Rituais "Fail"

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Qui Jul 12, 2012 8:42 pm

Lord Drackul escreveu:Ok, essa é mais uma das "pérolas" que circulam pela a Internet. Confesso que me interessava muito nesse ritual quando era noob. Ele garante a chamada de entidades demoníacas que são vampirescas para que eles o(a) transforme em um(a) vampiro(a). Se fosse semelhante ao ritual de auto-iniciação contido na Bíblia Vampírica, eu relevaria, mas é tão simples e promete algo tão grandioso (imortalidade física, se tornar um bebedor de sangue, etc), que chega a ser absurdo.

O ritual é assim:
*Preparação:
Abstenha-se de sexo e carnes por um período de no mínimo três dias. Procure em livros antigos, algo sobre o demônio que vai invocar/evocar. Supostamente, existem vários desses seres, sendo alguns: Lilith, Vassago, Ornias e Astaroth. Marque um dia em que você não vai ser atrapalhado para executar o ritual, que deverá ser feito á noite num lugar deserto.
*Execução:
No dia marcado, vá até o local e, com um giz, trace um círculo no chão. De preferência, faça um ritual de banimento qualquer. Chame o demônio que você escolheu e faça seu pedido, diga que quer ser um(a) vampiro(a). Se achar que deve, faça um ferimento e ofereça ao ser invocado/evocado.
Segundo diz, a pessoa passará a ter pesadelos, ver aparições estranhas e ter a sensação de que está sempre sendo vigiado. Se essas coisas acontecerem, significa que o ser começou a transformá-lo em um vampiro.
Então, o que acharam da pérola? xD


Ah, ok, primeiro celibato ritual. Seria normal numa invocação da "mão direita" e patético numa da "mão esquerda". Péssima idéia.

Bom, pesquisar sobre o que se pretende invocar é no máximo básico. Inserção dentro da egrégora, não está errado. Lugar isolado também.

Vamos para o lugar, traçamos um círculo, fazemos um banimento qualquer... Ok, hipoteticamente estamos "puros" para o ritual e talvez com um círculo ativo...

Chamar o demônio que escolheu significa o quê? "Ei, Baal, dá um pulinho aqui!"... ? Então deve-se fazer o pedido que quer ser um vampiro e oferecer seu sangue como oferenda...

O "magista" chamou por uma entidade de energias negativas sem uma invocação/evocação, abriu um caminho pelo círculo com sua oferenda de sí mesmo, pediu algo estúpido...

Hmmmm... Deixe-me ver.... Parabéns para ele! Agora é um vampirizado por um monte de vermes astrais, cujos sintomas são justamente "pesadelos, ver aparições estranhas e ter a sensação de que está sempre sendo vigiado."

Mas claaaro, ele está se tornando um vampiro... Ele vai até brilhar no sol depois...


Última edição por Draven_ em Qui Jul 12, 2012 9:52 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Qui Jul 12, 2012 9:51 pm

Andre escreveu:Bom estou postando este rito aqui, gostaria que o pessoal analizassem...e julgassem da maneira que achar melhor...
Bom trabalho em um determinada empresa, aonde ha uma concorrência muito grande entre os funcionários da administração, atravez de apresentação de projetos, projeções ligado a aos produtos desta empresa.
Estava em disputa muito acirrada, com um outro funcionário, ficou marcada uma reunião na qual apresentaríamos os nossos projetos fariamos um apresentação e os diretores escolheriam um de nós...
Como tenho a aceeso ao numero do Pager e celular do outro funcionario, resolvi tentar alguma coisa...
Fiz um estudo parcial sobre o "soluço", busquei informações sobre causas, problemas que podem ser causado e origem
Criei dois mantras baseados na intenção de criar soluços, e criar insegurança no meu adversario
Fiz também o sigilo, que foram carregados durante dois dias através dos metodos conhecidos na magia do caos...
O lançamento se deu quando pronunciando o mantra do respectivos sigilo, e ao atingir o extase ou o vacuo... enviei o sigilo atravez do Pager e do celular do "candango"... Bom enfim
Resultados.:[?]
o Rapaz no dia da apresentação chegou atrasado, ao apresentar o seu projeto demonstrou nervosismo e ansiedade e algum disturbio gastroindestinal tipo aqueles arrotos, ai ele tentava segurar e ficava mais feio ainda.
A pergunta é funcionou ou foi coincidência?

Provavelmente funcionou. Criado e executado de forma exemplar.

A questão é que quando você cria um sigilo ou um selo, você deposita parte da sua intenção em forma de energia, assim como você cria um espaço mental no seu subconsciente para processar tal intenção dentro de uma matriz abstrata - que é chamada de "plano mental" nos estudos ocultistas. Quando o alvo ouviu o sigilo, você estabeleceu a conexão direta "magista-sigilo-alvo", possibilitando os efeitos do sigilo mais facilmente.

E daí que ele ouviu em um pager ou celular, ou viu o sigilo em seu e-mail? Se seu subconsciente está ligado ao "plano mental", obviamente ele buscou a informação.

É um erro comum acreditar que o uso de computadores e tecnologia não é válido para magia. Há um resquício de energia seu em cada coisa que você viu ou tocou, incluindo sites que você leu, especialmente aqueles que você tem afinidade. Não há transferência de energia pelo computador, claro, há transferência de energia pelo plano mental, e a energia no plano mental é menos afetada pela entropia.

Obviamente, isso é apenas uma teoria sem nexo. Mas as coisas funcionam como explicadas dessa forma.

avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Lucrezia Rottenstern em Sex Jul 13, 2012 12:40 pm

Draven

Alguns rituais não possuem defesa. No máximo são bons como "esqueletos" ritualísticos e base para coisas criadas pelo próprio magista. Mas as simbologias, as execuções e alguns conceitos aqui, estão absurdamente errados. São rituais que, prontos e sem sofrerem alterações, eu nunca faria e nunca recomendaria a ninguém.

_________________
Diabo velho vou arrancar seu chifre, vou cortar teu rabo e dar para Exú comer. Da sua língua vou fazer um chicote, para dar nas costas de quem fala mal de mim. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Fala mal de mim, mas não fala por detrás. Ô pega ela Exú, pela ela Satanás.
avatar
Lucrezia Rottenstern
Administrador
Administrador

Macaco Mensagens : 584
Data de inscrição : 04/03/2010
Idade : 97
Localização : Iceland

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Sex Jul 13, 2012 9:01 pm

Chertograd Daemon escreveu:Draven

Alguns rituais não possuem defesa. No máximo são bons como "esqueletos" ritualísticos e base para coisas criadas pelo próprio magista. Mas as simbologias, as execuções e alguns conceitos aqui, estão absurdamente errados. São rituais que, prontos e sem sofrerem alterações, eu nunca faria e nunca recomendaria a ninguém.

Hmmmm.... Concordo que alguns rituais não possuem defesa. Na realidade, em todos as peças estão encaixadas de modo errado ou faltam peças, ou simplesmente seu elaborador não visualizou a imagem do quebra cabeça, ou ainda são ridiculamente mal explicados.

Conceitos são variáveis, muitas vezes subjetivos, muitas vezes desconhecidos.

O exemplo mais extremo aqui é o rito de Azathot, o qual eu fui o único a considerar como o "rito fail" funcional (er... limitadamente funcional). Isso porque ele parece incompreensível, mas qualquer pessoa que tenha estudado razoavelmente bem conceitos do caoísmo como "desfragmentação" mental, associação de mantra a estado alterado de consciência, o uso de egrégoras e dos Mythos como egrégora, arquétipos e "cyber-magia" (pelo menos o conceito do "cyberpunk como o alquimista moderno") pode perceber facilmente a intenção dele e seu desenvolvimento. Veja que eu recomendei que os magistas tradicionais se afastassem não porque os estou inferiorizando, mas sim porque é outro paradigma mágico e radicalmente diferente.

Finalmente, eu não recomendaria nenhum desses ritos para ninguém, e não usaria nenhum. Se alguém pode fazer alterações em alguns deles, pode elaborar algo melhor.
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

É falso esse Ritual ou não.

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 2:31 pm

MAGIA LUNAR
Ritual Lunar de Cura

Cada um dos doze signos zodiacais governa diferentes áreas da anatomia.
As partes do corpo governadas por um signo específico podem tanto ser as áreas físicas mais fortes (mais saudáveis) ou as mais fracas da pessoa nascida sob aquele signo astrológico. Podem também ser uma combinação de ambos.
O signo de Capricórnio, por exemplo, governa os joelhos, ossos, dentes e pele; portanto, um capricorniano pode descobrir que nasceu com ossos e dentes fortes, saudáveis, mas é susceptível de ter problemas de pele. Por outro lado, pode ter uma perfeita "pele de pêssego" e sofrer com problemas ortopédicos e dentários ou talvez reumatismo.
Ao curar uma área física específica, é fundamental que o ritual de cura com vela aconteça durante a época lunar apropriada, quando a lua está no signo astrológico que influencia aquela área particular do corpo físico.
Sempre se deve usar uma vela branca em rituais de cura, pois é a cor que simboliza a energia curativa, a purificação e o poder da Deusa sagrada.
O ritual pode acontecer a qualquer hora do dia ou da noite (a hora não é importante), contanto que a lua esteja no signo correcto.
(A lua muda de um signo para o outro em aproximadamente dois dias e meio. O melhor é consultar e actualizar o calendário astrológico ou lunar para saber os dias e horas exactos em que cada signo lunar começa e termina.)

LUA EM ÁRIES: influencia a cabeça e o cérebro.
LUA EM TOURO: influencia a garganta e o pescoço.
LUA EM GÊMEOS: influencia os ombros, os braços e os pulmões.
LUA EM CÂNCER: influencia o peito e o estômago.
LUA EM LEÃO: influencia a parte superior das costas, a coluna vertebral e o coração.
LUA EM VIRGEM: influencia os intestinos e o sistema nervoso.
LUA EM LIBRA: influencia a parte inferior das costas e os rins.
LUA EM ESCORPIÃO: influencia os órgãos reprodutivos.
LUA EM SAGITÁRIO: influencia o fígado, coxas e quadris.
LUA EM CAPRICÓRNIO: influencia os joelhos, ossos, dentes e pele.
LUA EM AQUÁRIO: influencia as panturrilhas, os tornozelos e o sangue.
LUA EM PEIXES: influencia os pés e as glândulas linfáticas.

Desenhe um círculo de cura no chão, de uns dois metros e meio de diâmetro, usando giz ou tinta branca. (Se o ritual acontecer ao ar livre, pode-se fazer o círculo com pedrinhas brancas.)
Jogue um pouco de sal no centro do círculo e depois nos limites a leste, sul, oeste e norte. Ao fazer isso, diga:

COM ESTE SAL SAGRADO
CONSAGRO ESTE CÍRCULO.
QUE TODOS OS MAUS ESPÍRITOS
SEJAM BANIDOS DESTE LUGAR!
QUE TODAS AS VIBRAÇÕES NEGATIVAS
SEJAM BANIDAS DESTE LUGAR!
QUE TODAS AS IMPUREZAS E IMPEDIMENTOS
SEJAM BANIDOS DESTE LUGAR!
E QUE TUDO QUE SEJA POSITIVO E BOM
AQUI ENTRE.
ABENÇOADO SEJA O CÍRCULO DE CURA
EM NOME DA DEUSA.
QUE ASSIM SEJA.

Erga um pequeno altar no centro do círculo, voltado para o norte. Em cima dele arranje os seguintes instrumentos necessários para esse ritual de cura: vela branca e athame, no centro; turíbulo de incenso, a leste, como símbolo do elemento Ar; a espada cerimonial, ao sul, como símbolo do elemento Fogo; um cálice de vinho branco (ou água), a oeste, como símbolo do elemento Água; e um pentagrama (um disco de cera ou metal com a estrela de cinco pontas, das Bruxas, ali inscrita), ao norte, como símbolo do elemento Terra. Em frente à vela, coloque a foto da pessoa que necessita de cura.
Com a espada cerimonial na mão direita, trace o círculo, começando pelo leste e movendo em direcção horária.
Ao traçar o círculo, diga:

EU TE CONJURO
SAGRADO CÍRCULO BRANCO
QUE SEJAS UM DIVINO
CÍRCULO DE PODER CURATIVO.
UMA VEZ MAIS EU TE ABENÇÔO
E TE CONSAGRO
EM NOME DA DEUSA.
QUE ASSIM SEJA!

Retorne a espada ao altar. Acenda a vela e o incenso. Segure o athame com a mão direita e, suavemente, passe a lâmina pela fumaça do incenso, três vezes, e diga:

YOD HE VAU HE
EU TE INVOCO
REI ELEMENTAL DO LESTE.

Bata com a lâmina da espada cerimonial, três vezes, com a ponta do athame e diga:

ADONAI
EU TE INVOCO
REI ELEMENTAL DO SUL.

Mergulhe a lâmina do athame no cálice de vinho e diga:

EHEIEH
EU TE INVOCO
REI ELEMENTAL DO OESTE.

Trace o pentagrama com a ponta do athame e diga:

AGLA
EU TE INVOCO
REI ELEMENTAL DO NORTE.

Agora segure o athame com as duas mãos e aponte-o para o céu, com os dois braços esticados, e diga:

DEUSA DA VIDA
DEUSA DO AMOR
ENVIA DE CIMA TEU PODER DE CURA
PARA ESTE CÍRCULO A TI CONSAGRADO
PARA QUE (o nome da pessoa) POSSA SER CURADO.
QUE ASSIM SEJA!

Feche os olhos e visualize um raio de luz branca descendo do céu para a ponta do athame e então para seus braços e corpo, preenchendo-a com uma sensação confortável, intensa, fulgurante. Continue a visualização e, quando começar a sentir o divino poder curativo da Deusa acumulando dentro de si, comece a visualizar a pessoa que precisa ser curada. Concentre-se bastante e veja a pessoa em seu olho mental completamente curada, em perfeita saúde.
Aponte o athame para a fotografia (ou para a pessoa, caso ela esteja presente no ritual).
Dirija e então libere a energia curativa acumulada para a pessoa enferma. Continue até que toda energia tenha sido usada.
Relaxe por alguns minutos (esse ritual pode ser fisicamente exaustivo) e depois agradeça à Deusa por sua presença e ajuda.
Com a espada cerimonial na mão esquerda, trace o círculo numa direcção anti-horária, começando pelo leste, para desfazer o círculo.
Deixe que a vela queime até o fim.

(Fonte: “Magia das Velas” de Gerina Dunwich)


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 3:50 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Esse é um do Ritual do pentagrama Cabalístico, fiquei em dúvida também....

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 2:36 pm

Este é um ritual clássico da magia ocidental, conhecido como ritual do pentagrama cabalístico, porém modificado de forma a adequar-se a realidade da Nova Era Satânica promulgada pelo satanista.

O Ritual do Pentagrama Invertido (RPI) existe para que preceda e encerre toda espécie de ritual praticada pelo satanista, salvo ocasiões em que o próprio ritual não aconselhe este procedimento. Isso é porque, em primeiro lugar, o RPI serve para revitalizar as forças psíquicas do praticante colocando-o em uma postura mental adequada e preparando-o para o ritual propriamente dito. É como se os pentagramas abrissem os portais do Inferno, para onde o satanista vai com a intenção de fazer a sua magia.
Servindo de abertura e fechamento para todos os outros rituais, o RPI têm ainda uma característica de permitir que o satanista possa, com total eficiência, expulsar do templo satânico qualquer influência psíquica danosa e higienizar o espaço ritual contra os efeitos de seus próprios erros. Em outras palavras: este ritual limpa o templo para que o possamos sujar.


Assim, este é, antes de tudo, um ritual de consagração do espaço ritual.
Contudo o Ritual do Pentagrama Invertido é também um rito útil por si só, já que é também um ritual de invocação/banimento capaz de solucionar grande parte dos possíveis problemas cotidianos. Quando realizado de forma como invocação ele pode trazer para a realidade do satanista aquilo que ele almeja para si mesmo, em especial características de seu próprio corpo/mente/comportamento que gostaria de adquirir. Quando usado como banimento ele pode destruir pensamentos perturbadores. Os procedimentos específicos de invocação e banimento são explicados mais à frente.

O Ritual do Pentagrama Invertido é dividido em cinco etapas. Inicialmente todo processo parecerá um pouco confuso mas com o tempo o praticante adquire a maestria e com ela a perfeição dos resultados.
As cinco partes do ritual são:
1. O Estabelecimento da Árvore da Vida;
2. A Invocação/Banimento com os Príncipes Coroados do Inferno;
3. Conjuração dos Quatro Demônios Dirigentes;
4. Invocação a Satã;
5. Encerramento.
1. O Estabelecimento da Árvore da Vida

O Estabelecimento da Arvore da Vida acontece quando o satanista desenha uma cruz negra através de alguns pontos espalhados pelo seu corpo. Enquanto executar os gestos o praticante deve visualizar fortemente uma linha de luz negra brilhante acompanhando o movimento das mãos.
Caso seja um ritual de invocação normal, recita-se inicialmente a décima oitava chave enoquiana, tal como consta na Bíblia Satânica. Caso seja um ritual de banimento usa-se de preferência a décima sétima chave.
Com o dedo indicador e médios da mão esquerda unidos toque o meio da testa e diga: “OIAD”, (a divindade). Siga então da testa para a área genital e diga: “MOLAP”, (o humano). Ao fazer isso, deve-se visualizar um feixe de luz negra brilhando do topo da cabeça e descendo até a planta dos pés.
Direcione depois, os dedos indicador e médio da mão direita até o ombro esquerdo e diga: “BAEOUIB”(severidade, ódio).
Mantenha a mão nesta posição e com o dedo indicador e médio da mão esquerda toque o ombro direito e diga: “IEHUSOZ” (indulgência, amor). Ao fazer isso visualize uma luz da mesma natureza da anterior indo do ombro direito para o esquerdo.
Se feito corretamente agora o praticante deve estar com os braços entrecruzados semelhante aos braços de um faraó no sarcófago. Mantenha-se assim em silêncio por um curto período e então com uma das mãos entrelaçando os dedos na altura do peito e diga: “GAHOACHMA” (“Eu sou aquele que é foi e será, eu sou o que sou”).
Visualize então uma cobra vermelha ou negra, as cores vibrando, enrolando-se na cruz formada e subindo por ela até que esteja com a cabeça próxima a sua testa e o rabo próximo a seu órgão genital. No rosto da cobra a palavra escrita é “Baphomet”


2. Os Quatro Príncipes Coroados do Inferno

Tanto as invocações como os banimentos, são feitos traçando os pentagramas invertidos ao redor do satanista, recitando o nome de cada um dos Quatro Príncipes Coroados do Inferno em cada uma das direções.
Comece pelo Oeste e trace o pentagrama inverso com o dedo indicador da mão esquerda, terminando visualize-o fortemente como se estivesse queimando, mas não sendo consumido, por um fogo intenso, imagine que ele é feito de fogo. Então dê um passo para frente esticando os dois braços com as palmas voltadas para fora e entoe: “Leviatã”. Após vibrar o nome do Coroado Príncipe do Inferno visualize o pentagrama inverso flamejante ampliando-se e enchendo de chamas a sua respectiva direção.
Prossiga em sentido anti-horário, voltando-se para o Sul, para o Leste e então para o Norte. Em cada ponto cardeal repita o procedimento anterior, mas invocando o nome do Príncipe regente do quadrante em que se encontrar. No sul entoe: “Satã”. No leste chame “Lúcifer” e no norte invoque “Belial”. Se puder invocá-los com suas próprias palavras de chamamento, tanto melhor será para o ritual.
Pentagrama Invertido é sempre traçado começando pela parte inferior e terminando por ela, representando assim a existência vital e o materialismo do Satanismo. Nos rituais de invocação, onde se deseja atrair alguma coisa para o praticante, o traçar começa pelo lado esquerdo. Já nos rituais de banimento o pentagrama satânico é traçado começando pelo seu lado direito.



NOTAS IMPORTANTES:

Em casos de invocação especifica:

Caso o RPI não esteja sendo usado para abrir ou fechar um ritual, mas servindo ele mesmo como uma invocação, então ao traçar cada pentagrama o satanista deve em, primeiro lugar, dar uma forma ao seu desejo. Visualiza-se então essa forma dentro do pentágono de cada um dos pentagramas flamejantes.
Após entoar o nome de cada príncipe coroado do inferno imagine o pentagrama flamejante ampliando-se em fogo para sua respectiva direção, enquanto isso seu conteúdo projeta-se em direção do corpo do praticante. O satanista então absorve esta forma como parte de si mesmo. Aceite a forma como uma parte de seu universo interior agora, e sinta que aquilo que almejava tornou-se uma realidade inerente a seu universo interior.

Em casos de banimento específico:
Caso se esteja fazendo o RPI para afastar algum obstáculo, comportamento ou idéia maléfica para os fins do satanista, este deve também, em primeiro lugar, dar uma forma que possa ser visualizada para sua obsessão. Essa forma deve ser posta logo atrás de cada pentagrama flamejante. Após vibrar o nome do Coroado Príncipe Infernal imagine o pentagrama ampliando seu fogo em direção ao infinito de modo a consumir em chamas e destruir a forma em questão.
Veja ela sendo desintegrada de sua mente pelas forças dos quatro príncipes infernais.
3. Os Quatro Demônios Dirigentes

Tendo traçado e ampliado os quatro pentagramas invertidos, volte-se para o Leste e abra seus braços para os lados; invoque os quatro demônios dirigentes do templo satânico recitando:
Diante e mim, Ariton!
Atrás de mim, Oriens!
A minha direita, Paymon!
A minha esquerda, Amaymon!
Ao meu redor, brilham os pentagramas!
No pilar central, brilha a estrela de seis raios!

Depois de fazer esta invocação imagine um triângulo invertido sobre sua cabeça. Este triângulo deve ser negro como a mais densa escuridão e deve conter em cada vértice, três letras: “TEM” no vértice esquerdo, “OHP”, no vertice direito, e “AHB” no ápice. Em seu centro deve estar escrito: “BHAPHOMET”


4. Invocação a Satã

Virado para o Oeste, o satanista deve agora recitar a seguinte invocação a Satã, enquanto sustenta com sua mão esquerda o Sinal de Shaitan (dedo médio anelar e polegar flexionados e dedo mindinho e indicador em riste). Durante esta invocação o satanista deve visualizar Satã de uma forma altamente realista.

A iconografia específica, seja ela como o anjo rebelde, como um sátiro diabólico ou como uma serpente não é particularmente importante, mas sim a identificação pessoal da forma imaginada com o arquétipo satânico, na mente do praticante.

In Nomine Magni Dei Nostri Satana-Luciferi Excelsi
Introibo ad altare Domini Inferi
Qui regit terram
Domini Satannas Rex Infernus!

Tradução:Em nome do grande Deus Satanás - Lúcifer altíssimo,
eu entrarei no altar do Senhor do Inferno
que rege a Terra.
Senhor Satanas Rei do Inferno!
5. Encerramento

Virando-se para o Norte, o satanista deve iniciar o encerramento do Ritual traçando um pentagrama inverso em sua testa e pronunciando: “In Nomine Bhaphometis Demiurgi!” (Em nome de Baphomet, o Demiurgo!) e concebendo que sua mente é destinada a comunhão baphomética.
O mesmo deve ser feito traçando outro pentagrama sobre o peito, concebendo que suas emoções e sentimentos são destinados à comunhão baphomética, e sobre sua genitália, concebendo que seu corpo físico é destinado a comunhão baphomética.
Virando-se para o Sul, o magista pode repetir o estabelecimento da árvore da vida ou simplesmente com sua Mão esquerda fazer o sinal de Satã e bradar:
“Hail Satã! Sheramphorash!”, encerrando o ritual.

F: Magia Hemética, Israel Regardie - Magia em Teoria e Prática.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 3:55 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ritual da Torre de vigia......isso é falso....

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 2:42 pm

O mago de Frente para o leste.

Passo 1. Bata 10x - 3 + 4 + 3 e diga
HAI-KAS, HAI-KAS, ES-TI BI-BE-LOI

Passo 2. Bata 1x - Faça o Rito Menor de Banimento do Pentagrama.
Passo 3. Bata 2x - Faça o Rito Menor de Banimento do Hexagrama.
Passo 4. Bata 9x - 3+3+3
5. Posicione - se de frente para o Sul:
Sacuda o Bastão do elemento fogo, para a Esquerda, Direita e Centro, a frente do sigilo elemental do fogo.
Levante-a acima da cabeça. Ande então no sentido horário, até dar a volta completa enquanto diz:

E quando todos os fantasmas desaparecerem, você deverá ver aquele fogo sagrado e sem forma, aquele fogo que irrompe e brilha através das profundezas ocultas do universo; Ouvi vós a voz do fogo.

Traçe o pentagrama de invocação do elemento fogo, fazendo primeiro um círculo dourado e dentro um pentagrama flamejante em azul com o querubim do elemento fogo (símbolo de leão) em vermelho no centro.
A
ponte ao centro e diga:
OH-I-PEI TE-A-A PE-DO-KEI
Levante a arma mágica acima da sua cabeça e diga:

Pelos nomes e letras do grande quadrante do Sul, eu vos invoco, a vós anjos da torre de sentinela do sul.

Sinta a pura energia do elemento fogo emanando em sua direção. Recoloque a arma na sua posição, sempre andando no sentido horário.
6. De frente para o Oeste.
Sacuda o cálice do elemento água para a Esquerda, Direita e Centro, a frente do sigilo elemental da água.
Levante-a acima da cabeça. Ande então no sentido horário, até dar a volta completa enquanto diz:

E não agora, o mago que governa os trabalhos do fogo deve aspergir com água gloriosa do ruidoso mar.

Traçe o pentagrama de invocação elemental da água, fazendo primeiro um círculo dourado e dentro um pentagrama flamejante em azul com o querubim do elemento água (águia) em azul no centro.
A
ponte ao centro e diga:
EMM-PEI-REI AHR-CEL GAH-I-OHL
Levante a arma mágica acima da sua cabeça e diga:

Pelos nomes e letras do grande quadrante do OESTE, eu vos invoco, a vós anjos da torre de sentinela do OESTE.

Sinta a pura energia do elemento água emanando em sua direção. Recoloque a arma na sua posição, sempre andando no sentido horário.
7. De frente para o Leste.
Sacuda a adaga do elemento ar para a Esquerda, Direita e Centro, a frente do sigilo elemental do ar.
Levante-a acima da cabeça. Ande então no sentido horário, até dar a volta completa enquanto diz:

Como o fogo existiu, se estendendo através das ondulações do ar. Ou como fogo disforme, de onde veio a visão e a voz; ou como uma luz brilhante, preenchedora, expandindo e proclamando alto.

Traçe o pentagrama de invocação elemental do ar, fazendo primeiro um círculo dourado e dentro um pentagrama flamejante em azul com o querubim do elemento ár (símbolo de aquário) em amarelo no centro.
A
ponte ao centro e diga:
OH-ROW I-BAH-RAH AH-OH-ZOHD-PI
Levante a arma mágica acima da sua cabeça e diga:

Pelos nomes e letras do grande quadrante do LESTE, eu vos invoco, a vós anjos da torre de sentinela do LESTE.

Sinta a pura energia do elemento ar emanando em sua direção. Recoloque a arma na sua posição, sempre andando no sentido horário.
8. De frente para o Norte:
Sacuda o pentáculo do elemento terra para a Esquerda, Direita e Centro, a frente do sigilo elemental da terra.
Levante-a acima da cabeça. Ande então no sentido horário, até dar a volta completa enquanto diz:

Não pare dentro do explêndido e escuro mundo onde contínuamente jaz uma falta de fé profunda e hades é envolto em escuridão deleitando-se em imagens ininteligíveis e vaporosas. Um abismo sempre crescente, sempre desposando um corpo sem luminosidade, sem forma e vazio.

T
raçe o pentagrama de invocação elemental da terra, fazendo primeiro um círculo dourado e dentro um pentagrama flamejante em azul com o querubim do elemento terra (símbolo de touro) em preto brilhante no centro.
Aponte ao centro e diga:
I-MOR DI-AHL HEC-TEI-GA
Levante a arma mágica acima da sua cabeça e diga:

Pelos nomes e letras do grande quadrante do NORTE, eu vos invoco, a vós anjos da torre de sentinela do NORTE.

Sinta a pura energia do elemento terra emanando em sua direção. Recoloque a arma na sua posição, sempre andando no sentido horário.
Passo 9: Sobre o altar e o tablete da união, faça o sinal conhecido como "romper do véu". É o sinal do entrante com as mãos para fora, afastando as como afastando um véu.

Diga:
" Oh-ell soh-nuf vai-oh-air-sah-ji go-roh i-ah-dah bahl-tah.
(vibre!) El-ex-ar-pei-rrei Co-mah-nah-nu Tah-bi-toh-ehm.
Zohd-ah-kah-rah eh-kah zohd-ah-kah-rei oh-dah zohd-ah-mehr-ah-nu oh-doh ki-klay kah-ah pi-ah-pei pi-ah-moh-ehl oh-dah vai-oh-ah-nu"

Isto significa: "Eu reino sobre você, diz o deus da justiça. (os três nomes mágicos que governam o tablete da união).Mova-se, entretanto, mova-se e apareça. Abra os mistérios da criação: Equilíbrio, Retidão e verdade."

Passo 10: Diga:
"Eu vos invoco, anjos das esferas celestiais, cuja morada é no invisível. Vós sois os guardiões dos Portões do Universo.
Sejais vós também Guardiões desta esfera mística. Mantenham distante e removam o mal e o desequilíbrio.
Fortaleçam me e deêm me inspiração, de modo que eu preserve a pureza desta morada dos mistérios dos deuses eternos.
Faça minha esfera ser pura e sagrada, então que eu possa entrar e compartilhar dos segredos da Luz divina."

Por uns momentos tente sentir e equilibrar os quatro elementos dentro do centro do seu círculo.

Passo 11 - Diga:
Vá para o Nordeste do seu círculo; olhando para fora, diga:

"O Sol visível é o doador de Luz para a Terra.
Deixe me entretanto que eu forme um vórtex nesta
câmara onde o Sol invisível do espírito possa brilhar aqui
vindo de cima".

Passo 12 - Circule três vezes ao redor do círculo. Cada vez que passar pelo Leste, faça o "Sinal do Entrante" no sentido do giro, sem deter os passos. Visualize e sinta a formação de um poderoso Vórtex de energia).

Passo 13 -
Após circular três vezes dando o sinal do entrante no leste, vá para o Altar de frente para o Leste (se posivel, atrás do altar que deveria estar no centro do círculo, posicionando-se próximo ao oeste, mas olhando na outra direção).

Dê o sinal do entrante e diga:
Sagrado és vós, Senhor do Universo.

Dê o sinal do entrante e diga:
Sagrado és vós, cuja natureza não foi formada.

Dê o sinal do entrante e diga:
Sagrado és vós, ó vasto e poderoso,
Senhor da Luz e da Escuridão.

Dê o "Sinal do Silêncio" (Bata o pé esquerdo no chão enquanto leva o dedo indicador esquerdo aos lábios)

Passo 14 - Execute o rito principal.

Fechamento da Torre de Vigia.

Passo 15 - Quando o Trabalho Mágico terminar, encare o Leste e diga:
"Sob Vós, o Único Sábio, o Único Eterno e Misericordioso, estejam as preces e as glórias para sempre; Vós que permitiste ficar humildemente diante de Vós adentrar aqui distante no santuário dos mistérios. Não sob mim, mas sob seu nome esteja a glória. Deixe que as influências dos Teus divinos desca sobre minha cabeça, ensinando-me o valor do auto-sacrifício para que eu não me diminua na hora do julgamento, mas que então meu nome possa ser escrito nas alturas e meu gênio permaneça na presença dos Sagrados Seres".

Passo 16 - Circunvagueie três vezes no sentido anti-horário, dando o "Sinal do Entrante", toda vez que passar pelo Leste (enquanto isso sinta as energias dissipando-se).

Passo 17 - Faça o Ritual Menor de banimento do Hexagrama

Passo 18 - Faça o Ritual Menor de Banimento do Pentagrama

Passo 19 - Diga:
"Eu agora libero qualquer espirito que possa estar aprisionado por esta cerimônia. Partam em paz para sua moradas e habitações , com as bençãos de
(VIBRE) YEH-HAH-SHU-AH YEH-HOH-VAH-SHA

Bata 10x : 3+ 4+ 3+

"Eu agora declaro este Templo devidamente fechado".

Bata 1x

Ritual encerrado

F: Grupo Magi.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 3:56 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Invocando os quatro elementos...... esse ritual é falso ou seria válido também....

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 2:49 pm

O Iniciado leva a mão à testa e diz: -A TI PERTENCEM... Leva a mão ao peito: -O REINO... Bota a mão no ombro esquerdo: -A JUSTIÇA No ombro direito: -E A MISERICÓRDIA... Depois, com a mão direita erguida para o céu e a esquerda em direção à Terra, fala: -NOS CICLOS GERADORES! TIBI SUNT MALCHUT ET GEBURAH ET CHESED PER AEONAS. (em latim, mesmo!) Este Sinal Mágico, da cruz, deve ser feito sempre, antes e depois de qualquer desenvolvimento de Desejos, Vontades e Verbos - As operações mágicas. As consagrações e outras Evocações que estão a se encontram a seguir, foram retiradas de Grimoires de diversos autores, tais como Agrippa, Albert Le Grand, Papus e Eliphas Levi. Devemos lembrar que as orações devem ser criadas e produzidas, palavra por palavra, pelo próprio Iniciado, numa verdadeira alquimia das Vontades expressas por suas palavras. Portanto, o que você irá ler não deve ser tomado como uma "receita", e sim como um estímulo para o Iniciado buscar suas próprias palavras na expressão Pura de suas Vontades. Agora sim, podemos dar início às Consagrações (Ar e Água) e ao Exorcismo (Fogo e Terra). Consagramos o Ar soprando para os quatro quatro pontos cardeais, dizendo:

SPIRITUS DEI FEREBATUR SUPER AQUAS, ET INSPIRAVIT IN FACIEM HOMINIS SPIRACULUM VITAE. SIT MICHAEL DUZ MEUS, ET SABTABIEL SERVUS MEUS IN LUCE PER LUCEM FIAT VERBUM HALITUS MEUS; ET IMPERABO SPIRITIBUS AERIS HUJUS, ET REFROENABO EQUOS SOLIS VOLUNTATE CORDIS MEIS, ET COGITATIONE MENTIS MEAE ET NUTU OCULI DEXTRI. EXORCISO IGITUR TE, CREATURA DERIS, PER PANTAGRAMMATON ET IN NOMINE TETRAGRAMMATON, IN QUIBUS SUNT VOLUNTAS FIRMA ET FIDES RECTA. AMEN. SELA FIAT.

Em seguida, recitamos a Invocação aos Silfos:

Espírito de sabedoria cujo sopro dá e retoma a forma de todas as coisas. Tu, diante de quem a vida dos seres é uma sombra que muda e um vapor que passa. Tu, que sobes às nuvens e que caminhas nas asas dos ventos. Tu, que expiras, e os espaços sem fim são povoados.Tu, que aspiras, e tudo o que de ti vem a ti volta: movimento sem fim na estabilidade eterna, sê eternamente bendito. Nós te louvamos e te bendizemos no império móvel da luz Criada, das sombras, dos reflexos e das imagens, e aspiranmos, incenssamente, à tua imutável e imperecível claridade. Deixa penetrar até nós o raio de tua inteligência e o calor do teu amor: então o que é móvel ficará fixo, a sombras será um corpo, o espírito do ar será uma alma, o sonho será um pensamento. E nós não seremos mais arrastados pela tempestade, porém seguraremos as rédeas dos cavalos alados da manhã e dirigiremos o curso dos ventos da tarde, para voarmos diante de ti. Ó Espírito dos espíritos, ó alma eterna das almas, ó sopro imperecível de vida, ó suspiro criador, ó boca que aspiras e expiras a exitência de todos os entes, no fluxo e refluxo da tua eterna palavra, que é oceano divino do movimento e da verdade.
Que assim seja!
Consagramos, depois a água pela imposição das mãos e pelo sopro das palavras:

FIAT FIRMAMENTUM IN MEDIO AQUARUM ET SEPARET AQUAS AB AQUIS, QUAE SUPERIUS SICUT INFERIUS, ET QUAE INFERIUS SICUT QUAE SUPERIU, AD PERPETRANDA MIRACULA REI UNIUS. SOL EJUS PATER EST, LUNA MATER ET VENTUS HANC GESTAVIT IN UTERO SUO, ASCENDIT A TERRA AD COELUM ET RURSUS A COELO IN TERRAN DESCENDIT. EXORCISO TE CREATURA AQUAE, UT SIS MIHI SPECULUM DEI VIVI IN OPERIBUS EJUS, ET FONS VITAE, ET ABLUTIO PECCATORUM. AMEN.

Seguimos, então, com a Invocação às Ondinas:

Rei do terrível mar, vós que tendes as chaves das cataratas do céu, e que encerrais as águas subterrâneas nas cavernas da Terra. Rei do dilúvio e das chuvas da primavera, a vós que ordenais à umidade, que é como que o sangue da Terra, de tornar-se seiva das plantas, nós vos adoramos e vos invocamos. A nós, vossas móveis e variáveis criaturas, falai-nos nas grandes comoções do mar, e tremeremos diante de vós. Falai-nos também do murmúrio das límpidas águas, e desejaremos o vosso amor. Ó imensidão na qual vão perder-se todo os rios do ser, que sempre renascem em vós! Ó oceano das perfeições infinitas! Altura de que vos mirais na profundidade. Profundidade que exalais na altura, levai-nos à verdadeira vida pela inteligência e pelo amor! Levai-nos à imortalidade pelo sacrifício, a fim de que sejamos dignos de vos oferecer, um dia, a água, o sangue e as lágrimas, pela remissão dos erros.
Que assim seja!

Para Invocar o Fogo, jogamos sal e pronunciamos três vezes os três nomes dos gênios do fogo:
Miguel, rei do Sol e do raio; Samael, rei dos vulcões; e Anael, príncipe da Luz Astral. A seguir, recitamos a oração das Salamandras:

Imortal, eterno, inefável e incriado pai de todas as coisas, que és levado no carro sem cessar rodante dos mundos que giram sempres. Dominador das imensidades etéreas, onde estás ereto no trono do teu poder, de cima do qual teus olhos formidáveis descobrem tudo e teus belos e santos ouvidos escutam tudo, atende aos teus filhos, que amaste desde o nascimento dos séculos; porque a tua dourada, grande e eterna majestade resplandece acima do mundo e do céu das estrelas; estás elevado acima delas, ó fogo faíscante. Aí, tu te acendes e te conservas a ti mesmo pelo teu próprio esplendor, e saem da tua essência regatos inesgotáveis de luz, que nutrem teu espírito infinito. Este espírito infinito alimenta todas as coisas e faz este tesouro inesgotável de substância sempre pronta à geração que elabora e que se aprimora das formas de que a impregnaste desde o princípio. Deste espírito tiram também sua origem estes reis mui santos que estão ao redor do teu trono e que compõem a tua corte, ó pai universal!
Ó único! Ó pai dos felizes mortais e imortais.
Criaste, em particular, potências que são, maravilhosamente, semelhantes ao teu eterno pensamento e à tua essência adorável. Tu as estabeleceste superiores aos anjos, que anunciam ao mundo as tuas Vontades. Enfim, nos criaste na terceira ordem no nosso império Elemental. Aqui, o nosso contínuo exercício é louvar e adorar os teus desejos.
Aqui, ardemos, incessantemente, aspirando possuir-te. Ó pai! Ó mãe! Ó mais terna das mães! Ó arquétipo admirável da maternidade e do puro amor! Ó filho, flor dos filhos! Ó forma de todas as formas, alma, espírito, harmonia e número de todas as coisas.
Que assim seja!

A seguir, passamos a Invocar a Terra:

Rei invisível, que tomastes a Terra para apoio e que cavastes os seus abismos para enchê-los com a vossa onipotência. Vós, cujo nome faz tremer as abóbodas do mundo, vós que fazeis correr os sete metais nas veias da pedra, monarca das sete luzes, remunerador dos operários subterrâneos, levai-nos ao ar desejável e ao reino da claridade. Velamos e trabalhamos sem descanso, procuramos e esperamos, pelas doze pedras da cidade santa, pelos talismãs que estão escondidos, pelo cravo de imã que atravessa o centro do mundo. Senhor, tende piedade dos que sofrem, desabafai os nossos peitos, desembaraçai e elevai nossas cabeças, engrandecei-nos. Ó estabilidade e movimento. Ó dia envolto de noite, ó obscuridade coberta de luz! Ó Senhor, que nunca retende convosco o salário de vossos trabalhadores! Ó brancura cristalina, ó esplendor dourado! Ó coroa de diamantes vivos e melodiosos! Vós que levais o céu no vosso dedo, como um anel de safira, vós que escondeis embaixo da Terra, no reino das pedrarias, a semente maravilhosa das estrelas, vivei, reinai e sede o eterno dispensador das riquezas que nos fizeste guardas.
Que assim seja!

Estas são as relações de todos os Elementais na composição Univesal, com seus respectivos soberanos (Devas Regentes):

Gob, para os Elementais da Terra;
Djin, para as Salamandras;
Paralda, para os Silfos; e
Niksa ou Nikse, para as Ondinas

Existem mais três Devas Regentes de mais três Elementos da Natureza, mas esses estão sob juramentos e só podendo ser revelados aos irmãos fraternos de mesmo pacto.
fim

F: Naelyan Wyvern - Rituais Wicca.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:01 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

sobre invocações se é correto assim tbm ou falso....

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 2:54 pm

Invocações

Nota: É extremamente desaconselhável praticar tais rituais sem ter alguma base de magia ou à esmo. Abaixo estão descritos Rituais e invocações . As Operações da Magia não estão isentas de perigos, pois temos que agir, sempre conscientemente, com base fundamentada na suprema, absoluta e infalível Vontade.
É extremamente desaconselhável fazer da Magia um passatempo, uma prova de poderes. Ninguém se diverte impunemente com os mistérios da vida e da morte, e tudo em Magia deve ser tratado com seriedade e com a maior reserva.
Nunca ceda ao desejo de convencer os outros pelas Operações Mágicas. Isso porque os efeitos mais surpreendentes nunca seriam suficientes como provas para as pessoas não-Iniciadas. Mostrar prodígios para alguém ou acreditar na Magia é, para o Iniciado, tornar-se indigno ou incapaz da Magia.
Não se vanglorie com as obras que operou. A Tradição sempre recomenda o silêncio dos doentes que são curados; e, se este silêncio for guardado fielmente, o Iniciado nunca será crucificado antes da conclusão de toda a sua obra.
Outra precaução que nunca devemos esquecer é não fazer qualquer operação quando estivermos doentes.
O Homem verdadeiramente Homem só pode Querer o que deve, razoável e justamente, fazer. Por isso, impõe silêncio aos desejos e ao seu temor, para escutar a voz da Razão, no silêncio absoluto.
Um Homem assim é um rei natural e um sacerdote espôntaneo para as multidões errantes. É por isso que o objeto da Iniciação se chama, desde as antigas Iniciações, Arte Sacerdotal ou Arte Real. Para praticar a Magia, só será considerado um verdadeiro Mago se se puser acima de todas as fraquezas da Natureza.

As invocações não deixam de ser um tipo de oração mais complexo, e sua prática aumenta, e muito, nosso contato com as forças ocultas da Natureza. Logo abaixo, uma Invocação mais completa, mas dedicada a quem já conhece um pouco sobre Magia Prática. E logo depois, uma Invocação simples, mas de ótimos resultados para todas as pessoas, Iniciadas ou não em Magia.


INVOCAÇÃO DOS QUATRO CANTOS
"O Iniciado, aponderando-se do pensamento, que produz as diversas formas, se torna senhor das formas e as faz servir ao seu uso." O Ar, a Água, a Terra e o Fogo (formas elementais) separam e especificam, por uma espécie de esboço, os espíritos criados no Moviento Universal Inteligente. Evocando os Elementos, entramos em contato com toda parte, pois o Espírito elabora e fecunda a matéria pela vida; toda matéria é animada; o pensamento e a Alma estão em toda parte. Para evitarmos as interferências dos fenômenos provocados pelos Elementais, temos que possuir a Vontade mais poderosa, a fim de dominarmos, por uma elevada razão e uma grande severidade, as correntes invisíveis que podem ser ocasionadas. Para isso, não podemos ter medo da água, pois necessitamos dominar as Ondinas. Não teremos medo do fogo, porque ordenaremos às Salamandras. Não nos abrigaremos dos ventos, nem teremos medo de alçar às alturas, porque dominaremos os Silfos e os Gênios. E não temeremos os elementais da Terra, porque os espíritos inferiores só obedecem a um poder que lhes provamos. Mostramo-nos seus Senhores até no seu próprio elemento. Com a Ousadia e o Exercício, conquistamos o Poder incontestavél, impondo aos Elementos o Verbo Puro da nossa Vontade por Consagrações especiais para o Ar, ao Fogo, à Água e à Terra. Este é o começo indispensável de todas as operações Mágicas. Mas antes, com o Sinal Mágico, da cruz, é preciso vencê-los nas suas forças, sem nunca se deixar subjulgar pelas nossas fraquezas e pelas "fraquezas" deles. Sabemos que a cruz surgiu muito antes do Cristianismo e a ele não pertence exclusivamente. Para nós, representa as oposições e o equilíbrio quaternário de todos os elementos. Portanto, é reservado aos Inciados o Sinal-da-Cruz em sua forma original. Esta é a maneira correta; ao longo dos anos, a Igreja e seus militantes profanaram os significados e simbolismos. O Iniciado leva a mão à testa e diz: -A TI PERTENCEM... Leva a mão ao peito: -O REINO... Bota a mão no ombro esquerdo: -A JUSTIÇA No ombro direito: -E A MISERICÓRDIA... Depois, com a mão direita erguida para o céu e a esquerda em direção à Terra, fala: -NOS CICLOS GERADORES! TIBI SUNT MALCHUT ET GEBURAH ET CHESED PER AEONAS. (em latim, mesmo!) Este Sinal Mágico, da cruz, deve ser feito sempre, antes e depois de qualquer desenvolvimento de Desejos, Vontades e Verbos - As operações mágicas. As consagrações e outras Evocações que estão a se encontram a seguir, foram retiradas de Grimoires de diversos autores, tais como Agrippa, Albert Le Grand, Papus e Eliphas Levi. Devemos lembrar que as orações devem ser criadas e produzidas, palavra por palavra, pelo próprio Iniciado, numa verdadeira alquimia das Vontades expressas por suas palavras. Portanto, o que você irá ler não deve ser tomado como uma "receita", e sim como um estímulo para o Iniciado buscar suas próprias palavras na expressão Pura de suas Vontades. Agora sim, podemos dar início às Consagrações (Ar e Água) e ao Exorcismo (Fogo e Terra). Consagramos o Ar soprando para os quatro quatro pontos cardeais, dizendo:

SPIRITUS DEI FEREBATUR SUPER AQUAS, ET INSPIRAVIT IN FACIEM HOMINIS SPIRACULUM VITAE. SIT MICHAEL DUZ MEUS, ET SABTABIEL SERVUS MEUS IN LUCE PER LUCEM FIAT VERBUM HALITUS MEUS; ET IMPERABO SPIRITIBUS AERIS HUJUS, ET REFROENABO EQUOS SOLIS VOLUNTATE CORDIS MEIS, ET COGITATIONE MENTIS MEAE ET NUTU OCULI DEXTRI. EXORCISO IGITUR TE, CREATURA DERIS, PER PANTAGRAMMATON ET IN NOMINE TETRAGRAMMATON, IN QUIBUS SUNT VOLUNTAS FIRMA ET FIDES RECTA. AMEN. SELA FIAT.

Em seguida, recitamos a oração aos Silfos: Espírito de sabedoria cujo sopro dá e retoma a forma de todas as coisas. Tu, diante de quem a vida dos seres é uma sombra que muda e um vapor que passa. Tu, que sobes às nuvens e que caminhas nas asas dos ventos. Tu, que expiras, e os espaços sem fim são povoados.Tu, que aspiras, e tudo o que de ti vem a ti volta: movimento sem fim na estabilidade eterna, sê eternamente bendito. Nós te louvamos e te bendizemos no império móvel da luz Criada, das sombras, dos reflexos e das imagens, e aspiranmos, incenssamente, à tua imutável e imperecível claridade. Deixa penetrar até nós o raio de tua inteligência e o calor do teu amor: então o que é móvel ficará fixo, a sombras será um corpo, o espírito do ar será uma alma, o sonho será um pensamento. E nós não seremos mais arrastados pela tempestade, porém seguraremos as rédeas dos cavalos alados da manhã e dirigiremos o curso dos ventos da tarde, para voarmos diante de ti. Ó Espírito dos espíritos, ó alma eterna das almas, ó sopro imperecível de vida, ó suspiro criador, ó boca que aspiras e expiras a exitência de todos os entes, no fluxo e refluxo da tua eterna palavra, que é oceano divino do movimento e da verdade. Amém. Consagramos, depois a água pela imposição das mãos e pelo sopro das palavras: FIAT FIRMAMENTUM IN MEDIO AQUARUM ET SEPARET AQUAS AB AQUIS, QUAE SUPERIUS SICUT INFERIUS, ET QUAE INFERIUS SICUT QUAE SUPERIU, AD PERPETRANDA MIRACULA REI UNIUS. SOL EJUS PATER EST, LUNA MATER ET VENTUS HANC GESTAVIT IN UTERO SUO, ASCENDIT A TERRA AD COELUM ET RURSUS A COELO IN TERRAN DESCENDIT. EXORCISO TE CREATURA AQUAE, UT SIS MIHI SPECULUM DEI VIVI IN OPERIBUS EJUS, ET FONS VITAE, ET ABLUTIO PECCATORUM. AMEN.

Seguimos, então, com a Oração das Ondinas:
Rei do terrível mar, vós que tendes as chaves das cataratas do céu, e que encerrais as águas subterrâneas nas cavernas da Terra. Rei do dilúvio e das chuvas da primavera, a vós que ordenais à umidade, que é como que o sangue da Terra, de tornar-se seiva das plantas, nós vos adoramos e vos invocamos. A nós, vossas móveis e variáveis criaturas, falai-nos nas grandes comoções do mar, e tremeremos diante de vós. Falai-nos também do murmúrio das límpidas águas, e desejaremos o vosso amor. Ó imensidão na qual vão perder-se todo os rios do ser, que sempre renascem em vós! Ó oceano das perfeições infinitas! Altura de que vos mirais na profundidade. Profundidade que exalais na altura, levai-nos à verdadeira vida pela inteligência e pelo amor! Levai-nos à imortalidade pelo sacrifício, a fim de que sejamos dignos de vos oferecer, um dia, a água, o sangue e as lágrimas, pela remissão dos erros. Amém.

Para exorcizarmos o Fogo, jogamos sal e pronunciamos três vezes os três nomes dos gênios do fogo: Miguel, rei do Sol e do raio; Samael, rei dos vulcões; e Anael, príncipe da Luz Astral. A seguir, recitamos a oração das Salamandras:
Imortal, eterno, inefável e incriado pai de todas as coisas, que és levado no carro sem cessar rodante dos mundos que giram sempres. Dominador das imensidades etéreas, onde estás ereto no trono do teu poder, de cima do qual teus olhos formidáveis descobrem tudo e teus belos e santos ouvidos escutam tudo, atende aos teus filhos, que amaste desde o nascimento dos séculos; porque a tua dourada, grande e eterna majestade resplandece acima do mundo e do céu das estrelas; estás elevado acima delas, ó fogo faíscante. Aí, tu te acendes e te conservas a ti mesmo pelo teu próprio esplendor, e saem da tua essência regatos inesgotáveis de luz, que nutrem teu espírito infinito. Este espírito infinito alimenta todas as coisas e faz este tesouro inesgotável de substância sempre pronta à geração que elabora e que se aprimora das formas de que a impregnaste desde o princípio. Deste espírito tiram também sua origem estes reis mui santos que estão ao redor do teu trono e que compõem a tua corte, ó pai universal! Ó único! Ó pai dos felizes mortais e imortais.
Criaste, em particular, potências que são, maravilhosamente, semelhantes ao teu eterno pensamento e à tua essência adorável. Tu as estabeleceste superiores aos anjos, que anunciam ao mundo as tuas Vontades. Enfim, nos criaste na terceira ordem no nosso império Elemental. Aqui, o nosso contínuo exercício é louvar e adorar os teus desejos.
Aqui, ardemos, incessantemente, aspirando possuir-te. Ó pai! Ó mãe! Ó mais terna das mães! Ó arquétipo admirável da maternidade e do puro amor! Ó filho, flor dos filhos! Ó forma de todas as formas, alma, espírito, harmonia e número de todas as coisas! Amém.

A seguir, passamos a exorcisar a Terra:
Rei invisível, que tomastes a Terra para apoio e que cavastes os seus abismos para enchê-los com a vossa onipotência. Vós, cujo nome faz tremer as abóbodas do mundo, vós que fazeis correr os sete metais nas veias da pedra, monarca das sete luzes, remunerador dos operários subterrâneos, levai-nos ao ar desejável e ao reino da claridade. Velamos e trabalhamos sem descanso, procuramos e esperamos, pelas doze pedras da cidade santa, pelos talismãs que estão escondidos, pelo cravo de imã que atravessa o centro do mundo. Senhor, tende piedade dos que sofrem, desabafai os nossos peitos, desembaraçai e elevai nossas cabeças, engrandecei-nos. Ó estabilidade e movimento. Ó dia envolto de noite, ó obscuridade coberta de luz! Ó Senhor, que nunca retende convosco o salário de vossos trabalhadores! Ó brancura cristalina, ó esplendor dourado! Ó coroa de diamantes vivos e melodiosos! Vós que levais o céu no vosso dedo, como um anel de safira, vós que escondeis embaixo da Terra, no reino das pedrarias, a semente maravilhosa das estrelas, vivei, reinai e sede o eterno dispensador das riquezas que nos fizeste guardas. Amém.

Estas são as relações de todos os Elementais na composição Univesal, com seus respectivos soberanos:

Gob, para os Elementais da Terra;
Djin, para as Salamandras;
Pralda ou Peralda, para os Silfos; e
Niksa ou Nikse, para as Ondinas.

REINOS GÊNIOS INFLUÊNCIAS SIGNOS INSTRUMENTO MÁGICO
Oriente/leste Silfos Biliosos Águia Pentáculo ou punhal
Meridiano/sul Salamandras Sangüineos Leão Tridente ou vela
Ocidente/oeste Ondinas Fleumáticos Aquário Taça
Septembrine/norte Elementais Melancólicos Touro Espada ou moeda


CONJURAÇÃO DOS QUATRO
Quando os espíritos Elementais nos atormentam, ou nos inquietam, pronunciamos em voz alta a Conjuração dos Quatro:

CAPUT MORTUUM IMPERET TIBI DOMINUS PER VIVUM ET DEVOTUM SERPENTEM.
CHERUBM, IMPERET TIBI DOMINUS PER ADAM IOTCHAVAH!
AGUILA ERRANS, IMPERET TIBI DOMINUS PER ALAS TAURI.
SERPENS, IMPERET TIBI DOMINUS TETRAMMATON PER ANGELUM ET LEONEM!
MICHAEL, GABRIEL, RAPHAEL, ANAEL!
FLUAT UDOR PER SPIRITUM ELOHIM.
MONEAT TERRA PER ADAM IOT-CHAVAH.
FIAT FIRMAMENTUM PER IAHUVEHU-ZEBOATH.
FIAT JUDICUM PER IGNEM IN VIRTUDE MICHAEL.

Anjo de olhos mortos, obedece, ou escorre-te com esta água santa.
Touro alado, trabalha ou volta à Terra, se não queres que te aguilhoe com esta espada.
Águia acorrentada, obedece a este signo, ou retira-te diante deste sopro.
Serpente móvel, arrasta-te a meus pés, ou seja atormentada pelo fogo sagrado e evapora-te como os perfurmes que queimo nele.
Que a água volte à águal. Que o fogo queime. Que o ar circule. Que a terra caia na Terra, pela virtude do Pentagrama, que é a estrela da manhã, e em nome do Tetragrama, que está escrito no centro da cruz luminosa. Amém. É desta maneira que o Iniciado fica pronto e ativo como os Silfos, flexível e atento às imagens como as Ondinas, enérgico e forte como as Salamandras, laborioso e paciente como os Elementais da Terra. CUIDADOS

INVOCAÇÃO SIMPLES
Tenha consigos o seguintes materiais (serão utilizados na representação dos Elementais da Natureza).
- 1 moeda antiga (para o elemento Terra)
- 1 cálice ou taça com água mineral até a borda (para o elemento Água)
- 1 incenso de sua preferência (para o elemento Ar)
- 1 vela branca (para o elemento Fogo)
Faça uma cruz no chão, representando os pontos cardeais: Norte, Sul, Leste e Oeste.
Coloque a moeda no ponto marcando Norte; o cálice com a água no ponto Oeste; o incenso (de preferência em um incensário) no ponto marcado por Leste e finalmente, no ponto Sul coloque a Vela Branca.
Faça uma oração qualquer (a que você mais goste), antes de começar a invocação.
Primeiramente, pegue a moeda na mão e segure-a firmemente, dizendo: "EU (seu nome) SAÚDO A TERRA, A NATUREZA, TODOS OS SEUS ELEMENTOS E A SUA FORÇA. EU AGRADEÇO POR TUDO QUE A TERRA ME PRESENTEIA TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA. PEÇO QUE A ENERGIA DA TERRA ESTEJA SEMPRE PRESENTE E ME TRAGA CORAGEM, ESTÍMULO, DISCIPLINA, CONFORTO, ESTABILIDADE E SAÚDE. EU PEÇO A TERRA QUE, REPRESENTADA POR ESTA MOEDA, ME PROTEJA E ME AJUDE SEMPRE. ASSIM SEJA."
Coloque a moeda de volta no lugar. Em seguida, ergua o cálice (ou taça) de água para o céu e diga: "EU (seu nome) SAÚDO TODOS OS ELEMENTAIS E AS DEUSAS DA ÁGUA. AGRADEÇO À ÁGUA POR TODA A ÁGUA EXITENTE NO PLANETA, PELA ÁGUA QUE BEBO E DE QUE NECESSITO PARA VIVER. PEÇO AO ELEMENTO ÁGUA INTUIÇÃO, CLAREZA, VISÃO, ENERGIA, FORÇA MÁGICA. EU PEÇO QUE A ÁGUA CONTIDA NESSA TAÇA ME PROTEJA E ME AJUDE SEMPRE. ASSIM SEJA."
Coloque a taça com a água no lugar. Depois, acenda o incenso e espalhe sua fumaça pelo ar, dizendo: "EU (seu nome) SAÚDO E INVOCO TODOS OS ELEMENTAIS DO AR. AGRADEÇO PELO AR QUE RESPIRO, PELOS VENTOS, PELA INTELIGÊNCIA, PELA CRIATIVIDADE, PELAS MINHAS VIRTUDES RACIONAIS. PEÇO AO ELEMENTO AR CAPACIDADE DE RACIOCÍNIO, CLAREZA DE IDÉIAS, CONDIÇÃO DE CRIAR E SER FELIZ. EU PEÇO QUE A FUMAÇA DESTE INCENSO QUE SE DESPRENDE NO AR ME PROTEJA E ME AJUDE SEMPRE. ASSIM SEJA."
Novamente, coloque o incenso no seu lugar. Agora é a vez da vela. Acenda-a e diga: "EU (seu nome) SÁUDO E INVOCO TODOS OS ELEMENTAIS DO FOGO. PEÇO A INTUIÇÃO SAGRADA E A ENERGIA CURATIVA E CRIADORA DO FOGO. AGRADEÇO AO FOGO PELA VIDA. EU PEÇO QUE O CALOR QUE SE DESPRENDE DA CHAMA DESTA VELA SIVAM PARA OS MAIS NOBRE FINS, BEM COMO NA MINHA PROTEÇÃO E CUIDANDO DE MIM, ENQUANTO EU VIVER. ASSIM SEJA."
Agora, que a invocação chegou ao fim, você deve tomar os seguintes procedimentos: a moeda, servirá como um amuleto de proteção e auxílio, então leve-a sempre carregue-a consigo; tome a água do calice. Essa água, que fez parte da invocação, ajuda nas realizações mágicas (feitiços ou dicas mágicas) que você realizará. Já o incenso e a vela, deixe-os queimar até o fim. O que sobrar (o pó do incenso e a cera derretida da vela) é para ser jogado em um jardim ou água corrente.

F: Labels - Ritual


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:03 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Sobre como usar e optmizar um espelho negro.....

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:01 pm

COMO FAZER SEU ESPELHO NEGRO:
1. Arrume um pequeno porta-retratos, com moldura e vidro comum transparente
(estes com chapa de plástico transparente não servem, a chapa deve ser de
vidro).
Quanto mais grosso for o vidro, mais 'profundo' irá parecer o espelho, depois de pronto. Note que estamos falando de vidro comum, transparente, não de espelhos já prontos.
O porta-retratos poderá ter qualquer formato: retangular, oval, etc...
2. Desmonte o porta-retratos. Pegue a chapa de vidro. Limpe bem o vidro com
álcool.
3. Pinte só UM dos lados do vidro com alguma tinta preta que tenha bom poder
de aderência sobre vidro. Entre outras, tinta esmalte preta serve bem para
isto. Tinta artesanal para vidro também. Aplique várias camadas, para impedir ao máximo a passagem de luz. Se quiser decorar a moldura com desenhos cabalísticos ou coisa assim, tudo bem. Molduras decoradas ou trabalhadas não vão atrapalhar.
4. Depois de seco, torne a montar a moldura, reinstalando o vidro e colocando o lado pintado de negro voltado para dentro.
5. A moldura deverá ser mantida na vertical, um pouco inclinada para trás.
Caso seja uma moldura com pé ou base, isto já servirá. Caso contrário, arrume um jeito para que ela fique em pé sozinha (arame, objeto para apoio...)

COMO USAR O ESPELHO:
Preparativos gerais: Procure induzir um estado de consciência alterada, da forma como faz para outras meditações e práticas.
Caso queira, inclua incenso, música adequada para meditação, etc...
1 - Coloque o espelho em pé sobre uma mesa, de forma que este fique no nível adequado para seus olhos, quando vc se sentar em frente dele.
2 - Uma vela ou lâmpada fraca deve ficar posicionada atrás do lugar onde vc
vai se sentar (atrás de vc, portanto). Esta deve ser a única iluminação da
sala.
3 - Faça o exercício de relaxamento progressivo ensinado abaixo (se quiser,
faça-o deitado na cama, depois venha para o local onde está o espelho).
4 - Focalize o olhar no espelho, de forma relaxada, tentando olhar não na superfície, mas 'através do espelho'...
5 - Não se preocupe em piscar ou não. Isto vai ser indiferente. Mantenha a mente vazia, ou concentrada em alguma pergunta específica.
6 - Não permaneça mais de 20 minutos concentrado(a) no espelho, pelo menos
nas primeiras vezes.

COMO APARECEM AS IMAGENS:
Se bem que isto possa variar de pessoa para pessoa, normalmente as imagens são precedidas por uma 'névoa', que aparece depois de alguns minutos de concentração. Esta névoa depois se dissipa, ou se transforma em imagens.
Tais imagens podem ser símbolos vindos do inconsciente, imagens reais do
presente, do passado ou do futuro, flashes de vidas passadas...
O sucesso da experiência também pode ser imediato ou não. Algumas pessoas
vêem imagens logo da primeira vez, outras precisam repetir o exercício
durante vários dias, até conseguir visualizar alguma coisa.

Como fazer e usar um espelho de Vidência: Materiais e Técnicas

- Imagem moldura com vidro (ou em qualquer quadro que você goste, tendo corte de vidro do tamanho, se necessário)
- tinta spray preta fosco ou pintura acrílica para artesanato preta
- Escova macia para acrílico, se utilizar tinta acrílica
- limpador da janela
- toalhas de papel
- Jornal para conter o excesso de pulverização
- Opcional - tinta spray ou acrílica colorida, pincel macio para tintas acrílicas, canetas Sharpie, lixa, selante, incenso ou outras ferramentas de consagração.

Pintura no vidro:
Limpe o lado do vidro que você vai pintar. Coloque o vidro sobre jornais e use o spray do lado limpo dando uma leve camada de tinta. Levará 5-6 demãos de tinta, você não poderá mais ver a luz através de seu espelho. Deixe secar bem entre demãos. Segure o espelho de frente a luz para ter certeza de nenhuma luz penetra através das camadas de tinta.
Depois de seco, coloque o espelho na moldura. O lado pintado vai contra a parte traseira do quadro (o lado sem pintura é o lado que você olhar para dentro). Se a sua moldura e vidro não vem com placa do revestimento protetor, você pode cortar um pedaço de papelão para ir para trás. Sele com fita adesiva, se necessário.
A desvantagem com tinta de spray é o cheiro tóxico. O que você faria se você não tiver uma área ventilada onde possa trabalhar fora? Então, você vai querer usar a tinta acrílica, elas são normalmente transparentes, até certo ponto, mas as tintas acrílicas artesanatais de garrafa são mais opacas. Isso levará cerca de 4-6 camadas de tinta.

Pintando a Moldura:
Você pode deixar o quadro como está. Se você tem um quadro particularmente ornamentado tenho certeza que você vai querer usá-lo. Se você decidir pintar o quadro, tintas em spray são boas, mas você pode usar tinta acrílica de qualquer tipo. Depois de seco, você pode escrever símbolos e runas ao redor do quadro. Eu recomendo uma caneta Sharpie. Se você cometer um erro, você pode pintá-la com a acrílica.
Símbolos de madeira e runas para o quadro também são grandes idéias. Você pode usar as manchas diferentes na armação para um aspecto personalizado. Existem vários tipos de selantes disponíveis: vernizes spray, vernizes acrílicos em uma garrafa. Eu recomendo a limpeza em Minwax que pode ser encontrado em. Eu uso três demãos.

Consagração:
Cabe a você escolher se deseja consagrar seu espelho. Consagração é uma limpeza para remover magickalmente vibrações negativas que possam interferir. Use qualquer método que você goste, métodos fáceis são: fumigar com incenso, ungindo-o com algumas gotas de óleo essencial, ou estender a sua aura e em torno do espelho.

Como usar um espelho Vidência:
A noite é o melhor momento de vidência. A Vidência está intimamente associada com a noite e a lua. Sugiro usar o espelho pelo menos uma vez no exterior, com lua cheia. A lua cheia vai iluminar o espelho. É verdadeiramente magicka a vidência desta forma.
Você pode fazer a vidência em uma sala escura, com muita pouca luz ou pode usar a iluminação de uma boa noite ou pode usar uma luz noturna, também pode acender uma vela.
Segure o espelho em um ângulo oblíquo. Você não pode olhar para seus próprios olhos, ou mesmo ver o seu reflexo.
Pense na sua pergunta, não é necessário ter uma causa. Respire profundamente e relaxe. Olhe para o espelho, mas suavize o olhar. Se você se pegar olhando atentamente, relaxe o olhar.
Suas primeiras imagens serão provavelmente nuvens. Você pode ver "estrelas". É um pouco chato, mas você está apto a ver estrelas brancas em movimento através do espelho.
Continue a olhar as imagens que irão se formar (talvez depois de praticar várias vezes, talvez pela primeira vez). Você poderá ver um símbolo (consulte arquétipos de junquiano (carl jung) ou dicionário de símbolo), uma cena, pode encontrar-se transportado para a cena, observando ou participando da cena.
Alguns símbolos e cenas podem de imediato não fazer sentido para você, eles farão sentido em algum momento no futuro. Se você for vidente, poderá também receber imagens mentais também.
Espere a sua capacidade de vidência ficar melhor com o tempo. Eu recomendo vidência todos os dias, pare depois de 8-10 minutos. Espere bons resultados em 30 dias, se você videnciar diariamente.
Você pode carregar o seu espelho, misturando seu próprio sangue e/ou poções e ervas com a pintura ou tinta. Seu próprio sangue é um potente agente de magia simpática. Aconselho-o a não deixar ninguém tocá-lo.


Pela Golden Dawn é recomendado que você se sente com duas velas exatamente à mesma distância de você criar uma pirâmide na frente.
Seu rosto é iluminado pelas duas velas (uma preta e uma branca para o melhor efeito). Não há iluminação artificial, o seu rosto será projetada pela luz da vela sobre o espelho Negro em perfeita distância geométrica.
Se você não pode recriar esse rito, é só pegar o mais próximo possível, a idéia é criar uma distância igual entre o comprimento dos braços e as duas velas e, em seguida, o espelho.

F: Bene Cohen.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:06 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Feitiço pra se dominara a Pessoa Amada em todos os sentidos ...........kkkkkkkkkkkkkkk

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:05 pm

Precisa de:
- 3 grãos de incenso diabólico ( vêr no fim da página )

- 1 faca nova de cabo negro

- 1 braseiro de barro, em brasa, com as seguintes ervas e galhos secos:
manjericão, verbena, arruda, calêndula, ramos de oliveira, pinheiro e salgueiro

- 1 mesa com um pano preto

- Sal

- Água

- Vinagre

1º Este feitiço deve ser feito, sómente, numa noite de grande trovoada, entre as 23h e as
24horas. Deverá ser feito ao ar livre: debaixo de um alpendre, varanda coberta ou numa
gruta.

2º Em cima da mesa, ponha o braseiro a arder. Olhando para o céu, com a faca na mão
direita, trace a cruz de Santo André, ( esta cruz é em forma de X ) no ar.

3º Agora, diga energicamente :

Espíritos negros e tempestuosos
Que vagais erroneamente nas trevas
Espíritos malditos, inimigos da Luz Divina
Que andais revoltados e impelidos pela fúria dos elementos

Eu invoco-vos nesta hora sinistra
Para que vós, servindo-vos desta tempestade
Do vento enfurecido e a abóbada celeste em chamas
Vinde aqui !!!

Sim, aqui, a este recinto, apenas iluminado por este fogão sinistro
Alimentado com as sete plantas, que vos hão-de purificar
( dar um sopro no braseiro e atear o fogo com a faca, energicamente )
Vinde! Vinde ! Dai-me sinais !

Árvores a mexer, crianças a chorar, cães a ladrar
Serpentes a rastejar, madeiras a estalar e mochos a piar.
Brasas a estalar. Ah malditos ! Já vos sinto
Estais aqui...

( deitar 3 grãos de incenso diabólico )

Eu ordeno-vos, espíritos errantes que Fulano...
( fazer o seu pedido, desde que este não seja para o mal )

( dizer a oração para despedir )

Omnipotens sempiterne Deus, qui nos omnium sanctorum. Amén.

4º Apagar o braseiro, com água sal e vinagre.

5º No dia seguinte, recolher tudo e , jogar para o mar ou rio.
Incenso diabólico – resina de pinho, cânfora e incenso em pó, em partes iguais.

Incenso Diabólico: Adicionar aguardente, resina de vinho ( bagaço ) até formar uma pasta consistente. Com os dedos, fazer bolinhas, em forma de ervilha e, deixar secar.

F:http://files.websitewizard.com/files/5664/files/unprotected/Feitio_para_dominar_a_pessoa_amada.PDF
(desconhecida).


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:09 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Invocação ao Espírito da Riquesa..........

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:07 pm

Com este Invocação, nunca mais terá problemas a nível material, contudo, siga estas
normas :

- Dar 10% dos seus negócios, ( aplicações, lucros, etc ) todos os meses, aos mais
carenciados ( pobres, instituições de crianças, cegos, lares, etc ).

- Não fazer este ritual, nunca mais que uma vez, sem terem decorrido sete anos.

- Não fazer mau uso do dinheiro nem enganar ninguém, nos seus negócios.

- Não mostre, dê ou perca, a moeda.

- Se assim não o fizer, sete anos de miséria, esperar-lhe-á. Cuidado !!!

Precisa de:
- Giz consagrado
- 1 mesa
- 3 castiçais de barro
- 3 velas de cera
- 1 taça com vinho, nova
- 1 moeda corrente

( começar na noite após a lua cheia )

1º No centro da mesa, desenhe um triângulo, com o giz.

2º No centro do mesmo, disponha as velas ( uma em cada vértice do triângulo, porém,
dentro do mesmo ) e ao centro das velas, ponha uma taça com vinho, com uma moeda
dentro.

3º Acenda as velas e diga:

“ Espíritos da terra, céu e mar,
nesta noite de segunda lua cheia
Eu ( nome ) invoco-vos para que venham intervir
em meu auxilio.

Que nenhum mal físico ou espiritual, possa atacar-me
Tanto nesta noite, nesta hora e sempre
eu conjuro e requero o vosso poder !
Em nome de Bael, Paimom e Agares

Quero que o meu pedido, seja atendido,
a partir desta noite !

Que o sofrimento do espirito da miséria
Jamais, esvazie o meu cofre!

Sobre penas e preceitos superiores,
Eu ( nome ) conjuro-vos e as vossas legiões
para o que é meu por direito
e, por vós ou por outros espíritos,
foi-me retirado ou roubado
e ainda, por qualquer ser vivente
todo o meu bem estar material
tenha sido desviado

Venha até mim, agora, a minha riqueza material !!!
Pois, vós estais sob o meu comando
E por penas e preceitos superiores do Altíssimo
Assim como, Bael, Paimom e Agares
E com o Sangue e Nome de nosso Senhor Jesus, O Cristo
Estão obrigados a satisfazer-me

Porque vós sabeis, como são duras as punições

F: Necrodome, um cavaleiro sem nome.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:17 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Invocação ao Espírito da Fortuna.............

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:08 pm

( por seis meses )

Este tipo de invocação refere-se mais a :
- Adquirir clientes, rápido
- Conseguir empréstimos e sorte ao jogo ( o que não recomendo, visto ser
dinheiro sem subsistência )
- Conseguir o seu negócio próprio
- Conseguir o “aval” para uma hipoteca
- Ser bem sucedido nos negócios
- Sucesso seguro, por seis meses

Precisa de:
- 1 caneta de feltro, verde ou dourada
- 1 pedaço de pergaminho 4x4 cm
- 1 vela de cera
- 1 candelabro de barro
- 1 giz exorcizado

1º No pergaminho, desenhe este sigilo mágico:


2º A qualquer dia ou hora ( excepto o dia 13 de cada mês ), trace um circulo no chão.
3º Dentro do circulo, ponha o pergaminho e a vela. Acenda-a e diga:

“ Espíritos da Sorte e da Fortuna
Que a minha voz seja ouvida por vós
E venham , rápido, ao meu encontro.
Que, jamais, os espíritos da pobreza
Sejam meus companheiros
ou da minha vida financeira
Conduzam os passos deste Invocador
( diga o seu nome de baptismo )
em direcção á Glória, Fama, Sucesso e Riqueza
Pelo poder do Sol e da Lua
E dos doze Signos do Zodíaco
Mesmo que estes estivessem mal aspectados
na altura do meu nascimento
Afastem, agora, os maus espíritos que tentam criar-me barreiras
na minha vida Material e Social
e que, os espíritos da miséria e pobreza
sejam banidos da minha vida, porque,
o mandato que vos faço, agora, é
Em nome de Agla, On, Adonay e Tetragrammaton
E pelo Sangue, Morte, Ressureição, Glória e Nome
Do messias, Nosso Senhor Jesus, O Cristo.
Amén.

F: desconhecida- Magia para Prosperidade.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:20 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Invocação a Zepar............

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:09 pm

Para obrigar alguém a fazer o que nós quisermos, com amor e carinho, amarrações,
amizades, fazer uma pessoa tornar-se dependente de nós, etc.

Não se pode fazer “ gato e sapato” da pessoa, apenas por despeito. Se o fizer, ficará
você ( e não a outra pessoa ) amarrada e subjugada aos caprichos da outra pessoa.

Estes espiritos, apesar de serem de “esquerda” não gostam de ser incomodados por
brincadeiras ou frivolidades. Cuidado !

1º Trace um circulo, no chão, com cerca de trinta centímetros de diâmetro.
2º Acenda uma vela de cera, dentro do circulo, e diga alto:
“ Orimoth, Belimoth, Limocke”
( em seguida, continue )

Eu ( nome ) conjuro-vos, pelos nomes dos anjos Satur e Azimor, que vós atendam-me
nesta hora e local e, mandem-me o espirito que se chama Zepar, Duque e líder de 26
legiões de espíritos caídos , que este venha á minha presença, com a destreza de um
soldado e obedeça aos meus comandos e desejos, no mais curto espaço de tempo, e
satisfaça-me, com toda a pompa e circunstancia, como serve o chefe dos anjos caídos.

Se não satisfizer a minha ordem, então, condeno-vos Orimoth, Belimoth e Limocke e
Zepar, ao lago do fogo eterno, com as piores excomunhões e maldições e , com o
sangue de Nosso Senhor Jesus, O Cristo, amarro-vos.
Espirito Zepar ( fazer o seu pedido e Invocação de Despedida ).

F: Necrodome, um Cavaleiro sem nome.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:22 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Oração de Permissão..............

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:15 pm

Oração de Permissão

( feita de joelhos )

Oh Grande e Eterna Virtude do Altíssimo, que através da Vossa permissão, possa eu ( diga o seu nome de baptismo ) chamar á minha presença os espíritos que eu quiser, pelos Santíssimos Nomes: Vaicheon, Stimulamaton, Esphares, Tetragrammaton,Olioram, Cryon, Esytion, Existion, Eriona, Onela, Brasim, Noym, Messias, Soter, Emanuel, Sabaoth, Adonay, eu Vos louvo, invoco-vos e imploro-Vos, com toda a força da minha alma, com esta invocação, consagração e conjuração e, peço para que seja-me permitida(o) a comunicação com os espíritos, bons ou maus, onde quer que se encontrem, venham até mim, obedientes e satisfaçam os meus pedidos.
Pela Virtude dos Vossos Nomes. Fiat ! Fiat ! Fiat ! Amén


F: Necrodome um cavaleiro sem nome.


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:22 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:27 pm

.....


Última edição por ocult em Ter Set 18, 2012 12:14 am, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:31 pm

.....


Última edição por ocult em Ter Set 18, 2012 12:15 am, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:34 pm

..


Última edição por ocult em Ter Set 18, 2012 12:15 am, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Invicação aos Espíritos da Goétia....... dá uma olhada nessa Cherto se vai rir.............Então saberemos que nem precisa fazer evocações ou ritos basta seguir as instruções a baixo............

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 3:47 pm

Invocação aos Espíritos da Göetia

Esta invocação serve, apenas, para comandar e obrigar os Espíritos da Göetia, aobedecerem-nos.

Precisa de:
1 Círculo de cartolina ou pergaminho branco (10cm diâmetro)
1 Frasco de tinta-da-china, preta ou vermelha
1 Pincel ou caneta de aparo
3 Gota do seu sangue, do dedo anular esquerdo
1 Vela de cera branca, preta ou vermelha (pequena)
1 Moeda (qualquer valor)
2 Bolsas de cetim preto
1 Punhado dos seus cabelos ou pelos

1º Pique o seu dedo anular esquerdo com um alfinete esterilizado. Adicione 3 gotas, doseu sangue, à tinta-da-china.
2º Desenhe, com o pincel ou caneta de aparo, o símbolo do Espírito da Göetia, nocírculo de cartolina. No verso, faça a sua assinatura*
3º Acenda a vela, diariamente, depois do pôr-do-sol e, diga a Invocação 1, segurando osímbolo na sua mão esquerda, em frente à vela (esta deverá estar no chão). **
4º Faça a invocação por 21 dias, apagando a vela com os dedos, no fim.
5º No fim da 21ª Invocação (no 21ª dia) ponha o símbolo, a moeda e os cabelos, dentroda bolsa de cetim e, dirija-se a uma encruzilhada antes da meia-noite. Na outra bolsa,ponha o que sobrou da vela.
6º Na encruzilhada, abra uma cova (um palmo de fundo), com as suas mãos. Ponha umbocado de terra, que retirou, ao abrir a cova, e ponha dentro da outra bolsa de cetim (aque contém a vela). Enterre a bolsa que contém o símbolo, cabelos e moeda.
7º Faça a Invocação 2 e saia do loca.
l8º Sempre, que precisar, faça a Invocação 1 e os pedidos, acendendo a vela que sobrou(voltando a guardá-la na bolsinha, novamente).
• *Se fizer um Ritual de Amor, escreva o nome da pessoa amada, debaixo da sua assinatura.
• **Apagar a vela, com os dedos, no fim da Invocação 1. Nunca sopre-a!

Invocação 1

É verdade, sem mentira, certo e muito verdadeiro:O que está em baixo é semelhante ao que está em cima, e o que está em cima ésemelhante o que está em baixo; por essas coisas que se fazem os milagres de umaúnica coisa. E como todas as coisas são e vêm do UM, para mediação do UM, assimtodas as coisas nasceram desta coisa única por adaptação. O Sol é seu Pai, e a Lua sua Mãe. E o vento o trouxe em seu ventre. A Terra é suanutris e sua proprietária. Esta Coisa é o Pai de todas as coisas perfeitas do Mundo.Sua força ou poder permanece intacto, se é transformado em terra. Tu separarás aterra do fogo, o subtil do grosso, suavemente, com grande destreza. Ele ascende daterra e desce do céu, e recebe a força das coisas superiores e das coisas inferiores.Por isso significa, você terá a glória do mundo, e toda a escuridão irá para longe devocê. É a força, forte com toda a força, porque ela vencerá toda coisa toda subtil epenetrará toda coisa sólida. Deste modo, o mundo foi criado. Deles deixaráadmiráveis adaptações, cujas são oferecidos meios aqui. Esta é a razão para qual foi chamado Hermes Trismegisto, ao possuir as trêspartes da filosofia universal. O que eu disse do trabalho solar está completoPotências do Reino, colocai-vos sob meu pé esquerdo e na minha mão direita.Glória e eternidade, tocai meus ombros e levai-me pelos caminhos da vitória.Misericórdia e justiça, sede o equilíbrio e o esplendor da minha vida. Inteligência esabedoria, dai-me a coroa. Espíritos de Malkuth, conduzi-me entre as duascolunas, sobre as quais se apoia todo o edifício do templo. Anjos de Netsah e deHod, afirmai-me sobre a pedra cúbica de Jesod. Ì Ghedulael, ó Gheburael, óTipheret, Binael, sejam meu amor. Ruach Hochmael, sê minha luz; sê o que tu és eo que serás, ó Kiteriel! Ishim, assisti-me em nome de Shaddai. Kerubim, sê minhaforça em nome de Adonai. Beni-Elohim, sede meus irmãos em nome do Filho, oCristo, e pelas virtudes de Sabaoth. Elohim, combatei por mim em nome do TE-TRA-GRA-MA-TON. Malakhim, protegei-me em nome de Iod-He-Vo-He.Seraphim, purificai meu amor em nome de Eloah. Hasmalim, iluminai-me com osesplendores de Elohim e de Shekhinah. Aralim, obrai. Ophanim, girai eresplandecei. Hajoth-Ha-Kadosh! Gritai! Falai! Rugi! Mugi! Kadosh, Kadosh,Kadosh, Shaddai, Adonai, Jot-Chavah. Eheieh-Ashr-Eheieh. Hallelu-iah. Hallelu-iah. Hallelu-iah. Amém. Amém. Amém.Espírito Göetico (nome do espírito) por todos estes Santos Nomes, obedeçam-me efaçam-me (fazer pedido de modo imperativo).


Invocação 2

Norte

Grande Espírito do Norte, Forças da Terra de todos os Poderes. Chamamos einvocamos vocês. Cervo selvagem, bisão, cobra rastejante e javali. Mãe dasmontanhas e árvores, Senhora da meia-noite, Mãe da Terra. Espírito Verde e fértilda Natureza. Espírito feminino sagrado da energia telúrica, Doadora da Vida.Poderes da Terra! Enviem sua força. Estejam aqui connosco! Por todo o poder do Grande Espírito do Leste, Forças do Ar de todos os Poderes. Chamamos einvocamos vocês. Êguia dourada, falcão, pássaro celeste e condor. Mensageirosvivazes, brisa da manhã, Ser dourado que sussurra. Espírito que traz o frescor.Espírito feminino sagrado da energia aérea, Sopro da Vida. Poderes do Ar!Enviem sua luz. Estejam aqui connosco! Por todo o poder do três vezes três,venham até nós! Sejam bem-vindos!

Leste

Grande Espírito do Leste, Forças do Ar de todos os Poderes. Chamamos einvocamos vocês. Êguia dourada, falcão, pássaro celeste e condor. Mensageirosvivazes, brisa da manhã, Ser dourado que sussurra. Espírito que traz o frescor.Espírito feminino sagrado da energia aérea, Sopro da Vida. Poderes do Ar!Enviem sua luz. Estejam aqui connosco! Por todo o poder, do três vezes o três,venham até nós! Sejam bem-vindos!

Sul

Grande Espíritos do Sul, Força do Fogo de todos os Poderes. Chamamos einvocamos vocês. Dragão vermelho, leão, cavalo veloz e serpente. Fagulha de Luz,flor do deserto, Chama que canta e reluz. Espírito ardente que aquece e ilumina.Espírito feminino sagrado da energia ígnea, Virgem do Fogo, bela e formosa,Ardor de vida. Poderes do Fogo! Enviem sua chama. Estejam aqui connosco! Portodo o poder do três vezes três, venham até nós! Sejam bem-vindos!

Oeste

Grande Espíritos do Oeste, Força da Êgua de todos os Poderes. Chamamos einvocamos vocês. Garça de prata, peixe veloz, cisne flutuante e foca. Rio,cachoeira, mar, ondas, corredoras, oceano do qual viemos, Príncipe Guerreiro doCrepúsculo de Outono, Senhora do pôr-do-sol. Espírito Feminino sagrado deenergia aquática, Anciã do mar, sábia e sem idade, Pulsar da Vida. Poderes daÊgua! Enviem o seu fluxo! Por todo o poder do três vezes três, venham até nós!Sejam bem-vindos!

F: (http://www.freewebs.com/ritualdafortuna/Ritual%20da%20Fortuna2.pdf)


Última edição por Thathyany em Qua Jul 18, 2012 4:24 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Convidad em Dom Jul 15, 2012 4:06 pm

....


Última edição por ocult em Ter Set 18, 2012 12:15 am, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Seg Jul 16, 2012 6:34 pm

Thathyany escreveu:MAGIA LUNAR
Ritual Lunar de Cura

(Fonte: “Magia das Velas” de Gerina Dunwich)

Não vou postar o ritual inteiro para responder.

Cara, a ordem do ritual está ótima, com a consagração do círculo e das 4 direções.

As coisas que eu considero erradas está no que se refere à mistura de egrégoras e culturas nos nomes das entidades, que ficou uma droga. Ainda assim, não interfere exatamente no rito. Pode funcionar sem problemas, mas eu realmente recomendo a um magista interessado a mnodificar tais entidades de acordo com sua perspectiva.

Além disso, toda a explicação astrológica, ao meu ver, é furada. Eu até sou a favor da influência das estrelas em realizações rituais, por um motivo de "comportamento universal" que não convém explicar aqui, mas sabemos bem que as constelações se expandiram e o que foi escrito no século passado tem pouca validade, imagine o que foi escrito há mais tempo.
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Seg Jul 16, 2012 6:39 pm

Thathyany escreveu:Este é um ritual clássico da magia ocidental, conhecido como ritual do pentagrama cabalístico, porém modificado de forma a adequar-se a realidade da Nova Era Satânica promulgada pelo satanista.

Nesse caso, me absterei por não entender completamente as simbologias envolvidas.

Eu não ví nada de realmente errado, mas alguém mais ligado ao tema pode encontrar isso.
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Seg Jul 16, 2012 7:04 pm

Thathyany escreveu:O mago de Frente para o leste.

Passo 1. Bata 10x - 3 + 4 + 3 e diga
HAI-KAS, HAI-KAS, ES-TI BI-BE-LOI

Ritual encerrado

Que línguagem é essa? Eu não conheço... São nomes, não?

Cara, se tem uma coisa que eu não faço é falar coisas que eu não entendo em rituais. Eu compreendo e apoio a existência de Palavras de Poder, e particularmente vejo elas como mais que simples placebo (assim como mantras e mudras), mas eu realmente prefiro saber o que estou falando.


Outra coisa que eu não aprovei muito foi a ordem de colocação dos elementos: fogo, água, ar, terra. Sul, oeste, leste, norte. Não há harmonia aqui.

"O mago que governa os trabalhos do fogo deve aspergir com água gloriosa do ruidoso mar". Quer dizer que o mago que realiza o ritual deve ser espancado pelo elemento oposto?


É um ritual trabalhoso, obscuro, de palavras desconhecidas, de desarmonia entre os elementos, cujo objetivo final é "manter distante e remover o mal e o desequilíbrio;
fortalecer e dar inspiração". Ou seja, coisas que o magista deveria obter por sua própria capacidade.
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Draven_ em Seg Jul 16, 2012 7:18 pm

Thathyany escreveu:O Iniciado leva a mão à testa e diz: -A TI PERTENCEM... Leva a mão ao peito: -O REINO... Bota a mão no ombro esquerdo: -A JUSTIÇA No ombro direito: -E A MISERICÓRDIA... Depois, com a mão direita erguida para o céu e a esquerda em direção à Terra, fala: -NOS CICLOS GERADORES! TIBI SUNT MALCHUT ET GEBURAH ET CHESED PER AEONAS. (em latim, mesmo!)

Desculpem, crianças, falar em latim é placebo. E ultrapassado também, depois do Simon Necronomicon a onda agora é acadiano. ^^

Esse é um diabo (perdão pelo trocadilho) de misturas que eu acho totalmente inadequado. Você usa um rito cristão para a invocação de elementais nos mitos pagões. Você clama por Miguel e logo em seguida por Samael. Depois mistura tudo isso com devas. E o próprio rito se estipula como incompleto.

Na realidade, falar algumas palavras em latim e chamar por alguns nomes é pura bobagem, e todo mundo sabe disso. A questão é foco e intenção. Se o rito realmente funcionar devido a esses dois fatores, só será satisfatório se a perspectiva do magista realmente aceitar o simbolismo presente ou alterá-lo adequadamente. Mas é um ritual pífio, de qualquer forma.
avatar
Draven_
Adepto de Osíris

Porco Mensagens : 99
Data de inscrição : 20/06/2012
Idade : 34

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Convidad em Qua Jul 18, 2012 4:27 pm

Draven_ escreveu:
Thathyany escreveu:O Iniciado leva a mão à testa e diz: -A TI PERTENCEM... Leva a mão ao peito: -O REINO... Bota a mão no ombro esquerdo: -A JUSTIÇA No ombro direito: -E A MISERICÓRDIA... Depois, com a mão direita erguida para o céu e a esquerda em direção à Terra, fala: -NOS CICLOS GERADORES! TIBI SUNT MALCHUT ET GEBURAH ET CHESED PER AEONAS. (em latim, mesmo!)

Desculpem, crianças, falar em latim é placebo. E ultrapassado também, depois do Simon Necronomicon a onda agora é acadiano. ^^

Esse é um diabo (perdão pelo trocadilho) de misturas que eu acho totalmente inadequado. Você usa um rito cristão para a invocação de elementais nos mitos pagões. Você clama por Miguel e logo em seguida por Samael. Depois mistura tudo isso com devas. E o próprio rito se estipula como incompleto.

Na realidade, falar algumas palavras em latim e chamar por alguns nomes é pura bobagem, e todo mundo sabe disso. A questão é foco e intenção. Se o rito realmente funcionar devido a esses dois fatores, só será satisfatório se a perspectiva do magista realmente aceitar o simbolismo presente ou alterá-lo adequadamente. Mas é um ritual pífio, de qualquer forma.

Obrigada por suas palavras Dravn.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rituais "Fail"

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum