtores diminuíram a graduação alcoólica para 40% e limitaram a quantidade de tujona para 10 mg/kg para poderem exportar o produto. Mas em 1990, um produtor percebeu que não havia nenhuma lei britânica para a graduação alcoólica original e começou a exportar o produto com alto teor alcoólico novamente, ressuscitando o absinto após quase um século de proibição.
No restante da Europa a proibição também foi efetiva como na Holanda em 1909 e Suíça em 1907. Nos dois países a bebida foi liberada somente agora no início do século XXI. Mas o nível de tujona ainda é controlado, então não se engane achando que somente o teor alcoólico alto fará você ver a fada verde.
02 | A FADA VERDE
Pra quem acha que esse nome é apenas um apelido carinhoso dado no passado está muito enganado. A fada verde representa um conceito de inspiração poética e iluminação artística, um estado de espírito livre e de novas idéias. E essa liberdade de expressão era totalmente inimaginável nessa época. Para os bebedores ruins, aqueles que preferem quantidade à qualidade, o absinto é só uma bebida verde com forte teor alcoólico. Para os grandes artistas da Belle Époque em Paris era uma forma de sair dos conceitos morais e sociais impostos pelo governo na época e atingir a inovação artística.
01 | O RITUAL
La Louche é o nome do ritual tradicional para se tomar o absinto. Basicamente uma taça para absinto, uma colher de absinto que parece uma espátula e é furada, um cubo de açúcar e água gelada. Você coloca uma dose de absinto na taça e coloca a colher sobre a taça em posição horizontal. No meio da colher coloque um cubo de açúcar e pingue água gelada por cima do cubo. O efeito é lindo já que o açúcar vai infiltrando-se lentamente na bebida formando uma cor turva a sua bebida. Mas o ritual não serve só pra isso. Primeiro que o absinto original ficará com uma cor turva, fosca. Se o efeito não acontecer, tem grandes chances de o seu absinto ser uma vodka com um monte de corantes. Dizem também que os “chuviscos” de água fresca fará com que os óleo essenciais obtidos da erva se desprendam e tragam o verdadeiro efeito do absinto. Eu na verdade não fiz ainda pra comprovar, porém como escrevi no texto “7 curiosidades sobre o Whisky” no tópico número 3, acredito que a água serve muito mais para aumentar a percepção do sabor das ervas diminuindo a sensação alcoólica da bebida. Se você fizer o ritual e conseguir ver a Fada Verde me avisa, ok? FONTE:http://www.mixologynews.com.br/2012/07-curiosidades-sobre-o-absinto/



Um video de como prepar a bebida
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

imagens do tipo da bebida que eu tenho, lembrando que nenhuma das imagens ou vídeo são meus e nem feitos por mim







89.9% de teor alcoílico
se for beber puro o recomendado para homens adultos é de 30-40ml
e para mulheres adultas de 20-30ml


OBS: embora nos textos acima diz não ter efeitos alucinogicos fortes, meu primo apos tomar cerca de 60 ml puro, afirma ter visto anjos
avatar
MORSE
Neófito
Neófito

Galo Mensagens : 23
Data de inscrição : 25/03/2012
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Seg Nov 19, 2012 6:12 am

MORSE

Em primeiro lugar, seja bem vindo meu caro.

Em segundo, suas informações também são bem vindas. Aqui ninguém contraria ninguém, a gente sempre debate e aprende. E agora que estou no curso de barman, qualquer informação sobre bebidas é muito bem vinda.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

agradeço

Mensagem  MORSE em Seg Nov 19, 2012 6:18 am

se quiser, depois eu passo algumas receitas de hidromel, embora eu nunca ter feito
avatar
MORSE
Neófito
Neófito

Galo Mensagens : 23
Data de inscrição : 25/03/2012
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Seg Nov 19, 2012 6:56 am

Pode passar sim. Eu dei uma olhada em algumas, mas dizem que é dificíl pra cacete de fazer.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 96
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  MORSE em Seg Nov 19, 2012 7:49 am

Não que seja difícil, mas, é um tanto demorado o processo de fermentação.
Vou colocar alguns videos com receitas e explicações basicas sobre o hidromel
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Os videos abaixo ( a saga do hidromel ), já tem uma historia mais detalhada sobre o surgimento
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.][Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
MORSE
Neófito
Neófito

Galo Mensagens : 23
Data de inscrição : 25/03/2012
Idade : 23

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Absinto,A Fada Verde

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum