Runas

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Aett de Tyr e Siza

Mensagem  deletado em Dom Out 28, 2012 6:46 pm

TEIWAZ


Teiwaz é um Deus Runa, representado por Tyr. Representa justiça. É uma runa de sucesso, mas normalmente advém de um sacrifício.
Como em situações e lutas na vida em que você precisasse fazer sacrifícios pessoais para atingir seus objetivos.
É uma runa positiva e avisa que o sucesso está ao alcance, mas com trabalho duro e sacrifício pessoal.


BERKANA


Berkana é uma runa feminina, ligada a Frau Pertch. Essa runa representa o nascimento e o renascimento. É o primeiro sinal de que a vegetação rompe com a camada de neve. É ligado ao nascimento, ao parto, á melhor condição das mulheres grávidas. É uma runa forte e positiva e também favorece ás crianças com boa saúde e proteção. É a runa de numero 18, sendo o numero representando o 9 e seus multiplos.




EHWAZ


Ehwaz é uma runa que significa cavalo. Era um animal sagrado a vários povos nórdicos, bem como aos anglo-saxões. Representa movimentação e caminhos percorridos e a percorrer. É uma runa de movimento, inclusive físico. É também uma runa de confiança, pois determina que o cavalo e o cavaleiro são um só e, para isso, uma confiança mútua deve existir, pois não ha como unir ambos com desconfiança.
É uma runa de confiança e, até mesmo, de necessidade de confiança.
É uma runa que indica progressão em projetos, caminhos e até mesmo viagens físicas.
É uma runa positiva e está ligada á honra, confiança e a cumprir com a palavra.



MANNAZ


Mannaz é a runa da comunicação, das relações humanas. De todos os tipos de comunicações e relações. Ela é uma runa positova, mas pode mudar para negativo facilmente dependendo das outras runas. Está sempre indicando algo sobre relações ou assuntos relativos a tal.
Representa a estrutura social de todas as relações, inclusive a sociedade em si. Razões, memórias, conhecimentos e representa também a conexão entre humanos e Deuses.




LAGUZ


Laguz representa a água. É uma runa de movimento e de velocidade. Porém, é uma runa com certa complexidade, pois a água também é destruidora. Como diriam os antigos, não se vive muito tempo sem água, mas também não se vive muito tempo na água. É uma runa que pode ser boa num sentido de velocidade, mas a água, essencial, também é mortal e destruidora.
A idéia de Laguz é ir com a maré. Conhecer os ciclos e se beneficiar (ou evitar problemas) com eles.
É uma runa de intuição e equilíbrio, mas principalmente, de movimento.



INGUZ


Inguz é uma runa de fogo. Seu nome, Ingwaz é o nome do Deus do fogo. É uma runa que traz a sabedoria interior, o fogo que aquece e que protege as casas. Simboliza a lareira no centro do lar. O fogo que aquece e que mantém sempre uma luz acesa, mesmo na noite. Inguz, mesmo sendo uma runa do fogo e da fertilidade masculina, não é uma runa de velocidade: É como um fogo que cresce aos poucos, como o caminho do prazer sexual crescente, que quando chega ao auge explode num poderoso orgasmo. Assim é a energia de Inguz. É uma runa extremamente benéfica e é uma das runas que não possuem sentido ruim, ela apenas ameniza os efeitos negativos de outras runas.
tradicionalmente, Inguz era pintado nas casas e prédios para atrair seus atributos. Hoje ainda é fácil ver essa runa nas construções espalhadas pela Europa.
A forma acima de Inguz é do fogo que atravessa limites e se expande. Porém, ha também a forma de um "diamante" como no naipe de ouro do baralho, significando a luz interior.



DAGAZ


Dagaz é a runa do amanhecer. Ela representa o equilíbrio da luz e da escuridão. Ela possui as bênçãos do dia e torna sagrado. Tradicionalmente era pintado ou traçado na porta de casa essa runa para atrair luz e equilíbrio para casa.
Também possui os valores de iluminação e equilíbrio de polaridades.



OTHALA


Othala representa a ancestralidade, a comunhão e ligação com a família e com a terra. A herança que é passada. Representa também os bens que não podem ser trocados, inerentes a cada pessoa ou ser. A tradição, continuação, ascendência e descendência. Estabilidade e cuidado com a sua terra e sua casa.
Hereditariedade, ancestralidade espiritual e divina. Othala são coisas que não se pode trocar ou mover e normalmente é uma runa positiva e sempre está falando desses valores e heranças.
Fehu é a runa de bens materiais, bens que se podem trocar ou mover, Othala é a runa de bens que não se pode trocar ou mover, inerentes ao ser.



deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Aett dos Deuses

Mensagem  deletado em Dom Out 28, 2012 9:40 pm

AC


Ac significa Carvalho, uma árvore venerada e respeitada pelos antigos. Pela sua trajetória de crescimento, 400 anos crescendo, 400 anos no auge e mais 400 anos decaíndo, essa runa representa o potencial criador e a força para o tornar-se.
Como é uma árvore extremamente útil de uma excelente madeira, essa runa também simboliza, além de um poderoso potencial, grande utilidade em qualquer assunto.
AC canaliza o poder da força do crescimento até atingir um grande e poderoso clímax.


AESC


Aesc, que originalmente era chamada de Ansuz e ocupava a posição da runa OS, nesse set foi dividida em OS e AESC, fazendo com que o set se chamasse FUTHORK ao invés de um FUTHARK, mantém sua simbologia e ainda é um "Deus Runa".
Aesc representa o Freixo (ash tree), árvore sagrada onde Odhin fez o seu próprio sacrifício (na Yggdrasil, a árvore da vida representada por um Freixo).
Aesc é uma runa de intelecto, pensamento, criação, inteligência em todos os sentidos. É uma runa extremamente ligada á Odin, pois além do sacrifício ela inclui as qualidades intelectuais do próprio Pai de Todos.
Aesc também é ligado á espiritualidade e faz parte das Malrunes, podendo ser cantada, inscrita e usada em rituais.
Essa runa é uma das mais famosas e certamente a mais poderosa em assuntos mentais e espirituais ligados á Ódhinn.



YR


Yr é a runa que representa um Arco feito do teixo (ligado á runa Eihwaz) e combina a habilidade com o conhecimento para se atingir um objetivo. É uma arma que traz a morte por estar ligada ao Teixo.
yr representa também estar no local certo fazendo a coisa certa. Quer dizer acertar o alvo, como uma flecha, que deve ser disparada na hora correta e no alvo correto.
Essa runa ajuda a sabermos se estamos focando na direção correta ou no alvo correto e é muito útil para se achar algo que está perdido.



IOR


Ior é a runa chamada de Besta da água e representa a serpente Jormungand. É uma runa que nos fala sobre um tipo de mal inevitável em nossas vidas ou alguma situação. A Serpente Jormungand rodeia o mundo e seus movimentos causam tsunamis e terremotos, mas a serpente faz parte do mundo da forma que ela é e, retirá-la ou matá-la poderia causar catástrofes maiores ainda, portanto, devemos aceitar a situação da forma que ela é. Assim nos fala IOR sobre alguma situação ou problema, que é um mal inevitável e que tentar ir contra ele resultaria em perdas ainda maiores.


EAR


Ear é o solo da terra, as cinzas que os corpos se tornam depois de enterrados. Ear é a terceira e última runa de morte de todas as runas. Ela representa o fim de um ciclo e o início de outro. Um desfecho de um processo, um ponto final. Apenas através de um final poderá ocorrer um início, pois para qualquer coisa nascer deve haver antes um processo de morte.
Ear nos ensina a transformação através da morte e a igualdade de todos perante a cova na terra.



CWEORTH


Essa runa representa o fogo das festividades, a pira funeral, o contrário da Runa Naudhiz, o fogo que leva embora a necessidade.
Cweorth é a runa da purificação e da destruição, uma runa de fogo, mas diferente das demais. É um fogo de maior proporção de energia mais urgente. É o fogo que traz a luz e o poder assim como também queima a carne na pira funeral.
Cweorth é basicamente, num certo nível, o contrário da Runa Naudhiz. Ela nos fala sobre a transformação através do fogo e da pureza da limpeza ritual através do mesmo.


CALC


Calc é uma runa que significa Cálice. Ela seria uma representação do nosso ideal, que seria nosso próprio Graal. Significa aquilo que podemos vislumbrar mas que não conseguimos alcançar no momento. Por isso está ligado á visão e aos ideais.
Calc simboliza, principalmente, a morte de um indivíduo, mas não é uma runa de morte, como Yr, Eihwaz ou Ear. Não, ela representa o final de um processo e de uma nova visão de mundo do indivíduo resultando numa transformação espiritual.

STAN


Stan significa pedra.Ela representa uma obstrução em nosso caminho, como uma entrada de uma caverna. Ela representa uma conexão com o divino e com a terra. Stan pode ser usado para obstruir ou virar de volta qualquer obstrução em nossas vidas.
Sua forma se dá pelas peças dos jogos de mesa da época.


GAR


Gar significa Lança. A lança de Odin: a poderosa Gungnir.
Gar não está em nenhum Aett, ao mesmo tempo em que está em todos os Aettyr.
Gar possui o potencial de todas as runas, e quer dizer que ha potencial para tudo, pois essa runa está no centro dos quarto Aettyr e todos os poderes e capacidades estão á sua volta. Ela mostra que tudo é possível, portanto, use-a bem para poder usar de todo o seu poder da melhor forma possível, pois lembre-se: Gar tem o potencial de todas as runas, portanto, escolha bem, pois tudo é possível.



Bem, esse foi o FUTHORK da Northumbria (que engloba os 24 Elder Futhark, mais as 5 runas anglo-saxãs e as 4 runas de Northumbria) que totaliza 33 runas, sendo 4 aettyr com 8 runas mais a runa Gar.

Não ha motivo para Ralph Blum ter ignorado Gar e inventado uma Runa Branca, até porque, Gar já é uma runa de Odin. Mas não vou me focar nesses quesitos.

O Elder Futhark começou a aparecer entre 250 e 150 anos antes de cristo e, acredita-se (uma das teorias) que veio do alfabeto etrusco misturado com inúmeros povos, incluindo nórdicos, já que os etruscos comercializavam com povos do sul e do norte europeu e pela similaridade de alguns caracteres.

No século VI os Anglo-saxões tinham um set com 29 caracteres, no século IX foi a vez da Northumbria somar mais 4 runas e esse foi o maior set registrado na história das runas.

_______________________________________________


Última edição por Shamash Lykaion em Seg Out 29, 2012 12:05 pm, editado 2 vez(es)

deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Os Tipos de Runas

Mensagem  deletado em Dom Out 28, 2012 9:51 pm


O que muitos não sabem é que as Runas não são simplesmente um Oráculo.
As runas são instrumentos, sigilos e selos importantes com inúmeras utilidades.

Com elas podemos desenhar um símbolo em nós mesmos para atrair algum atributo; podemos encantar armas para garantir vitória num combate; criar runas para proteção tanto física como espiritual; lançar feitiços; musica ritual; sigilos; invocação dos mortos; favor divino; comunicação com outras entidades; consagração de objetos mágicos, inclusive do altar; causar ou curar doenças; lançar maldições, banir entidades ou até mesmo contactar outros reinos.
Com as runas, muito pode ser feito e muito além de oráculos.

Abaixo coloquei alguns tipos de runas, como um tipo de classificação básica, porém, existem mais tipos, como símbolos formados de várias runas, inclusive das Bindrunes, que são runas unidas num mesmo símbolo para combinar atributos e resultados.


Tipos de Runas

Malrunes
São runas cuja magia está relacionada com a palavra – São fórmulas rúnicas faladas, invocadas ou cantadas para atingir um resultado desejado. Estão relacionadas á poesia, á invocação e em todas as áreas onde as palavras são importantes.
Usadas normalmente em ações legais, colocando-as nas paredes, muros, pilares ou assentos de onde o caso será tratado.
(Ex: Os, Aesc (Ansuz))

Hugrunes
São runas de pensamento e do poder mental e são usadas para exceder a capacidade mental. Tradicionalmente são pintadas no peito e em “partes secretas”. Simbolicamente ligado a um dos corvos de Odin, Hugin (memória). As Hugrunes e as Malrunes são ligadas diretamente.
(Ex: Mannaz, Perdhro)

Sigrunes
Runas de sucesso e vitória, colocados em armas, ferramentas, instrumentos e roupas antes do evento em que o sucesso é necessário. Normalmente os objetos são nomeados e recebem o poder solar da runa Sowulo. Enquanto inscreve as runas, o Erilaz invoca o Deus do trovão, Thor, duas vezes.
(Ex: Sowulo, Teiwaz)

Limrunes
Para trazer pessoas doentes á saúde, tradicionalmente essas runas são inscritas ao sul do tronco ou das folhas da árvore.
(Ex: Uruz, Dagaz)

Biargrunes
São runas de cura mais especializadas, ligados a uma árvore específica: a bétula. Eles invocam a Deusa do parto, conhecida como Berchta ou Frau Percht, para realizar um nascimento seguro. Elas são usadas para proteger as mães e os seus bebês após o nascimento. As Biargrunes incluem a Deusa-runa Biarg ou Berkana. Essa é a runa que representa pureza e novos começos.
(Ex: Berkana)

Ramrunes
São runas usadas magicamente. Essas poderosas runas são carregadas com poder por rituais.

Wendrunes
São runas escritas de trás para frente, sendo escritas ao contrário (da direita para a esquerda) tendo seus caracteres invertidos. Acredita-se que carreguem poder mágico dessa forma.

Trollrunes
São runas que nos ajudam a nos trazer em comunhão com realidades de outros mundos, incluindo a divinação. Também usadas em encantamentos.
(Ex: Kenaz, Calc)

Swartrunes
Literalmente “runas negras”, são caracteres necromânticos usados por feiticeiros para se comunicar com os mortos. Essas runas são ligadas ás Trollrunes.
(Ex: Eihwaz, Ear)

Os exemplos de runas que descrevo não são fixos, pois cada runa engloba uma série de significados, símbolos e poderes que não se limitam a apenas uma área. Dependendo do uso de cada runa, pode-se colocá-las em um “grupo” diferente, embora no final, a nomenclatura em si não seja importante, desde que se saiba usar cada runa propriamente em suas essências individuais.



Espero que tenham gostado do material.
Apenas fui escrevendo o que lembrava na hora, portanto, está bem resumido. Mas acredito que tenha o suficiente para despertar interesse para quem gosta do assunto.
Abs

deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Finalizando,

Mensagem  deletado em Seg Out 29, 2012 12:30 pm

Não estou dizendo que a postagem da Lucrécia está errada, não mesmo!

Cada Runamal (ou Erilaz) interpreta as runas de sua própria forma. O que faz o oráculo é a conexão que o Runamal possui e não a runa em si.
Num mesmo jogo, dois Runamals podem ter interpretações diferentes e isso é natural.

Portanto, mesmo que em algumas runas possamos diferir na descrição, basicamente não podemos dizer que um ou outro estão errados.

Existem diversos Sets de runas: Elder Futhark (24), Younger Futhark (16), Armanen (18), Anglo-saxon (29), Frisian (28), Northumbrian (33), Gothic (25) e um grupo medieval de 8 runas que embora não sejam usados para jogos, eram comuns em curas e magias.

Muitos deles apresentam caracteres similares, outros iguais, mas seuas interpretações diferem ligeiramente.

E dentro de cada set os runamals não precisam decorar como matemática: o que faz o oráculo é a sensibilidade e a interpretação do Runamal, não apenas se ele estudou e decorou sistematicamente as runas, pois a ÚLTIMA coisa que as runas são é isso: sistemáticas, pois elas falam de formas poéticas, analógicas, profecias e para ser um Runamal deve-se ser sensível e saber jogar com palavras e interpretar significados, como numa linguagem poética, pois Odin também domina sobre a fala, sobre a inteligência e sobre a poesia.

"Ah, mas se a descrição das mesmas runas forem diferentes?"
não tem problema, pois como eu escrevi, Runamal's trabalham de forma própria e dentro de cada runa existe uma grande riqueza de informações para tanto a Lucrécia quanto eu não termos condições de descrever sua totalidade em meia dúzia de linhas.

Portanto, a única coisa que fiz, foi ADICIONAR ao tópico, pois acredito que todos saem ganhando de ter dois tipos de informações de duas pessoas diferentes Smile

Abs

deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Poema Rúnico Anglo-saxão

Mensagem  deletado em Sab Mar 02, 2013 10:29 am

Estava pesquisando sobre Runas e acabei achando no google, o próprio tópico que escrevi ano passado. Reli e acabei resolvendo procurar o Poema Rúnico Anglo-Saxão (já que não existe o de Northumbria) rs

É interessante a poesia dos antigos, bem como a descrição poética das Runas.

Aliás, as runas falam muitas vezes por enigmas e sua interpretação caminha principalmente pela interpretação sensível do Runamal.

VOu colocar o Poema Rúnico a seguir, lembrando que está em Inglês Moderno:


Title: Poema Rúnico Anglosajón


Wealth is a comfort to all men;
yet must every man bestow it freely,
if he wish to gain honour in the sight of the Lord.

The aurochs is proud and has great horns;
it is a very savage beast and fights with its horns;
a great ranger of the moors, it is a creature of mettle.

The thorn is exceedingly sharp,
an evil thing for any knight to touch,
uncommonly severe on all who sit among them.

The mouth is the source of all language,
a pillar of wisdom and a comfort to wise men,
a blessing and a joy to every knight.

Riding seems easy to every warrior while he is indoors
and very courageous to him who traverses the high-roads
on the back of a stout horse.

The torch is known to every living man by its pale, bright flame;
it always burns where princes sit within.

Generosity brings credit and honour, which support one's dignity;
it furnishes help and subsistence
to all broken men who are devoid of aught else.

Bliss he enjoys who knows not suffering, sorrow nor anxiety,
and has prosperity and happiness and a good enough house.

Hail is the whitest of grain;
it is whirled from the vault of heaven
and is tossed about by gusts of wind
and then it melts into water.

Trouble is oppressive to the heart;
yet often it proves a source of help and salvation
to the children of men, to everyone who heeds it betimes.

Ice is very cold and immeasurably slippery;
it glistens as clear as glass and most like to gems;
it is a floor wrought by the frost, fair to look upon.

Summer is a joy to men, when God, the holy King of Heaven,
suffers the earth to bring forth shining fruits
for rich and poor alike.

The yew is a tree with rough bark,
hard and fast in the earth, supported by its roots,
a guardian of flame and a joy upon an estate.

Peorth is a source of recreation and amusement to the great,
where warriors sit blithely together in the banqueting-hall.

The Eolh-sedge is mostly to be found in a marsh;
it grows in the water and makes a ghastly wound,
covering with blood every warrior who touches it.

The sun is ever a joy in the hopes of seafarers
when they journey away over the fishes' bath,
until the courser of the deep bears them to land.

Tiw is a guiding star; well does it keep faith with princes;
it is ever on its course over the mists of night and never fails.

The poplar bears no fruit; yet without seed it brings forth suckers,
for it is generated from its leaves.

Splendid are its branches and gloriously adorned
its lofty crown which reaches to the skies.

The horse is a joy to princes in the presence of warriors.
A steed in the pride of its hoofs,
when rich men on horseback bandy words about it;
and it is ever a source of comfort to the restless.

The joyous man is dear to his kinsmen;
yet every man is doomed to fail his fellow,
since the Lord by his decree will commit the vile carrion to the earth.

The ocean seems interminable to men,
if they venture on the rolling bark
and the waves of the sea terrify them
and the courser of the deep heed not its bridle.

Ing was first seen by men among the East-Danes,
till, followed by his chariot,
he departed eastwards over the waves.

So the Heardingas named the hero.
An estate is very dear to every man,
if he can enjoy there in his house
whatever is right and proper in constant prosperity.

Day, the glorious light of the Creator, is sent by the Lord;
it is beloved of men, a source of hope and happiness to rich and poor,
and of service to all.

The oak fattens the flesh of pigs for the children of men.
Often it traverses the gannet's bath,
and the ocean proves whether the oak keeps faith
in honourable fashion.

The ash is exceedingly high and precious to men.
With its sturdy trunk it offers a stubborn resistance,
though attacked by many a man.

Yr is a source of joy and honour to every prince and knight;
it looks well on a horse and is a reliable equipment for a journey.

Iar is a river fish and yet it always feeds on land;
it has a fair abode encompassed by water, where it lives in happiness.

The grave is horrible to every knight,
when the corpse quickly begins to cool
and is laid in the bosom of the dark earth.
Prosperity declines, happiness passes away
and covenants are broken.



Créditos e Fonte:
Tristania - August 19, 2007 08:24 PM (GMT)
The Anglo-Saxon Rune Poem
(in Modern English)

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Versão em Português

Mensagem  deletado em Sab Mar 02, 2013 10:41 am

o Poema rúnico anglo-saxão

O Poema Rúnico Anglo-Saxão,é datado provavelmente do século 9/10.Esse FuÞorc tem 29
runas,e pode ser usado como a chave esotérica para entender as runas e seus poderes.


1-Feoh (A Riqueza) é um conforto a todos os homens;ainda que cada homem deve aplicá-la
livremente,se deseja ganhar a honra na vista do Dryhten (Senhor).
2-Ur (Os Auroques) são orgulhosos e têm chifres grandes;é uma besta muito selvagem e
combate com seus chifres;um grande ranger dos pântanos, é uma criatura de muita
coragem.
3-Ðorn (O Espinho) é excepcionalmente afiado,uma coisa má para qualquer cavaleiro
tocar,notavelmente severo a tudo o que se senta entre ele.
4-Os (A Boca) é a fonte de todos os idiomas,um pilar da sabedoria e de um conforto aos
homens sábios,uma benção e uma alegria a cada cavaleiro.
5-Rad (A Viagem) parece fácil a todo guerreiro enquanto estiver no salão,e com muita
coragem que ele atravessa as grandes estradas nas costas de um cavalo robusto.
6-Cen (A Tocha) é conhecida de todo homem vivo pela sua palidez,flama
brilhante;queima-se sempre onde os príncipes se sentam junto dela.
7-Gyfu (A Generosidade) traz o crédito e a honra,os quais suportam a dignidade de uma
pessoa;fornece a ajuda e subsistência para todos os homens quebrados que são destituído
das demais coisas.
8-Wenne (A Felicidade) aprecia aquele que sabe viver sem sofrimento,tristeza ou
ansiedade,e tem prosperidade,felicidade e uma casa suficientemente boa.
9-Hægl (O Granizo) é a mais branca das sementes;é girada da abóbada do céu e é lançada
entre as rajadas do vento e então derrete na água.
10-Nyd (A Necessidade) é opressivo ao coração;porém freqüentemente prova uma fonte de
ajuda e de salvação às crianças dos homens,e a todos que se cuidam na ocasião.
11-Is (O Gelo) é muito frio e extremamente escorregadio;resplandece tão claramente
quanto o vidro e mais parece ser pedras preciosas;é um assoalho feito pelo gelo,belo e se
ver.
12-Ger (O Verão) é uma alegria aos homens,quando Deus, o rei santo do Céu,padece a terra
para trazer frutas brilhantes para os ricos e para os pobres.
13-Eoh (O Teixo) é uma árvore com casca áspera,dura e firme na terra,suportada por suas
raízes,uma guardiã da flama e uma alegria em uma propriedade.
14-Peorð (A Peça de Xadrez?/Vulva?) é uma fonte da recreação e de grande
divertimento,onde os guerreiros se sentam alegremente juntos no salão do banquete.
15-Eolh-secg (O Junco?) pode ser encontrado em um pântano;cresce na água e faz uma
ferida horrível,cobrindo com sangue todo guerreiro que toca-la.
16-Sigel (O Sol) é sempre uma alegria para os navegadores (ou,na esperança dos
marinheiros) quando freqüentemente viajam sobre o cardume dos peixes,até o curso das
terras profundas dos ursos.
17-Tir (Tiw) é uma estrela (guia);que mantém a fé com os príncipes;está sempre em seu
curso sobre as névoas da noite e nunca falha.
18-Beorc (A Bétula) não carrega nenhum fruto;ainda que sem semente traz adiante
brotos,que para ela é gerado de suas folhas.Esplêndidas são suas folhas e gloriosamente
adornadas e sua coroa elevada alcança aos céus.
19-Eh (O Cavalo) é uma alegria dos príncipes na presença dos guerreiros.Um cavalo no
orgulho de seus cascos,quando homens ricos sobre o dorso do cavalo reúnem palavras
sobre ele;e é sempre uma fonte do conforto ao impaciente.
20-Mann (O Homem) alegre é querido por seus parentes;ainda cada homem é julgado ao
falhar com seu companheiro,desde que o Dryhten (Senhor) por seu decreto cometerá uma
destruição desprezível à terra.
21-Lagu (O Oceano) parece interminável para os homens,quando arriscam aventurar-se no
barco e as ondas do terrível mar e o curso do cuidado intenso não tem rédeas.
22-Ing (Ing) foi primeiro visto pelos homens entre os Dinamarqueses do Leste,até que,
seguido por seu carro,ele partiu ao oriente sobre as ondas.Então os Heardingas nomeou o
herói.
23-Eþel (Uma Propriedade) é muito querida por todo homem,Se ele puder apreciar lá em
sua casa tudo o que é direito e apropriado na constante prosperidade.
24-Dæg (O Dia) é a luz gloriosa do criador, é enviada pelo Dryhten (Senhor);é amado pelos
homens,uma fonte da esperança e da felicidade ao rico e ao pobre,e serve para todos.
25-Ac (O Carvalho) engorda a carne dos porcos para as crianças dos
homens.Freqüentemente atravessa o banho dos pelicanos,e o oceano prova se o carvalho
mantém a fé na forma honorável*.
26-Æsc (O Freixo) é excepcionalmente elevado e precioso para os homens.Com seu tronco
robusto oferece uma resistência inflexível,embora um homem é atacado por muitos.
27-Yr (O Arco de Teixo) é uma fonte da alegria e da honra a todo príncipe e cavaleiro;Se
vê bem em um cavalo e é um equipamento de confiança para uma viagem.
28-Iar (O Castor?) é um peixe do rio e ainda se alimenta sempre na terra;tem um belo
domicílio cercado pela água,onde vive na felicidade.
29-Ear (A sepultura) é horrível a todo cavaleiro,quando o corpo começar rapidamente a
esfriar e é colocado no leito da terra escura.Declínios de prosperidade, felicidade falece e as
convenções são quebradas.
*25 Ac atravessa o banho dos pelicanos,que é o mar.Essa “prova” parece ter relação com o
costume na Escandinávia,na era Viking,de jogar o carvalho que era a colunas das casas ao
mar para que o Deus Þórr lhes mostrasse onde desejava que eles edificassem suas novas
casas.

Essa tradução foi feita por Marcio A. Moreira (Vitki Þórsgoði).


Fonte: [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

deletado
Magus

Mensagens : 201
Data de inscrição : 25/10/2012
Localização : nao interessa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Runas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum